7 museus que passam quase despercebidos em São Paulo

Museu do Relógio, da Imaginação, de Arte Sacra, de Zoologia, entre outros, podem acabar ofuscados em meio a tanta oferta. Vem ver!

Por Bruno Chaise Atualizado em 20 nov 2021, 10h10 - Publicado em 13 nov 2021, 07h58

Com uma oferta de mais de 100 museus, não é novidade dizer que São Paulo é um dos maiores polos culturais da América Latina (ainda que não seja incomum ouvir de um ou outro que em São Paulo “não tem nada pra fazer”). Deixemos um pouco de lado o MASP, o Museu da Imagem e Som (MIS) com sua retrospectiva sobre Rita Lee, o Tomie Othake ou mesmo a Pinacoteca. O foco aqui são os pequenos acervos, ou nem tão pequenos assim, mas que podem acabar ofuscados por alguma instituição vizinha mais famosa. E tem alguns com acervo realmente inusitado. Confira abaixo uma lista com sete: 

Museu do Relógio Professor Dimas de Melo Pimenta

museu do relogio
museu do relogio/Divulgação

Aberto em 1950, o museu expõe as mais variadas versões deste artefato que, de uma forma ou outra, dita o ritmo da humanidade e sobretudo do paulistano. São 600 itens de diferentes épocas e países.

Onde? Avenida Mofarej, 840 – Vila Leopoldina

Quando? De segunda a sexta-feira das 8h às 17h.

Quanto? Gratuito

Museu de Arte Sacra

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Museu Arte Sacra de São Paulo (@museuartesacra)

Desde 1970, o Museu de Arte Sacra ocupa uma ala do Mosteiro da Luz com um acervo de mais de 18 mil peças religiosas dos séculos 16 a 20. É uma das principais instituições brasileiras voltadas ao estudo, conservação e exposição de objetos relacionados à arte sacra. Aproveite para dar um pulo no Bom Retiro.

Onde? Avenida Tiradentes, 676 – Luz (metrô Tiradentes)

Quando? De terça a domingo, das 9h às 17h.

Quanto? R$6 (estudantes pagam meia; policiais, professores da rede pública e maiores de 60 anos não pagam) Gratuito aos sábados

Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia (MuBE)

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por MuBE_SP (@mube_sp)

Seria quase uma afronta dizer que o imperdível MuBE passa despercebido. Mas a verdade é que os apressados que descem a Avenida Europa podem não notar que junto ao MIS existe um museu semi-subterrâneo que “acontece” quase que inteiramente no nível inferior da rua. O projeto inspiradíssimo de Paulo Mendes da Rocha é das obras mais originais do arquiteto, que ainda por cima é coroada com jardins de Burle Marx.  Ingressos apenas pelo site.

Onde? Rua Alemanha, 221 – Jardim Europa

Quando? De quarta a domingo das 11h às 17h

Quanto? Gratuito

Museu AfroBrasil

Fachada do museu
A entrada do Museu da Cultura Afro é pelo Portão 10 do Parque Ibirapuera. Crédito: Nicolas de Camaret/Wikimedia Commons

Outro que não passa nada despercebido, ou não deveria. Porém, com os holofotes todos voltados para  as recentes benfeitorias que a privatização trouxe ao Parque Ibirapuera, e também para o destaque que o prédio da Bienal acaba ganhando, vale enfatizar a importância do AfroBrasil e seu acervo que destaca a maneira como a África ajudou a forjar quem somos hoje. São mais de seis mil objetos que abordam temas como escravidão, religião, trabalho e arte em vários períodos da história – do século 18 aos dias de hoje.

Onde? Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n – Parque Ibirapuera próximo ao portão 10

Quando? De terça a domingo, das 10h às 17h

Quanto? R$ 15,00 (estudantes pagam meia entrada). Grátis às quartas-feiras.

Continua após a publicidade

Venda de ingressos por meio do site ou da bilheteria.

Museu da Imaginação

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Museu Da Imaginação (@museudaimaginacao)

Aberto em janeiro de 2017, o museu resgata a criatividade do brincar. O espaço promove a interação, o contato e a experiência com a arte. São 2.000 m² divididos entre três espaços expositivos, que abordam Leonardo da Vinci, Mondrian e grandes monumentos da história da humanidade. 

Onde? Rua Ricardo Cavatton, 251 – Lapa de Baixo

Quando? De terça a domingo, das 10h às 13h e das 14h às 17h

Quanto? R$ 50 (13 anos e acima) e R$ 70 (de 2 a 12 anos)

Venda de ingressos por meio do site ou da bilheteria.

Museu da Imigração Japonesa

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Museu da Imigração Japonesa (@museumhijb)

O museu possui o maior e mais completo acervo relacionado à história da imigração japonesa no Brasil, com mais de 97.000 itens, de documentos diversos a LPs, pinturas, utensílios domésticos, além de kimonos.

Onde? Rua São Joaquim, 381 – Liberdade

Quando? De terça a domingo, das das 13h às 17h

Quanto? R$16 (estudantes pagam meia-entrada)

Venda de ingressos somente na bilheteria.

Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Museu de Zoologia da USP (@museu_zoologia)

Localizado atrás do Museu do Ipiranga, o museu ocupa uma antiga casa da década de 1940 e possui um acervo vasto de animais empalhados, fósseis e réplicas. Divididos entre entre anfíbios, répteis, peixes, aves, mamíferos e também invertebrados como crustáceos, corais e moluscos, as peças ocupam um espaço de mais de 700 m². O local ainda conta com um biblioteca especializada com mais de 70 mil exemplares entre periódicos, teses e mapas. 

Onde? Avenida Nazaré, 481 – Ipiranga

Quando? Sábados e domingos das 10h às 17h, com distribuição de ingressos até às 16h30.

Quanto? Gratuito

Venda de somente por meio do site do museu. Entrada apenas com horários agendados.

Leia tudo sobre São Paulo

Busque hospedagem em São Paulo

Continua após a publicidade

Publicidade