Partiu, pet! 12 hotéis no Brasil para levar o bicho de estimação

Cuidados com a saúde do animal e também com as regras da hospedagem devem ser observados

Por Mirela Mazzola Atualizado em 29 abr 2021, 10h55 - Publicado em 15 dez 2020, 16h22

Levar o pet para as férias ou para um fim de semana longe de casa pode garantir momentos inesquecíveis. Mas para que o relaxamento não vire um transtorno, vale prestar atenção em algumas dicas. Em primeiro lugar, será que o destino é adequado para ele? Antes de escolher o destino, avalie os possíveis passeios, o deslocamento necessário e se há alguma estrutura para o bicho, como clínicas veterinárias.

Destinos de serra e com paisagens naturais costumam render boas horas de brincadeira: em Brotas, no interior de São Paulo, por exemplo, algumas agências aceitam cachorros em um dos passeios mais tradicionais do menu aventureiro local, o rafting no Rio Jacaré-Pepira. Uma delas é a Ecoação, que promove o minirrafting (ou floating), um roteiro mais indicado a pets e crianças por passar por corredeiras leves.

View this post on Instagram

A post shared by Brotas EcoAção (@brotasecoacao)

Pet e praia não dá match

Apesar da tentação de vê-los brincando na areia, não é recomendado levar cachorros à praia, pois há risco de contaminação, alergias e até queimaduras solares. Algumas cidades, inclusive, restringem a presença deles na orla. Se mesmo assim você quiser dar uma passeio, prefira o começo da manhã ou o fim da tarde e não deixe o bichinho muito tempo exposto ao sol nem dentro do mar. Vale lembrar ainda que ir à praia nunca é a única opção em cidades litorâneas: entre as atrações também costuma haver trilhas, parques e pousadas com área verde, além de calçadões ideais para um passeio. 

  • Na hora de escolher a hospedagem, quem viaja na companhia do bichinho de estimação precisa, antes de qualquer coisa, avisar que vai levá-lo, o porte e a raça, além de colocar no orçamento a possível cobrança de diárias ou taxas fixas. Informe-se ainda sobre quais ambientes ele pode circular (áreas com piscina e de refeições normalmente são restritas) e se pode ficar sozinho no quarto por algum tempo (algumas hospedagens não permitem). Nas áreas comuns, os bichinhos devem sempre circular com guia – alguns hotéis permitem tirar a acessório em grandes áreas verdes ou trilhas, sempre com autorização da equipe. Limpar o xixi e recolher as fezes são responsabilidades do dono.

  • Também costuma ser de praxe o hóspede preencher um termo de responsabilidade no check-in, se comprometendo a arcar com eventuais danos ao enxoval e ao mobiliário, por exemplo. Os documentos exigidos em viagens (como carteira e vacinação e atestado de saúde) também podem ser verificados no hotel – leve com você.

    A seguir, conheça doze hotéis no Brasil em que o seu pet é bem-vindo.

    BAHIA

    Maitei, Arraial d’Ajuda

    O hotel está na Rua do Mucugê, a principal de Arraial, e nos fundos, a convidativa piscina com bar e restaurante fica pertinho do mar. Confortáveis e arejados, os quartos são decorados com inspiração praiana. A proprietária Erika Sanches, que mora na vila, tem sete cachorros, gatos e cavalos – mas só leva Cloe, um Spitz Alemão de 3 meses, conhecido como Lulu da Pomerânia, para dar o graça no hotel.

    Deque em frente ao mar no Maitei, em Arraial d’Ajuda Maitei/Divulgação

    POLÍTICA PET O Maitei não cobra a hospedagem dos animais de estimação, mas exige consulta prévia. Os tutores também devem trazer o que for necessário para a estada do bichinho. Diária a partir de R$ 858, reserve aqui

    Pousada Estrela d’Água, Trancoso

    Entre suítes e bangalôs, as charmosas acomodações têm cama com dossel, cafeteira Nespresso e itens de decoração, como quadros e fotos, que seguem a temática baiana  – em algumas há hidro. À beira-mar, na Praia dos Nativos, estão a piscina com borda infinita ladeada por deque com espreguiçadeiras, bar, restaurante e barraca de praia. Quem está sempre por ali para recepcionar os hóspedes pets é Pablo, de 5 anos, o Dachshund Pelo Duro da proprietária Evelyn Gaviolli. 

