Gramado e Canela retomam atividade turística com restrições

Gramado reabre parte dos hotéis e atrações. Em Canela, os bondinhos da Cascata do Caracol voltam com horário reduzido

Por Bárbara Ligero Atualizado em 15 Maio 2020, 17h17 - Publicado em 8 Maio 2020, 13h55

No dia 6 de maio, o prefeito de Gramado, Fedoca Bertolucci, assinou um decreto permitindo a reabertura de hotéis, museus e parques turísticos. Os espaços terão que respeitar algumas restrições de funcionamento para evitar a propagação do novo coronavírus.

Em pronunciamento, o secretário de Turismo de Gramado, Francisco Rafael Carniel de Almeida, afirmou que “a retomada às atividades é necessária, pois a saúde da população também depende de fatores sociais e econômicos. Estamos fazendo isso de forma extremamente criteriosa, exigindo uma série de cuidados por parte das empresas”.

O decreto ratifica o uso obrigatório de máscaras de proteção facial de todas as pessoas que ingressarem em espaços públicos e também nos comércios no município. Veja a seguir que outras medidas os estabelecimentos turísticos terão que respeitar para a reabertura:

  • Hospedagens

    Os hotéis poderão funcionar com até 50% de sua capacidade. As áreas sociais e de lazer, como piscinas, saunas e salas de jogos, deverão permanecer fechadas. Será proibido servir o café da manhã no sistema de buffet: a refeição deverá ser entregue no quarto ou em serviço a la carte no salão.

    Além de sempre disponibilizar álcool em gel, o hotel também deverá garantir um distanciamento mínimo entre os hóspedes durante as filas de check-in e check-out.

    Os hostels também poderão reabrir. Porém, deve haver uma distância de três metros entre uma cama e outra tanto na vertical quanto na horizontal, o que impossibilita o uso de beliches ou triliches.

    Já os campings e as locações por temporada continuam proibidos de funcionar devido à dificuldade de fiscalização. O prefeito de Gramado inclusive solicitou ao Airbnb que todas as reservas de acomodação na cidade fossem canceladas.

  • Atrações

    Os parques e os museus também poderão funcionar com até 50% de sua capacidade. A comercialização dos ingressos deverá ser feita preferencialmente por meios eletrônicos.

    Continua após a publicidade

    No caso de filas, os estabelecimentos devem garantir um espaçamento mínimo de um metro e meio entre os visitantes, além de priorizarem o atendimento de idosos e outras pessoas que integrem o grupo de risco para o Covid-19.

    O decreto ainda destaca a obrigatoriedade de os espaços higienizarem com álcool gel 70% ou água sanitária todas as superfícies de toque. A limpeza deve acontecer após cada uso durante todo o período de funcionamento do local.

  • Canela

    Parques da Serra Bondinhos Aéreos, Canela, Rio Grande do Sul, Brasil
    Uma das atrações mais emblemáticas de Canela também anunciou sua reabertura Parques da Serra Bondinhos Aéreos/Divulgação

    Logo após o decreto de reabertura de hotéis e atrações turísticas em Gramado, os Parques da Serra Bondinhos Aéreos, na cidade vizinha de Canela, anunciaram sua reabertura a partir de 9 de maio.

    O diretor do empreendimento, Fabrício Bogo, explicou que o decreto municipal estabelecia o fechamento de parques públicos e privados até o início de maio. Até que sejam tomadas novas decisões, a ideia é que o Parque da Serra Bondinhos Aéreos passe a funcionar de sexta-feira a domingo, das 13h às 17h.

    “Durante o período em que estivemos fechados, preparamos toda a nossa estrutura e equipe para um retorno com segurança, em conformidade com as recomendações dos órgãos de saúde competentes”, afirma Bogo.

    Respeitando o decreto da prefeitura de Canela, todos os funcionários e visitantes deverão usar máscaras. Além disso, o espaço disponibilizará álcool em gel na entrada, nos banheiros e nos setores de embarque e desembarque. Nas filas, as pessoas terão que manter uma distância mínima de dois metros umas das outras.

  • A experiência do passeio também será um pouco diferente. As janelas dos bondinhos permanecerão abertas todo o tempo para a circulação do ar. O embarque será realizado por famílias ou individualmente, com as cabines parando a cada estação para facilitar a entrada e saída dos visitantes sem que seja necessário dar as mãos para os funcionários.

    A assessoria de imprensa do parque também ressaltou que a higiene dentro dos bondinhos e nas demais áreas do parque serão reforçadas, especialmente nos bancos e corrimões.

    Os hotéis de Canela continuam sem previsão de reabertura. Hoje (8), uma de suas hospedagens mais emblemáticas, o Hotel Laje de Pedra, anunciou o fim das atividades após 42 anos de história. O enxoval, que compreende lençóis, fronhas, edredons e cobertores, será doado à prefeitura e ao hospital local.

    “Já sabíamos que o hotel estava enfrentando dificuldades antes mesmo da pandemia e que se tornou insustentável agora. Esperamos que isso não aconteça com outros hotéis e empresas em nossa cidade, pois este momento é muito sério, delicado e crítico pra todos nós”, destacou o vice-prefeito de Canela, Gilberto Cezar.

    Leia tudo sobre coronavírus

    Continua após a publicidade
    Publicidade