São Paulo tem tour guiado e gratuito pelo centro histórico

A caminhada de duas horas passa pelos pontos mais emblemáticos da região; veja outras sugestões de passeios na cidade

Por Bárbara Ligero Atualizado em 1 jun 2022, 11h27 - Publicado em 1 jun 2022, 11h19

O Centro Histórico de São Paulo tem um monte de problemas, é verdade. Mas, para quem sabe ver, ele também é um interessante passeio por prodígios arquitetônicos, tradições gastronômicas e detalhes pouco conhecidos que são pequenas aulas de história. Para ajudar nessa empreitada, existem tours guiados e gratuitos que acontecem aos sábados desde 2019 – uma iniciativa do Pátio Metrô São Bento e do grupo de guias de turismo Caminhos do Triângulo.

Nos meses de junho, julho e agosto de 2022, o roteiro “Destaques do Centro Histórico” visita mais de dez pontos emblemáticos da região, incluindo o Pateo do Collegio, o Solar da Marquesa e o Mosteiro de São Bento. Ao longo do trajeto, que é realizado a pé e tem cerca de duas horas de duração, os participantes aprendem sobre o processo de formação da cidade de São Paulo ao longo de três períodos da história: Colônia, Império e República. O livro A capital da solidão: Uma história de São Paulo das origens a 1900, de Roberto Pompeu de Toledo, aprofunda esse tema.

Para participar do tour, não é preciso reservar com antecedência ou pagar uma taxa. Basta sair da estação São Bento e se dirigir até o ponto de encontro na Praça da Colmeia, que fica bem aos pés do Mosteiro de São Bento. A partir das 10h30 começam a ser distribuídas as senhas, já que os passeios acontecem com no máximo 20 participantes. A caminhada tem início às 11h e termina cerca de duas horas depois no mesmo lugar onde começou, a Praça da Colmeia. O tour acontece sempre aos sábados (4/6, 11/6, 18/6, 25/6, 2/7, 9/7, 16/7, 23/7, 30/7, 6/8, 13/8, 20/8 e 27/8).

Catedral da Sé, São Paulo, Brasil
A turma reunida para ouvir a explicação do guia em frente à Catedral da Sé. Pátio Metrô São Bento/Divulgação

Mais passeios em São Paulo

Ainda no Centro Histórico de São Paulo, o CCBB exibe até o dia 20 de junho uma exposição com ilusões de ótica do argentino Leandro Erlich. Outras possibilidades são conciliar o passeio pela região com um concerto na Cripta da Catedral da Sé ou conhecer o Farol Santander, antigo Banespão – veja como é a visita andar por andar. Ao cair da noite, dá para seguir passos das nossas colunistas Ana Claudia Crispim, em um tour etílico por bares no entorno, ou Adriana Setti, por três bares novos do pedaço. Prefere ver a cidade de cima? Nesse caso, o mirante do Terraço Itália é um clássico, mas há também o novidadeiro (e disputado) Sampa Sky, com cabines de chão de vidro.

Continua após a publicidade

Outros pontos de interesse estão a poucas estações de metrô. A Estação da Luz inaugurou no final de março uma ligação direta com a Sala São Paulo e a Pinacoteca, que até o dia 1º de agosto recebe a maior exposição já feita de Adriana Varejão. E, falando no assunto, também está rolando até o dia 14 de agosto uma exposição imersiva sobre a obra de Tim Burton na Oca do Parque do Ibirapuera. Em suma, programação cultural é o que não falta em São Paulo: há ainda três bons museus literários e uma porção de museus que passam quase despercebidos dentre as tantas opções na capital. Entre um passeio e outro, as refeições podem ser feitas em um dos restaurantes mais clássicos da cidade,.

Leia tudo sobre São Paulo

Busque hospedagem em São Paulo

Continua após a publicidade

Publicidade