Brasis

Chapada dos Veadeiros: passeios a partir de Alto Paraíso de Goiás

Quem gosta de cachoeiras e caminhada, vai encontrar em Alto Paraíso de Goias programas para uma longa estada

Por Fernando Leite Atualizado em 10 ago 2021, 13h29 - Publicado em 26 fev 2018, 19h46

Veja informações recentes sobre a Chapada dos Veadeiros no Facebook da SociParques, concessionária que administra o lugar. Não perca os posts com passeios a partir de Cavalcante e também a partir de São Jorge. E veja também hospedagens por lá.

Começo aqui uma série de posts com os grandes atrativos da Chapada dos Veadeiros e terminarei com algumas dicas legais para se hospedar por lá. Além de ser o portal de entrada, Alto Paraíso de Goiás é uma espécie de capital dessa importante região do cerrado brasileiro. Em meio ao misticismo que preponderou por lá com muita força até o ano 2000, esconde-se muitas cachoeiras, em sua maioria alcançada por trilhas:

1 – Catarata dos Couros

Catarata dos Couros, em Alto Paraíso de Goiás: pode ser difícil chegar, mas esforço compensa
Catarata dos Couros, em Alto Paraíso de Goiás: pode ser difícil chegar, mas esforço compensa Diego Baravelli/Wikimedia Commons/Wikimedia Commons

Quando você descobre que, para chegar nesse complexo de cachoeiras, deve dirigir por 50 km, sendo 31 km em estrada de terra com bifurcações e atoleiros no período chuvoso, bate uma dúvida cruel: ir ou não ir?

Encare sem hesitar! Depois de estacionar o veículo, caminha-se por uma trilha tranquila por 800 metros até chegar à primeira queda, a Cachoeira da Muralha (20 metros, com bom poço para banho, mas que não impressiona tanto). A próxima queda está a 900 metros de caminhada ao longo do Rio dos Couros – tem que colocar o pé na água, mas há várias prainhas para relaxar o corpo. Chamada de Almécegas 1000, tem 50 metros de queda. Com uma trilha bem mais pesada, a impressionante Cachoeira do Parafuso tem 100 metros de queda. Para fechar o ciclo, o Cânion dos Couros.

Onde fica: acesso pelo km 148 da GO-118 para Brasília

Distância de Alto Paraíso de Goiás: 50 km (31 km de terra)

Com ou sem guia: Não é obrigatório, mas é prudente contratá-los. Eles sabem o caminho certo para o local e os pontos mais seguros para banho (Alternativas Ecoturismo e Travessia)

2 – Complexo de Cachoeiras dos Macaquinhos

Uma trilha de 2 km passa por cachoeiras e poços no complexo de Cachoeiras dos Macaquinhos
Uma trilha de 2 km passa por cachoeiras e poços no complexo de Cachoeiras dos Macaquinhos Vinícius Cunha/Wikimedia Commons/Wikimedia Commons

Também fica distante de Alto Paraíso de Goiás e para chegar lá é preciso encarar uma longa estrada de terra – são 42 km no total, 30 deles de chão. Na metade do caminho, o Mirante do Vão do Paranã exibe uma linda vista da Chapada. Quando você topar com uma placa indicando que faltam 900 metros, estacione o carro e encare uma pesada descida (lembrando que na volta é uma baita subida).

A trilha tem 4 km ida e volta com muitas subidas e descidas, mas há muito o que ver por ali: são 8 cachoeiras, alguns poços e um mirante. Dois atrativos imperdíveis são o Cânion da Pedra Furada, a 800 metros da portaria, e a Cachoeira do Encontro, já no fim da trilha, formada por duas quedas que marcam a junção dos rios Macaquinho e Fundão.

Onde fica: Fazenda Santuário das Pedras (acesso pelo km 151 da GO-118 para Brasília)

Distância de Alto Paraíso de Goiás: 42 km (30 km de terra)

Com ou sem guia: sem

3 – Cachoeiras Almécegas I e II e Cachoeira de São Bento

Cachoeira Almécegas em Alto Paraíso de Goiás, a cidade com melhor infraestrutura da região da Chapada dos Veadeiros
Cachoeira Almécegas tem poço para banho e piscinas naturais André Donato Calemi Bonizzia/ Bem na Foto

O complexo de cachoeiras é um dos hits da Chapada dos Veadeiros e não decepciona. O acesso é feito pela Pousada Fazenda São Bento, na estrada para São Jorge. A Almécegas I é a mais linda delas, mas exige algum preparo físico. Dirige-se por 6 km em estrada de terra até chegar ao início da trilha de 1500 metros. O início é em uma subida forte rumo a um mirante de onde se tem uma vista frontal da queda. Mais uma descida forte para chegar na base da cachoeira com poço bacana para banho. Mas o melhor relax é nas piscinas na parte alta da queda. Sim, é preciso subir novamente.

Para a Almécegas II, deve-se retornar à portaria e dirigir por 7 km por uma estradinha, seguida de uma trilha mais tranquila com 200 metros de extensão. Quem não quiser se esforçar muito pode curtir a Cachoeira de São Bento, ao lado da pousada.

