Turismo náutico cresce no Brasil e no mundo durante a pandemia

Com distanciamento social e contato com a natureza, alugar barcos e lanchas atrai viajantes que buscam alternativa às aglomerações das praias

Por Giovanna Simonetti Atualizado em 22 out 2020, 12h18 - Publicado em 21 out 2020, 11h32
Ziga Plahutar/Getty Images

Seguindo a mesma tendência das viagens de motorhome, o turismo náutico vive um boom nos tempos de pandemia. Em busca de alternativas seguras, isoladas e não muito distantes de casa, viajantes encontraram nas embarcações uma opção viável e longe de aglomerações para conseguir sair e respirar novos ares sem se expor ao novo coronavírus – e melhor: sem precisar ser dono ou conhecer alguém que tenha uma lancha, barco ou similar para embarcar nessa nova tendência.

Assim como é possível alugar uma casa em sites de compartilhamento de imóveis, surgem cada vez mais sites que conectam proprietários de embarcações com clientes. O aluguel de barcos foi, inclusive, um dos setores do turismo náutico que mais cresceu após a flexibilização das medidas de isolamento. Só na Europa, a plataforma de locação Nautal observou um aumento de 55% nas buscas do site no verão, em comparação ao ano passado. 

  • Mas a tendência não ficou apenas no continente europeu e está começando a pegar em terras brasileiras, onde o verão ainda está chegando. Apesar de menos estruturado e popular que na Europa – mesmo com os oito mil quilômetros de litoral e muitas riquezas naturais –, o turismo náutico nacional começou a receber mais atenção depois das restrições das viagens (especialmente as internacionais) e o distanciamento social. Antes mesmo de o verão chegar, as reservas já estão bombando: só o feriado de 7 de setembro teve um volume de reservas equivalente ao Ano Novo na locadora de barcos BnBoats, um fato inédito para a empresa. 

    Fora o isolamento, um dos maiores atrativos de alugar um barco é a liberdade. Seja um passeio de algumas horas ou dias, quem opta pela locação tem mais autonomia para personalizar o ritmo e o roteiro da viagem, especialmente no caso de embarcações exclusivas para uma mesma família ou grupo. Além de mais livre, o aluguel de barcos privativos é também a opção mais segura do turismo náutico, já que restringe o contato com pessoas de fora do seu círculo de convivência. 

  • E a liberdade das embarcações marítimas também tem muito a ver com as várias possibilidades de lazer a bordo: simplesmente relaxar a fazer mergulhos com cilindro, conhecer ilhas desertas e admirar de perto os animais marinhos e a natureza em lugares a que nem todo passeio turístico convencional chega.

    O Airbnb dos mares

    Já se foi o tempo que o turismo náutico era apenas para os ricos e ostentadores. Ter uma lancha, iate ou afins ainda é, sim, um luxo, mas com embarcações paradas nas marinas e portos na maior parte do ano e altos custos de manutenção, proprietários encontraram nos aplicativos de aluguel de barcos uma forma de amenizar seus gastos – enquanto os viajantes começaram a ter um acesso mais democrático aos mares. 

    Em ascensão no mundo todo, esses sites funcionam aos moldes do Airbnb: uma plataforma de anúncios que conecta de forma simples e prática os clientes aos proprietários dos barcos. Entre opções de passeios de algumas horas (normalmente de 2 a 8 horas), pernoite e até hospedagens por semana em alto-mar, as empresas náuticas reúnem embarcações dos mais variados tipos, tamanhos e preços, com diárias de barcos privativos que começam em R$ 500 e podem chegar a exorbitantes R$ 70 mil. 

  •  

    Uma das locadoras mais populares é a espanhola Nautal, que atua em nível global por destinos como Brasil, Europa, Estados Unidos, Caribe e Austrália – são ao todo 67 países, com mais de 30 mil embarcações disponíveis. No Brasil, grande parte dos anúncios se concentra nos litorais paulista e fluminense – com destaque para Angra dos Reis, Ubatuba, Ilhabela e Paraty, destinos que são o foco de sites como o Yatchnet e a Wind Charter. Já na plataforma BnBoats, é possível encontrar embarcações em vários estados, do Rio Grande do Sul a Pernambuco.

