Exposição imersiva sobre a obra de Tim Burton chega a São Paulo

Ao todo, 14 ambientes na Oca no Parque Ibirapuera abrigam o universo gótico e fantasmagórico do artista norte-americano

Por Beatriz Neves Atualizado em 17 Maio 2022, 22h33 - Publicado em 3 Maio 2022, 21h37

Conhecido pelas suas obras de traço marcante e tom macabro, Tim Burton – cineasta, ilustrador e roteirista – é tema de uma nova exposição imersiva em São Paulo. A mostra ocupa dois andares na Oca, no Parque Ibirapuera.

A exposição acontece em comemoração aos 13 anos da publicação do livro The Art of Tim Burton. Dessa forma, A Beleza Sombria dos Monstros, nome dado à mostra, é composta por 14 ambientes, cada um representando um capítulo do livro. Ao longo de 434 páginas, o leitor acompanha um aspecto da imaginação artística do cineasta, além de ilustrações feitas por ele mesmo: estas sairão do papel por meio de projeções em tecido, teatro de sombras, anamorfose, espelho mágico e realidade virtual. 

“A Beleza Sombria dos Monstros”
Elementos da imaginação de Tim Burton ocuparão os espaços da Oca. Crédito: “A Beleza Sombria dos Monstros”/Divulgação

No ano passado, um prédio da capital paulista serviu de tela para um dos desenhos do cineasta. Na rua 25 de Março, no edifício-garagem Parque 25, é possível avistar um mural com mais de 2 mil metros quadrados de um robô gigante. A obra foi grafitada pela muralista Luna Buschinelli e também faz parte da mostra. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por A Beleza Sombria Dos Monstros (@artedetimburton)

Continua após a publicidade

Não é a primeira vez que Tim Burton é destaque em uma exposição em São Paulo. Em 2016, aproximadamente 230 mil pessoas foram ao Museu da Arte e do Som (MIS) para apreciar a experiência O Mundo de Tim Burton

O cineasta nascido em 1958 na Califórnia é a mente por trás de filmes como “Os Fantasmas se Divertem” (1988), “Edward Mãos de Tesoura” (1990), “Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet” (2007) e “Alice no País das Maravilhas” (2010). Suas produções evocam uma aura característica, recheada por traços sinistros que criaram uma linguagem visual intitulada de “Burtonesca”. O trabalho do cineasta foi influenciado pelo Expressionismo Alemão, Surrealismo Pop, o Gótico e o “Grand Guignol” – uma estética que surgiu no século 19 em Paris com o Théâtre du Grand-Guignol, casa de espetáculos que realizava shows de marionetes que contavam histórias sangrentas. 

A exposição A Beleza Sombria dos Monstros fica aberta ao público de 8 de maio a 14 de agosto, de terça a domingo, das 9h às 21h. Os ingressos custam R$40 (inteira) e podem ser adquiridos através do site Ingresso Rápido

Busque hospedagem em São Paulo

Leia tudo sobre São Paulo

Continua após a publicidade

Publicidade