Aviões da American Airlines não terão TVs (e pode ser tendência)

A TV embutida foi aposentada; entenda porque as outras companhias podem adotar a prática

Por Julia Latorre Atualizado em 31 jan 2017, 10h39 - Publicado em 30 jan 2017, 18h52

Uma remessa de 100 novos aviões (Boeing 737) da American Airlines, por opção da empresa, vêm sem o monitor de televisão e atividades embutido nos encostos das poltronas. Em contrapartida, os passageiros terão Wi-Fi  e acesso a uma rede de streaming (muito provável que Netflix ou Amazon) com filmes e séries em HD (alta definição) sem custo aos passageiros que têm um smartphone, notebook ou tablet.

Essa medida foi adotada, por enquanto, apenas para voos domésticos, após a empresa notar que muitos passageiros preferem usar seus próprios equipamentos do que o serviço de entretenimento a bordo.

De acordo com a companhia, “mais de 90% dos passageiros já traz seus equipamentos eletrônicos para os voos”. Assim, a prioridade está em oferecer uma conexão Wi-Fi de qualidade do começo ao fim da viagem.

Seria o fim do Modo Avião?
Seria o fim do modo avião?

A mudança por enquanto só foi implementada em voos domésticos nos Estados Unidos. Os voos internacionais continuam com monitor. Se livrar desse sistema acaba deixando as aeronaves mais leves e consequentemente reduz a quantidade de combustível necessária.

Se você ainda não viu o lado positivo dessa tendência, o fato de veículos internacionais afirmarem que poltronas sem o sistema de TV instalado (umas caixas de metal que ficam sob alguns assentos) podem aumentar em até 20% o espaço para as pernas pode te convencer.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade