EUA obriga pessoas a despachar eletrônicos em voos de 8 países

É proibido levar certos tipos de eletrônicos em voos de 10 aeroportos do Oriente Médio e África - como Turquia e Marrocos - com destino aos Estados Unidos

Por Laís Ribeiro Atualizado em 22 mar 2017, 16h58 - Publicado em 22 mar 2017, 14h51

O governo dos Estados Unidos estabeleceu novas regras que proíbem o porte de aparelhos eletrônicos como computadores e tablets dentro das cabines de voos vindos de 10 aeroportos de oito países do Oriente Médio e do Norte da África. Smartphones ainda são permitidos na bagagem de mão, mas qualquer aparelho maior deve ser enviado junto à bagagem despachada.

De acordo com o Departamento de Segurança Nacional do governo dos Estados Unidos, laptops, tablets, livros eletrônicos, câmeras fotográficas e de vídeo, DVD players portáteis, jogos eletrônicos maiores que um celular e impressoras e scanners portáteis deverão ser despachados junto com as malas.

Horas após a decisão do governo Trump, o Reino Unido também anunciou proibição similar, com diferença apenas de dois países a menos sobre os quais o banimento cairá. Os países afetados são em grande maioria de população majoritariamente muçulmana e, segundo a BBC, os EUA alegaram tomar a medida como precaução antiterrorista com base em nova informação recebida pela inteligência norte-americana.

  • Oito países foram afetados pela proibição norte-americana e seis pela britânica. A medida faz efeito desde esta terça-feira (21) e originalmente não tinha data para ser encerrada. No mesmo dia, no entanto, foi divulgada uma previsão para que o banimento acabe em outubro,  de acordo com o Washington Post.

    Não houve anúncio oficial. A Royal Jordanian informou sobre as novas normas a partir deste tweet:

    Continua após a publicidade

    Na primeira frase, a companhia informa: “Autoridades dos EUA emitiram novas regras que proíbem a passageiros em voos aos EUA transportar eletrônicos e aparelhos na cabine da aeronave, como alternativa despachando-os na bagagem”. Mais adiante, as regras incluem a proibição de todos os aparelhos exceto “celulares e aparelhos médicos necessários”.

    Os aeroportos afetados pela nova proibição são os seguintes:

  • Continua após a publicidade
    Publicidade