    Pablo, mascote da Pousada Estrela D’Água, em Trancoso Pousada Estrela D'Água/Divulgação

    POLÍTICA PET A hospedagem do animal não é cobrada, mas seu peso não pode ultrapassar 10 kg e os tutores devem se hospedar em categorias específicas de quarto, consulte.  Diária a partir de R$ 2 015, reserve aqui

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Pousada Estrela D’Água (@estreladagua)

    GOIÁS

    Pousada Fazenda Veredas, Chapada dos Veadeiros 

    A hospedagem fica no município de Cavalcante, uma das bases para conhecer a Chapada. Rústicos, os quartos dispõem de boas camas e têm vista para um paredão rochoso. É em direção a ele, aliás, que caminham os hóspedes para conhecer as oito cachoeiras espalhadas pelo terreno da pousada, que variam entre 20m e 80m de altura. O lazer também inclui piscina, fazendinha e passeios a cavalo.

    POLÍTICA PET A pousada não cobra a estada do animal, mas restringe algumas raças e temperamentos, como latir em excesso; consulte antes. Não é permitido usar as toalhas do hotel no bicho, nem deixá-lo subir na cama. Guia e cartão de vacina são obrigatórios. Diária: R$ 250, reserve aqui 

    MINAS GERAIS

    Fazenda Hotel Itapuá, Monte Verde  

    Cercado de montanhas cobertas por araucárias, o hotel é indicado tanto para famílias quanto para casais, públicos cativos do destino mineiro. Os chalés, espaçosos e privativos, têm camas king-size e ofurô ou banheira de hidromassagem. O lazer diversificado inclui piscina, quadras, passeios a cavalo e trilhas, como a que leva à Cachoeira do Itapuá – os pets podem circular sem guia nos passeios na mata, sob responsabilidade do tutor. 

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Fazenda Hotel Itapuá |MG (@fazendahotelitapua)

    POLÍTICA PET  A diária pet custa R$ 80, no ato da reserva, ou R$ 100, se o hóspede não comunicar o hotel antes. Só é permitido um animal por chalé e há restrições de raça e idade e idade, consulte. Diárias a partir de R$ 483, reserve aqui

    Continua após a publicidade

    RIO DE JANEIRO

    Yoo2 Rio de Janeiro by Intercity, Rio de Janeiro 

    A paisagem do Pão de Açúcar e do Corcovado a partir do terraço, onde estão a piscina e o bar, é um dos destaques – alguns dos 143 quartos também têm vista para os icônicos cartões-postais. Inspirada no espírito carioca, a decoração é pontuada por gazebos, plantas tropicais e móveis assinados pelo designer Philippe Starck. Inaugurado em 2016, o hotel é membro da associação Preferred Hotels & Resorts, com mais de 750 hospedagens em todo o mundo. 

    Um dos quartos do Yoo2 Rio de Janeiro by Intercity
    Um dos quartos do Yoo2 Rio de Janeiro by Intercity Yoo2/Divulgação

    POLÍTICA PET É aceito um pet de até 35 cm de altura e 15 kg por apartamento e o hotel fornece caminha, potinhos para água e ração e tapete higiênico. O tutor deve apresentar a carteira de vacinação atualizada e pagar R$ 100 por diária para a estada do animal. Diária a partir de R$ 451, reserve aqui.  

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Hotel Yoo2 Rio by Intercity (@yoo2rio)

  • Pousada Rancho das Framboesas, Visconde de Mauá

    A pousada tem chalés bem privativos e na medida para casais. Como ficam no alto, com vista para o Vale do Pavão, é preciso acessá-los por um prático elevador. O dono, Roni Alcaraz, está sempre antenado com medidas sustentáveis: em toda a pousada há economizadores de energia, madeira de reflorestamento e bom uso de iluminação natural – a pousada pede que os dejetos do bichinhos sejam coletados com papel ou plástico biodegradável para que sejam encaminhados à compostagem. 

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Pousada Rancho das Framboesas (@ranchodasframboesas)

    POLÍTICA PET A tarifa pet custa R$ 43 (por dia e por animal) e são aceitos cães de qualquer porte. Não são fornecidos potes ou tapete higiênico e o bichinho não pode ficar sozinho no quarto. Diárias a partir de R$ 470, reserve aqui.  

    RIO GRANDE DO SUL

    Bangalôs da Serra, Gramado

    A vista para o verde no restaurante divide atenções com a farta mesa do café da manhã – queijos, pães e geleias são produzidos aqui. Um minizoológico, trilhas e um gostoso redário reforçam o clima de fazenda. A maioria dos quartos acomoda até quatro pessoas e alguns têm banheira de hidromassagem.

