ExFinito é a nova exposição imersiva do Farol Santander

Antigo prédio do Banespa no Centro de São Paulo recebe 14 obras inéditas do artista chileno Iván Navarro. A curadoria é de Marcello Dantas

Por Gustavo Kolonko Atualizado em 7 jan 2021, 07h30 - Publicado em 6 jan 2021, 10h17

Fica em cartaz até o fim de fevereiro no Farol Santander, em São Paulo, a exposição ExFinito, primeira grande retrospectiva no Brasil do artista chileno Iván Navarro, com curadoria de Marcello Dantas. 

Instalada no 22º andar do edifício no Centro da capital paulista, o visitante entra em uma sala escura onde os únicos objetos que iluminam o ambiente são as obras de Navarro, que variam de formato e cor, formando um labirinto psicodélico que desafia os sentidos. Utilizando objetos como espelhos, luzes neon e vidros, as 14 obras em diversos tons ganham nomes conforme os formatos desenhados pelo artista, que vão de “Diamantes”, “Ondas” e até “Copacabana”.

  • “É um labirinto que não tem só uma forma, a pessoa pode fazer seu próprio caminho. O conceito da repetição dos formatos vai se impondo e culmina neste território de incertezas”, comentou Navarro sobre a exposição no dia da inauguração, em dezembro último, na qual a VT esteve presente. Nascido em Santiago, suas obras já contavam com neons desde o início de sua carreira, mas foi na sua mudança para Nova York, no final da década de 1990, que o uso deste material se consolidou em seus trabalhos. O artista tem obras no acervo do Museu Nacional de Belas Artes, do Rio de Janeiro, e do Instituto Inhotim, em Minas Gerais. 

    Além das peças no interior do edifício, na Praça Antônio Prado, em frente ao Farol Santander, foi instalada a obra “Escada (Caixa d’Água)”, já exposta no Madison Square Park, em Nova York, que tem 4 metros de altura e também conta com o jogo de luzes e espelhos característicos do artista chileno.

    Para Marcello Dantas, curador da exposição, a principal matéria prima de “ExFinitoé a eletricidade, que é a responsável pela viagem imersiva, mesmo que não possamos vê-la diretamente. Com trabalhos já envolvendo arte e tecnologia, Dantas esteve por trás da concepção de museus como o da Língua Portuguesa e da Japan House, ambos em São Paulo, e também assinou a curadoria de exposições com grande sucesso de público, como a do indiano Anish Kapoor, no CCBB, e do chinês Ai Weiwei, na Oca do Ibirapuera.

    A exposição fica em cartaz até 28 de fevereiro, com entrada a R$ 25 (inteira). Vale lembrar que o ingresso dá direito à visita completa ao Farol Santander, que abriga as exposições “Revoada”, da artista Flavia Junqueira, e “Espaço Memória”, onde o visitante faz uma viagem imersiva na história do edifício. Confira a programação completa e compre ingressos aqui.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade