Ranking classifica 10 melhores cidades do mundo para socializar

A lista foi baseada em atributos ideais para quem quer conhecer gente e sair pela cidade - e acha a experiência social mais importante do que visitar museus

Por Julia Latorre Atualizado em 24 fev 2017, 19h05 - Publicado em 24 fev 2017, 17h38

O Hostelworld, site que de busca e reserva de hostels ao redor do mundo, divulgou os resultados de uma pesquisa que tinha como objetivo descobrir qual é a cidade mais sociável do mundo.

O desfecho foi obtido a partir de uma análise de comportamento das 39 maiores cidades do mundo em 28 países, com base no comportamento dos residentes e o tratamento e a opinião em relação ao turistas.

Frequência que encontra os amigos, quantas  vezes por semana sai para comer fora e uso das redes sociais foram alguns dos aspectos levados em conta para chegar à lista final.

De acordo com os estudos, as duas cidades mais sociáveis do mundo estão na Suécia, já que o primeiro lugar da lista ficou com Gotemburgo e, o segundo, Estocolmo.

De acordo com o Hostelworld, as 10 cidades mais sociáveis do mundo são:

  1. Gotemburgo, Suécia
  2. Estocolmo, Suécia
  3. Chicago, Estados Unidos
  4. Boston, Estados Unidos
  5. Nova York, Estados Unidos
  6. Copenhague, Dinamarca
  7. Madri, Espanha
  8. Roma, Itália
  9. Hamburgo, Alemanha
  10. Dublin, Irlanda

Essa mesma pesquisa conclui que existe uma tendência crescente de viajantes que buscam destinos onde a experiência social seja até mais importante do que as próprias atrações turísticas em si.

Continua após a publicidade

Ou seja, existe um montão de viajantes muito mais preocupados em conhecer gente legal, afim de papo e rolês legais, do que cumprir a lista de museus, por exemplo.

Por tabela, esse estudo acaba sendo também uma referência bacana para quem viaja sozinho e adora conhecer gente pelo caminho.

Storgoget, Estocolmo, Suécia
Os cidadãos de Estocolmo se saíram bem! A cidade clama por viajantes que querem se divertir com os moradores Thinkstock

Por se tratar de uma pesquisa feita por uma empresa que trabalha com hostels, eles fizeram questão de afirmar uma tendência que já se nota há algum tempo: a de que muita gente prefere ficar em hostel  não pelos custos, mas pelo ambiente sociável.

Não é por acaso que já existem tantos hostels descolados onde a diária ultrapassa a de um hotel – e o interesse por esse tipo de acomodação é alto.

Aparentemente, o esquema para quem quer aproveitar ao máximo a socialização em viagens é partir para os países nórdicos e se hospedar em hostel. Qual a sua técnica para socializar em viagens? 

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade