Vídeos: passeios de natureza gravados em tempo real

De cataratas no Grand Canyon à ladeiras na Costa Amalfitana, veja uma seleção de vídeos imersivos e sem cortes que percorrem florestas, praias, lagos

Uma coisa é certa: assim que a quarentena afrouxar, não poderemos nos aglomerar em atrações ou cidades apinhadas. Aos poucos, à medida que formos liberados para viajar, a busca deverá ser por lugares abertos, mais propícios para o distanciamento social. E não há nada mais perfeito nesse quesito do que passeios de natureza.

Para entrar no clima desde já, selecionamos vídeos de caminhadas por alguns destinos que têm essa pegada. Alguns deles não têm sequer edição, a pessoa que gravou apertou o REC e saiu a andar. Nesse quesito, nada mais imersivo. Alguns são verdadeiras meditações e você pode colocar para ouvir o som da natureza enquanto trabalha ou limpa a casa. Vamos a eles:

Arizona, Estados Unidos

O monumental Grand Canyon é uma das atrações mais famosas do Arizona. É lá que fica a grandiosa Catarata Havasu. O vídeo mostra uma caminhada de quase 40 minutos até chegar à queda d’água, que forma uma piscina natural com belos tons de azul. Além da Havasu, surgem também uma cachoeira de menor intensidade, a Navajo Falls, e também interessantes formações rochosas avermelhadas. São quase 15 quilômetros percorridos saindo do Havasupai Trailhead, que fica a quatro horas de Las Vegas. Os únicos sons do caminho são os passos do caminhante sobre um solo pedregoso e da água, que jorra com vigor.

Banff, Canadá

Andar por entre árvores e dar de cara com o azul impossível do lago Moraine é o que você encontra neste vídeo de 25 minutos no parque nacional de Banff, no Canadá. Montanhas com os picos cobertos de neve incrementam a paisagem. O vento é onipresente por todo o percurso. Mais para o final do vídeo, surgem informações sobre aluguel de canoas, o principal ponto para tirar fotos e o período em que a coloração do lago é mais bonita. Spoiler: entre junho e agosto, época também mais cheia de turistas.

Berna, Suíça

A caminhada começa na Montanha Männlichen, onde é possível avistar uma série de vaquinhas que parecem saídas de um comercial de chocolate suíço, e segue por quase uma hora. O verde das encostas e o branco do topo das montanhas Eiger e Lauberhorn compõem o cenário. Com breves locuções, o som que prevalece é o dos passos do caminhante e nota-se que é um percurso feito por quem tem de 8 a 80 anos.

Klevan, Ucrânia

Uma região pouquíssimo povoada a 350 quilômetros de Kiev, capital da Ucrânia, abriga um lugar de paz em meio à natureza: o Túnel do Amor. O vídeo de 3 horas segue por um trilho de trem desativado tomado de árvores que se inclinam formando um cenário que poderia estar em alguma tela de Cézanne. Não bastasse a visão idílica, tem ainda o som de passarinhos e do farfalhar das folhas, o que torna o vídeo perfeito para momentos de relaxamento e meditação.

Mahui, Havaí

Céu azul, palmeiras, grandes hotéis e o mar são os elementos principais desta caminhada de 47 minutos (a 6,5 km/h) pela orla de Mahui, no Havaí. A vegetação bem cuidada dos hotéis, composta majoritariamente por grama baixa e arbustos, também é parte do cenário. A caminhada vai do Andaz Maui at Wailea Resort até o Fairmont Kea Lani e tem como companhia o som do quebrar das ondas do mar.

Positano, Itália

Um tour de 2h25 por um dos cenários mais bonitos da Itália fecha a lista. E mesmo não sendo um lugar de natureza selvagem, a caminhada por Positano, na Costa Amalfitana, merece estar aqui. O percurso, dividido em três partes, começa na Praça Chiesa Nuova e então desce as movimentadas ladeiras e escadarias em direção à praia, passando por feirinhas, cafés e até dentro de uma igreja. Após um passeio pela faixa de areia lotada, a excursão volta ladeira acima. E tudo isso acontece com o som ambiente, contando apenas com algumas explicações históricas e identificação de lugares que surgem como texto na tela.

Veja mais sugestões do que fazer para viajar sem sair de casa

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.