Veja como funciona o trem para o Aeroporto de Guarulhos

A linha Jade passa a funcionar das 4h até a meia-noite. Os serviços Connect e Airport-Express também devem começar a operar nos próximos meses

ATUALIZADO EM 4 DE JUNHO DE 2018.

A Linha 13 – Jade, que liga a Estação Engenheiro Goulart, na zona leste de São Paulo, ao Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, começou a circular em horário comercial na segunda-feira, 4 de junho. Desde o dia 31 de março, a operação vinha acontecendo em horário reduzido, aos sábados e domingos, das 10h às 15h, com intervalos de 30 minutos. O trajeto passa a funcionar das 4h até a meia-noite, a tarifa é de 4 reais e a viagem dura cerca de 15 minutos.

Até chegar em Cumbica, no entanto, é preciso muito sobe-e-desce. Um passageiro que esteja na estação da Sé, por exemplo, deverá seguir até a estação Brás, lá embarcar em um trem da linha Safira da CPTM até a Estação Engenheiro Goulart para, finalmente, pegar a linha 13 Jade que seguirá até Cumbica.

Trem expresso

Para os próximos meses estão previstos outros dois serviços que, ao que indicam, serão mais vantajosos. O primeiro é o Connect, que irá da Estação Brás à Guarulhos nos horários de pico (das 5h às 9h e das 16h às 20h), em 35 minutos, sem necessidade de baldeação na Engenheiro Goulart. A previsão é que comece a funcionar em julho.

O serviço aparentemente mais vantajoso, o Airport-Express, que ligará a Estação da Luz ao Aeroporto em 35 minutos, sem paradas, só deverá funcionar no fim de agosto. O serviço terá horários de partida fixos: Aeroporto-Estação Luz (8h, 10h, 12h e 22h) e Estação Luz-Aeroporto (9h, 11h, 13h e 21h). A tarifa ainda está sendo definida, mas estima-se que a viagem custará entre R$5 e R$10.

A Estação Aeroporto fica situada perto do Terminal 1, assim, o Aeroporto de Guarulhos passou a disponibilizar um ônibus gratuito para levar os passageiros até os outros dois terminais.

Atrasos

A promessa de um trem ligando São Paulo ao Aeroporto de Guarulhos data da primeira gestão de Geraldo Alckmin, no começo dos anos 2000. A primeira previsão era de que a obra estaria pronta até 2005, mas a data foi adiada.

Em 2007, na gestão de José Serra, a entrega foi marcada para 2010, mas foi adiada novamente em 2009, com a previsão de inauguração para a Copa do Mundo de 2014.

Em 2015, o governo Alckmin voltou a trabalhar no projeto, prometendo que o trem começaria a funcionar no fim de 2017. Em setembro do ano passado, a conclusão da obra foi adiada para março desse ano, quando finalmente foi inaugurada.

Busque hospedagens em São Paulo

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Cassio Rogério Sabino

    Bom dia, há uma informação controversa, a pessoa que está na na Estação da Luz tem uma opção muita mas rápida que a citada na matéria e com una baldeação a menos: na própria estação utiliza a Linha 11 Coral (Luz-Guaianazes) e desce na própria estação Brás, que a subsequente a Luz e de lá já poderá embarcar diretamente na linha 12

    Curtir