    POLÍTICA PET O hotel aceita até dois animais de pequeno porte (gatos e canários, inclusive), de até 12 kg, por chalé. A diária é R$ 50 por bichinho. Diárias a partir de R$ 337, reserve aqui 

  • SANTA CATARINA

    Oceanomare, Florianópolis 

    A 6 km do mar, não muito longe da praia dos Ingleses, o terreno desta pousada ganha atmosfera serrana graças aos morros e à mata do entorno – o  pomar e as trilhas podem ser o cenário de um gostoso passeio com o pet. Para os tutores, os momentos de relaxamento se estendem ao spa e à piscina circundada por um bosque. 

    POLÍTICA PET A hospedagem pet custa 10% da diária. Diárias a partir de R$ 300, reserve aqui. 

  • SÃO PAULO

    We, Campos do Jordão  

    Antigo refúgio de inverno de uma família, a casa foi adaptada para virar o charmoso hotel. Há aconchegantes áreas sociais na parte interna e ao ar livre e, nos quartos, camas super king size envoltas em enxoval Trousseau. Não precisa ter pressa para sair delas: o café pode ser servido no jardim até as 13h. 

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por WEHOTEL Campos Do Jordao (@wehotel.celebration)

    POLÍTICA PET  Os pets são recebidos pelo anfitrião Meleca, um dócil Bernese Montanhês de 52 quilos. Eles podem circular pelas áreas comuns, desde que usem a guia ou fiquem no colo no horário das refeições, ou ficar sozinhos no quarto (se chorarem ou latirem demais, os tutores são avisados). A estada não é cobrada, mas os tutores devem levar o que for preciso, como caminha, potes e tapete higiênico. Diárias a partir de R$ 1 290 (mínimo de duas diárias), reserve aqui.

    O Bernese Montanhês Meleca, anfitrião do We, em Campos do Jordão We/Divulgação

    Doral, Guarujá

    O hotel fornece cadeiras, guarda-sóis e toalhas aos hóspedes na Praia da Enseada. Novinhos, os 78 apartamentos, têm varanda e vista para o mar ou para a piscina, onde rola música ao vivo aos sábados. A área de lazer inclui ainda academia, sauna, jacuzzi, sala de massagem, sala de jogos e brinquedoteca.

    POLÍTICA PET A hospedagem animal (R$ 150 a diária) inclui um kit de boas-vindas com tapete higiênico, potinhos e petiscos. Podem ser acomodados no apartamento até dois cachorros, de qualquer tamanho, mas há restrições de raça. Também é necessário apresentar a carteira de vacinação atualizada. No restaurante, há uma varanda externa onde o bichinho pode acompanhar o tutor no café da manhã. Diárias desde R$ 520, reserve aqui.

    Ronco do Bugio, Piedade

    O som dos bugios aguça os sentidos, assim como a água fria que jorra de uma pedra para a piscina natural e as refeições repletas de ingredientes da região. Os charmosos quartos, diferentes entre si e inspirados em construções mineiras e galpões nova-iorquinos, são um convite a procrastinar – se essa for a opção, não tem problema, o café da manhã é servido até 16h. 

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Ronco do Bugio (@roncodobugio)

    POLÍTICA PET O hotel cobra uma taxa única de R$ 150 por animal (são aceitos até dois por suíte) e fornece um kit com pote para ração, cobertor, toalha, banheirinha de banho ou lavagem de patas, saquinhos, biscoitos e frutas. O tratamento de rei pet inclui uma piscina de água natural só para eles. Diárias a partir de R$ 1 474, reserve aqui.  

    Fazenda Campo dos Sonhos, Socorro

    O público, formado por famílias, vem à cidade para relaxar, mas também em busca de esporte de aventura e das malharias locais. Referência em lazer para pessoas com necessidades especiais e idosos, o hotel tem circuito de arvorismo, tirolesa e as piscinas adaptados para quem tem mobilidade reduzida. O ‘fazenda’ no nome se justifica: os quartos são rústicos e há minizoológico, trilhas e lago para pesca. 

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por A Verdadeira Vida no Campo! (@campodossonhos)

    POLÍTICA PET Não há custo para hospedar pets. Eles podem ficar em canis anexos ao chalé ou próximos à recepção. Diárias a partir de R$ 673, com pensão completa. Reserve aqui

  • Continua após a publicidade
    Publicidade