    A plataforma Nautal facilita o aluguel de embarcações, de veleiros à catamarãs, em mais de 60 países do mundo Nautal/Reprodução

    E a boa notícia é: não, você não precisa ter uma habilitação náutica para alugar uma embarcação. Na maioria dos barcos de aluguel, o serviço de charter (ou seja, a presença de um marinheiro a bordo) está incluído no pacote – ou, no máximo, estará disponível por um valor extra. Entre outros custos adicionais possíveis estão eventuais passeios, mergulhos, atividades esportivas (como wakeboard e stand up paddle), combustível, taxas de limpeza e roupas de cama e banho.  

  • Onde alugar uma embarcação

    Nautal

    Desde 2019 no mercado náutico brasileiro, a plataforma já soma mais de 400 barcos, especialmente nas costas de Rio Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. Existem opções para todo tipo de viagem: desde lanchas pequenas e escunas a catamarãs com capacidade para mais de 40 pessoas, com diárias que começam em torno de R$ 1 mil e podem chegar até R$ 69 mil. Na maioria dos anúncios, o marinheiro já está incluso no preço final. 

    Nautal/Reprodução

    Uma das líderes do mercado náutico internacional, a empresa também funciona em lugares como Miami, Caribe, México, Grécia, Croácia, Espanha, Austrália e mais. Veja mais informações aqui

    BnBoats

    BnBoats/Reprodução

    A plataforma de anúncios tem lanchas, veleiros e escunas do Sul ao Nordeste do Brasil, em duas categorias. A primeira é a do Charter Privado, com diárias que variam entre 2, 4 ou 8h ou pernoite e tem valores iniciais em torno de R$ 1 mil. A outra categoria é a Experiência, passeios com roteiros e duração fixa – como aulas de velejar na Barra da Tijuca –, com preços a partir de R$ 100 por pessoa. Normalmente as experiências são compartilhados, mas durante a pandemia algumas estão disponíveis excepcionalmente no modo privativo. Todos os pacotes incluem marinheiro. Saiba mais no site da BnBoats

    Wind Charter

    Com embarcações próprias, a empresa aluga veleiros que recebem até 6 pessoas para pernoite a bordo ou passeios por Paraty. Com autonomia para navegar por dias, é possível “morar” a bordo dos barcos, já que todos são equipados com cozinha, água quente pressurizada para banho, camarotes individuais para pernoite e churrasqueira – sendo que alguns modelos chegam a ter suítes e até ar condicionado. A Wind Charter também oferece a possibilidade de contratar um Skipper (marinheiro profissional) e Hostess, responsável por fazer as compras e cozinhar a bordo, para quem prefere não ter trabalho durante a estadia.

    Continua após a publicidade
    Interior de um dos veleiros da Wind Charter, capaz de acomodar hóspedes por dias no mar Wind Charter/Reprodução

    As diárias partem de R$ 950, para barcos de 30 pés com dois camarotes e um banheiro, e vão até R$ 3.500 no modelo de 50 pés, com 3 camarotes e 2 banheiros. Veja mais detalhes no site da empresa

    Yachtnet

    Autointitulada uma boutique de luxo de barcos premium, a Yachtnet trabalha com aluguel e compra e venda de embarcações novas e seminovas de alto padrão. Para a locação, cinco destinos estão disponíveis: Angra dos Reis, Paraty, Guarujá, Ilhabela e Caraguatatuba. Com lanchas que acomodam até 18 pessoas e têm uma estrutura completa – com suítes, cabines, sala de TV, sala de jantar equipada, churrasqueira e mais –, os preços das diárias variam de R$ 4 mil a R$ 50 mil.

