Serra de São José tem cachoeiras e trilhas ao lado de Tiradentes

Trocar o charme da cidade histórica por um dia de imersão na natureza torna a visita a Tiradentes, em Minas Gerais, muito mais completa

Por Juliane Massaoka Atualizado em 10 set 2021, 14h10 - Publicado em 4 dez 2012, 12h08

A imponente Serra de São José, entre as cidades históricas de Tiradentes e de São João del Rei, em Minas Gerais, é tentadora aos visitantes. O convite para trocar as visitas a igrejas e museus por um passeio por trilhas, vegetação e cachoeiras não precisa de insistência alguma para ser aceito. São várias as trilhas que saem de Tiradentes e levam aos principais mirantes da serra a até 1 260 metros de altura, e todas elas passam pela calçada dos escravos, construída no século XVIII.

É importante vestir roupas e calçados confortáveis, pois as trilhas são longas
É importante vestir roupas e calçados confortáveis, pois as trilhas são longas e o percurso atravessa vários biomas diferentes, vegetação rupestre e nascentes. Crédito: Divulgação

A trilha mais longa – que dura cinco horas aproximadamente – é a travessia da Serra, passando pelos mirantes. A atividade começa cedo e é recomendável contratar um guia – a agência Uai Trip oferece kit com lanche, água e bastão de caminhada. O melhor a fazer é colocar roupas leves e tênis confortáveis e seguir em frente para o encontro com a natureza. O início do passeio ao pé da serra dá uma ideia de como vai ser o dia, cercado de verde por todos os lados.

A agência Uai Trip oferece kit com lanche, água e bengala
A agência Uai Trip oferece kit com lanche, água e bengala. A caminhada revela a vegetação preservada da serra. Crédito: Divulgação

Fauna e flora impressionam, a Mata Atlântica é rica e o local tem grande concentração de libélulas. Conforme a caminhada avança é possível ver trechos de vegetação rupestre que se alternam com mata um pouco mais fechada. Passar pela calçada dos escravos é entender um pouco da história das pessoas que levaram aquelas pedras até ali, séculos atrás. Há também outras partes do caminho diretamente ligadas à história de Minas Gerais e do Brasil, como antigas áreas de extração de ouro e trechos vicinais da Estrada Real.

A fauna e a flora impressionam durante o trajeto pela Serra de São José, em Tiradentes
A fauna e a flora impressionam durante o trajeto pela Serra de São José, em Tiradentes. O encontro com espécies nativas é inevitável, há muitos gafanhotos, libélulas e cupins. Crédito: Divulgação

Para descansar, durante o caminho há paradas para fotos nos mirantes, mas bom mesmo é tomar um refrescante banho de cachoeira. Há também um roteiro mais curto, de cerca de três horas e meia, com direito a mergulho em piscinas naturais.

Existe ainda a opção de ir cavalgando, pedalando ou fazer a trilha à noite – e de brinde admirar o céu estrelado. Os roteiros mudam um pouco de acordo com a opção escolhida, é possível optar, por exemplo, por ir de Tiradentes ao distrito de Bichinho a cavalo, basta negociar com a agência escolhida.

Pausa para banho de cachoeira é a hora mais aguardada pelos turistas
Pausa para banho de cachoeira é a hora mais aguardada pelos turistas. Banho de cachoeira recompensa o esforço nas trilhas. Crédito: Divulgação

Busque hospedagem em Tiradentes

Leia tudo sobre Minas Gerais

  • Continua após a publicidade
    Publicidade