Airbnb lança novas categorias, proteções e estadias combinadas

Alguns calos da plataforma como o cancelamento da estadia pelo dono do imóvel e problemas no check-in ganharam resoluções mais transparentes

Por Caroline Dalla Vecchia Atualizado em 14 Maio 2022, 13h06 - Publicado em 12 Maio 2022, 16h29

O Airbnb anunciou nesta quarta-feira (11) o que, segundo seu fundador, Brian Chesky, vem a ser a maior reformulação da plataforma de aluguel de casas nos últimos dez anos. Em anúncio oficial, Chesky justificou que o modo de viajar mudou muito desde o início da pandemia, especialmente no que diz respeito à flexibilização do trabalho. Por isso, atualizações na plataforma foram feitas para garantir que os viajantes e nômades digitais tenham mais facilidade em descobrir destinos fora do circuito tradicional e encontrar acomodações mais específicas aos seus desejos. Veja as três principais mudanças a seguir:

Novas categorias

A ferramenta de buscas “tradicional” do Airbnb permite buscar uma acomodação inserindo a localização e a data desejada. Com a atualização, passou a ser possível buscar uma hospedagem utilizando 56 categorias, que organizam as opções de acordo com o estilo, o tipo de destino e a proximidade com alguma atração. Na prática, isso significa que você pode ver uma lista de cabanas, motorhomes, barcos, castelos, grutas e outras construções de estilos arquitetônicos específicos espalhados pelo mundo. Da mesma forma, é possível acessar uma seleção de acomodações no campo, no deserto, num vinhedo, numa estação de esqui ou numa área legal para surfar, sempre em diferentes cantos do globo.

O objetivo é justamente aliviar a concentração de turismo em um único destino. Mas como nem sempre é viável se deslocar até o outro lado do planeta a qualquer momento, a nova ferramenta do Airbnb também permite fazer um tipo de busca flexível. Ao invés de digitar uma cidade específica, você pode selecionar todo um país ou continente. E ao invés de buscar por datas específicas, você pode selecionar apenas que deseja ficar “um fim de semana”, “uma semana” ou “um mês inteiro” em determinado mês do ano.

A imagem ilustra três celulares onde, nas telas, é possível ver diferentes acomodações separadas de acordo com suas categorias.
As 56 categorias podem ser encontradas na modalidade “Busca flexível”. Airbnb/Divulgação

AirCover

AirCover é a forma como é chamado o combo de quatro proteções garantidas aos hóspedes na estadia. A novidade é que agora ele estará sempre incluso de maneira gratuita, independentemente da acomodação. As ações de segurança são:

Garantia de Proteção da Reserva – No caso de um anfitrião cancelar a reserva faltando 30 dias ou menos para o check-in, a plataforma se compromete a encontrar uma acomodação semelhante ou melhor, ou reembolsar o hóspede.

Garantia de Check-in – Se o hóspede não conseguir fazer o check-in na acomodação e o anfitrião não resolver o problema, o Airbnb encontrará uma acomodação semelhante ou melhor para as datas da viagem, ou reembolsará o hóspede.

Garantia de Veracidade do Anúncio – Se a qualquer momento durante a estadia o hóspede descobrir divergência com o que foi anunciado, o hóspede terá até três dias para comunicar o fato e terá direito a uma acomodação parecida ou melhor, ou ao reembolso.

Continua após a publicidade

Atendimento de segurança 24h – Se o hóspede não se sentir em segurança, terá acesso prioritário a uma linha de atendimento operada por agentes treinados sobre segurança, a qualquer hora do dia ou da noite.

A imagem ilustra dois celulares onde, nas telas, é possível ver uma conversa entre uma hóspede e uma atendente do Airbnb. Por causa de algum problema na reserva, a atendente está sugerindo novas acomodações para a cliente da plataforma
A nova garantia de segurança do Airbnb já está implementada em todas as acomodações brasileiras. Airbnb/Divulgação

Estadias Combinadas

A plataforma divulgou que, nos últimos três meses, quase metade das reservas feitas no Airbnb eram para estadias longas, de uma semana ou mais. Além disso, as pesquisas entre usuários mostraram que mais de 20% das pessoas que viajaram pelo Brasil em 2021 conciliavam os passeios com o trabalho remoto. Pensando nesse público de nômades digitais, o recurso das “Estadias Combinadas” permite dividir uma estadia longa entre duas acomodações. Ao pesquisar um destino específico ou nas categorias, as combinações aparecem automaticamente. Desse modo, se o hóspede quiser passar uma longa estadia em parques nacionais, por exemplo, ele tem a opção de dividir esse tempo entre dois parques próximos. Essa é a única função que ainda não está em funcionamento no Brasil. O Airbnb não divulgou uma data exata de implementação, mas afirmou que o recurso estará disponível em toda a América Latina entre maio e junho.

A imagem ilustra dois celulares em que, nas telas, vê-se uma sugestão de duas estadias em parque nacionais americanos e um mapa que mostra a localização desses parques.
Em breve a modalidade “Estadias Compartilhadas” também estará disponível no Brasil, trazendo variedade de acomodações para estadias longas. Airbnb/Divulgação

O fim dos cancelamentos por covid-19

Antes mesmo de divulgar a reformulação da plataforma, o Airbnb já havia anunciado o fim da sua política de cancelamentos por Covid-19 a partir de 31 de maio. Sendo assim, mesmo que os viajantes saiam da reserva porque eles ou o anfitrião contraíram a doença, eles não terão mais o direito a reembolso ou crédito de viagem. Além disso, o anfitrião poderá perder seu status de “SuperHost”. A única exceção desse decreto é para as reservas domésticas na Coreia do Sul, onde as medidas mais rígidas ainda seguem válidas.

Leia tudo sobre Airbnb

 

Continua após a publicidade

Publicidade