Além-mar Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

Hotel Vista Alegre, arredores de Aveiro: porcelana para dormir

Além de lojas, museu e até capela, a mais famosa marca de porcelanas portuguesas virou hotel

Por Rachel Verano Atualizado em 26 jun 2018, 17h44 - Publicado em 21 set 2017, 14h12
A fachada do hotel: debruçado sobre o Rio Boco
A fachada do hotel: debruçado sobre o Rio Boco Bruno Barata/Reprodução

Uma das melhores novidades hoteleiras de Portugal em 2016 foi a abertura do Montebelo Vista Alegre Hotel, em Ílhavo, a apenas 8 quilômetros de Aveiro, cidadezinha conhecida como a Veneza portuguesa (como eu já disse neste post aqui). Não por ser um hotel 5 estrelas com um ótimo spa, um gostoso restaurante e quartos de design. Mas por ser tudo isso com a assinatura da Vista Alegre, a grife das mais finas porcelanas portuguesas.

Porcelanas por todos os lados: estas decoram o hall de entrada
Porcelanas por todos os lados: estas decoram o hall de entrada Bruno Barata/Reprodução

A combinação não é das mais comuns, é verdade – porcelana, fábrica, hotel… Mas a mim, apaixonada inveterada pela marca que sou, soou como algo absolutamente irresistível. E foi cheia de expectativas que venci os quase 250 quilômetros de Lisboa a Ílhavo, onde fica a fábrica da marca.

Um dos cantinhos do hotel: o maravilhoso mundo da porcelana na decoração
Um dos cantinhos do hotel: o maravilhoso mundo da porcelana na decoração Bruno Barata/Reprodução

Meu mergulho no universo da Vista Alegre começou com uma minuciosa visita ao museu, do qual falei neste post aqui. E de repente estávamos nas premissas do hotel com o mesmo brilho nos olhos. Afinal, a temática é a mesma: o maravilhoso mundo das porcelanas.

Um dos quartos do hotel: décor minimalista e elegante
Um dos quartos do hotel: décor minimalista e elegante Bruno Barata/Reprodução

No hotel, elas estão por todos os lados: decorando paredes e halls, enfeitando todos os quartos, dando as boas-vindas a cada um dos três andares do edifício moderno de linhas retas às margens do Rio Boco. Sabe aquela expressão que usamos quando amamos tanto alguma coisa que poderíamos dormir nela? Pois bem. É possível dormir na Vista Alegre. 

Cantinho de trabalho no quarto: repare na porcelana com a temática mar logo acima da mesa
Cantinho de trabalho no quarto: repare no lindo prato com a temática mar logo acima da mesa Bruno Barata/Reprodução

Os 82 quartos e suítes do hotel se dividem em duas alas interligadas por uma escada arrebatadora: o palacete que era a antiga casa dos fundadores da marca e o novo edifício design. Em comum, todos os ambientes são banhados de luz natural e esbanjam elegância clássica e sóbria.

Continua após a publicidade
A linda escada que liga o antigo palacete ao edifício novo: túnel do tempo
A linda escada que liga o antigo palacete ao edifício novo: túnel do tempo Bruno Barata/Reprodução

O spa merece um capítulo à parte. As massagens feitas pela Diana e suas mãos mágicas são capazes de desconectar o mais ansioso dos executivos do planeta. Sala escurinha, luz de velas, aromas mil.

Diana em ação no spa: mãos mágicas
Diana em ação no spa: mãos mágicas Bruno Barata/Reprodução

As piscinas internas aquecidas são a extensão perfeita do relax. Melhor dos mundos: elas são escoltadas por uma hidromassagem, uma sauna seca e outra úmida.

As piscinas aquecidas: relax total
As piscinas aquecidas: relax total Bruno Barata/Reprodução

Nos dias mais quentes (e sem vento), a piscina externa, com vista para o rio, é a melhor pedida. Ali funciona um dos bares do hotel, o que significa dizer que um gin tônica ou um aperol spritz estão a um estalar de dedos.

Vista da piscina exterior no pôr-do-sol: visual incrível
Vista da piscina exterior no pôr-do-sol: visual incrível Bruno Barata/Reprodução

O restaurante serve um gostoso café da manhã, almoço tipo bufê e um bem feito jantar a la carte que vai merecer um post só para ele. Ah sim: as louças são todas Vista Alegre. 

O antigo carrinho de transporte das peças na fábrica virou decoração
O antigo carrinho de transporte das peças na fábrica virou decoração Bruno Barata/Reprodução

E já que estamos no universo da porcelana… há ainda workshops de pintura e cerâmica organizados para os hóspedes (um luxo!) e descontos especiais nas lojas Vista Alegre do complexo (um outlet que vende coleções descontinuadas e um imenso e lindo showroom, além de uma loja das cerâmicas Bordalo Pinheiro). As diárias custam desde € 130.

Continua após a publicidade
Publicidade