    A Yatch Net é especializada em embarcações de luxo Yatch Net/Reprodução

    Para quem sonha em um dia ter uma lancha, iate ou veleiro, um dos diferenciais da empresa é a modalidade “Share”, em que o cliente pode comprar apenas uma cota do barco e ter outros coproprietários como sócios, dividindo as despesas fixas e contando com um administrador profissional para cuidar da embarcação. Mais informações aqui

    Vivant SP

    Pernoite romântica a bordo da lancha da Vivant SP, com direito a jantar e café da manhã completo Vivant SP/Reprodução

    A bordo de lanchas, a Vivant SP oferece passeios curtos pela Represa de Guarapiranga, na zona sul de São Paulo. As experiências têm duração mínima de duas horas e são personalizadas para cada cliente, seja um casal, famílias ou grupo de amigos de até 15 pessoas. Destaque para os pacotes românticos, com passeios de duas a três horas de almoço, jantar ou noite de “queijos e vinhos” a bordo, além da possibilidade de pernoite a sós no barco. Valores iniciam em R$ 500 por casal, por duas horas de passeio privativo. Saiba mais no site da Vivant SP

    Entre As Ilhas

    Em Salvador, o Entre As Ilhas faz excursões exclusivas pela baía de Todos os Santos. O tour clássico, com mais de oito horas de duração, inclui a Ilha dos Frades, com paradas nas praias de Loreto e Ponta de Nossa Senhora – mas a empresa também faz roteiros alternativos e personalizados pela região. Os passeios são agendados de acordo com a previsão do tempo e maré e preços variam de R$ 70 a R$ 100 por pessoa. Conheça mais aqui

    Rio Island Boat Tour

    Rio Island Boat Tour/Reprodução

    Especializada em passeios de barco pela Cidade Maravilhosa, a Rio Island faz tours compartilhados ou privativos, com cinco possibilidades de roteiros: nas Ilhas Cagarras; pelo litoral carioca, da Glória ao Leblon; pela Baía da Guanabara; nas praias de Niterói e um mais completo, que combina praticamente todas essas rotas em uma. Os passeios têm duração de 3 a 6 horas e o cliente pode escolher um entre a grande variação de embarcações da empresa, algumas equipadas com churrasqueira e que chegam a acomodar até 25 pessoas de uma vez. Preços começam em mil reais, por um passeio de 3 horas de lancha, e podem chegar a R$ 4 mil dependendo do barco escolhido. Saiba mais no site da Rio Island 

    Passeios VIP Paraty

    A empresa oferece mais de 20 tipos de excursões que passam por Paraty, Angra dos Reis, Ubatuba e Ilha Grande, com roteiros de cerca de cinco horas de duração e várias paradas nas praias da região – sem contar tours de Jeep pelas cachoeiras, trilhas e praias de Paraty. Também é possível alugar uma de suas 40 embarcações (entre lanchas, barcos e escunas) para passeios privativos, com itinerários personalizados. Preços começam em R$ 700 por cinco horas de passeio para 2 pessoas e vão até R$ 25 mil a diária, para os barcos maiores e mais luxuosos. Veja mais informações no site da empresa

    Para além de águas brasileiras: onde alugar um barco no exterior

    Nautal – pela plataforma é possível alugar barcos em destinos dos sete continentes: Grécia, Croácia, Tailândia, Caribe, Austrália, Turquia e por aí vai;

    Click&Boat – uma das líderes de aluguel de barco na Europa, a plataforma já conquistou o mundo e agora tem quase 100 países na sua lista de destinos, com opções do Brasil ao Japão. Confira todos aqui;

    Boatsetter – reúne barcos no Caribe, no Mediterrâneo, Cape Town, Dubai, Colômbia e mais. Além disso, tem uma divisão só para anúncios nos Estados Unidos, incluindo cidades como Miami, Nova York, São Francisco e Chicago; 

    Premium Charters – especializada no mercado de luxo, a empresa de charter tem as paradisíacas Ilhas Virgens Britânicas, as Maldivas, a Indonésia e as Bahamas como alguns de seus destinos.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade