Viaje para as ruínas: conheça 14 ‘cidades perdidas’ no mundo

Veja ruínas de cidades milenares pelo planeta; o melhor é que esses sítios arqueológicos estão abertos ao turismo

As civilizações antigas e suas cidades perdidas causam fascínio e despertam interesse em muitos viajantes mundo afora. Conhecê-las de perto é a chance de testar o que estudamos nas aulas de história do colégio e ainda tirar uma onda de Indiana Jones, certo? Tudo bem, mas não só. É também uma forma de prestigiar e reconhecer o extenuante e paciente trabalho de arqueólogos e historiadores que tratam de desenterrar o passado para que jamais nos esqueçamos de quem somos, de onde viemos, por que chegamos até aqui e para onde estamos indo. Ou seja, é uma das melhores maneiras de entender e se situar no mundo.

Para matar – ou melhor, aguçar – a curiosidade, reunimos alguns dos mais emblemáticos sítios arqueológicos abertos ao turismo. Das idílicas ilhas gregas ao agreste altiplano andino, das escaldantes areias egípcias à sufocante selva cambojana, a VT propõe um passeio fotográfico por templos, pirâmides, resquícios, vestígios, construções imponentes e belos exemplos de centros urbanos projetados ao longo dos séculos. Maravilhosos exemplos arquitetônicos de organização política e social deixados por povos que legaram para a eternidade o que hoje chamamos de patrimônio mundial da humanidade.

A partir de agora você está convidado a embarcar em uma viagem no tempo. Uma viagem extraordinária que passa por Troia e Éfeso, na Turquia; Pompeia, na Itália; Akrotiri, na Grécia; Cartago, na Tunísia; Tebas, atual Luxor, no Egito; Persépolis, no Irã; Petra, na Jordânia; Sanchi, na Índia; Angkor, no Camboja; Teotihuacan, no México; Tikal, na Guatemala; Tiahuanaco, na Bolívia; Machu Picchu, no Peru.

Mas lembre-se: quando tiver a chance de conhecer pessoalmente um desses lugares, nunca deixe de observar e respeitar as regras de visitação. Arqueólogos, historiadores e o restante da humanidade agradecem.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s