Onde fica: Fazenda São Bento (acesso pelo km 8 da GO-239 para São Jorge)

Distância de Alto Paraíso do Goiás: 9 km

Com ou sem guia: sem

4 – Cachoeira dos Anjos e Arcanjos

As quedas estão dentro do Parque Solarion, com área para quem deseja acampar. Fica a 15 km de Alto Paraíso em estrada de terra. A trilha moderada tem 1,5 de extensão (apenas ida), no trecho final há uma bifurcação. As cachoeiras ficam uma de cada lado e têm bons poços para banho. O acesso à Cachoeira dos Arcanjos é um pouco mais difícil por ter um trecho de subida com muitas pedras.

Onde fica: Parque Solarion (acesso pela estrada do Moinho)

Distância de Alto Paraíso de Goiás: 15 km (13 km de terra)

Com ou sem guia: sem

5 – Cachoeira dos Cristais e da Água Fria

A Véu da Noiva é a queda mais alta da Cachoeira dos Cristais, em Alto Paraíso de Goiás
A Véu da Noiva é a queda mais alta da Cachoeira dos Cristais, em Alto Paraíso de Goiás Waltson Campos/Wikimedia Commons/Wikimedia Commons

Uma atração dois em um na Chapada, onde faz sucesso a dupla cachoeira e poços de banho. A Cachoeira dos Cristais na verdade é um complexo com algumas quedas pequenas e oito poços. Justamente a maior queda é a última, a Véu de Noiva com uma caminhada mais forte. Ao lado da portaria, um restaurante e um playground garantem a diversão de quem viaja em família.

A partir da propriedade sai uma trilha de 2400 metros para a vizinha Cachoeira da Água Fria, com trechos pesados até chegar à queda. Não há poço para banho, apenas uma forte ducha e o lugar é muito procurado para cascading.

Onde fica: acesso pelo km 172 da GO-118 para Teresina de Goiás

Distância de Alto Paraíso de Goiás: 9 km (3 km de terra)

Continua após a publicidade

Com ou sem guia: sem

6 – Poço Encantado

Apesar da distância, o Poço Encantado é uma das atrações mais visitadas da Chapada dos Veadeiros
Apesar da distância, o Poço Encantado é uma das atrações mais visitadas da Chapada dos Veadeiros Aline Fortuba/Wikimedia Commons/Wikimedia Commons

Apesar de ser a atração mais distante dessa lista – fica numa fazenda em Teresina de Goiás, a 52 km de Alto Paraíso, seu acesso facílimo faz com que seja uma das cachoeiras mais visitadas, ótima para levar crianças.

Da tem-se um preview do lugar. Até a portaria, onde fica o estacionamento e o restaurante, dirige-se por 2 km em uma estrada de terra. Dali, desce-se por uma trilha muito tranquila de 300 metros até chegar ao poço. Uma prainha com piso de areia faz a alegria da família, o lugar é uma delícia para banho e, em frente, a cachoeira de 40 metros em dois patamares é um deleite visual. Claro que isso tudo faz o lugar ser bastante movimentado.

Onde fica: Fazenda Rio da Pedra (acesso pelo km 220 da GO-118 para Teresina de Goiás)

Distância de Alto Paraíso de Goiás: 52 km

Com ou sem guia: sem

7 – Cachoeira Loquinhas

Quem resiste aos poços da Cachoeira Loquinhas, em Alto Paraíso de Goiás?
Quem resiste aos poços da Cachoeira Loquinhas, em Alto Paraíso de Goiás? Monique Figueira/Wikimedia Commons/Wikimedia Commons

Apesar do nome, a Cachoeira Loquinhas divide o protagonismo com treze poços de águas azuis quase transparentes espalhadas pelas duas trilhas da propriedade.

Bem próxima de Alto Paraíso, é um atrativo perfeito para quem passeia com crianças ou tem mobilidade reduzida. A trilha principal sai do estacionamento e vai em direção à cachoeira em um caminho de 1 km feito quase todo em passarela de madeira, com sete revigorantes poços para banho – no Poço Xamã, nada-se com os peixinhos.

Somente nos meses mais chuvosos (entre outubro e maio) vale a pena fazer a segunda trilha, que passa pelos outros seis poços.

Onde fica: acesso pela Rua do Segredo

Distância de Alto Paraíso de Goiás: 5 km (3 km de terra)

Com ou sem guia: sem

8 – Santuário Ecológico Vale Dourado

Quem penou nos 8 km finais em estrada de terra já é recompensado logo de cara com um licor artesanal e a boa prosa dos proprietários José Aparecido e Maria Solange, que explicam o que fazer pela propriedade que é cortada por 4 km pelo famoso Rio dos Couros. Devidamente apresentados ao local, momento de escolher o que fazer.

Ao lado da recepção, uma piscina de água natural vale para um relax para quem acabou de chegar. A cerca de 1 km da sede, ficam as praias do Rio dos Couros. Mais profunda, a Praia das Araras é indicada apenas para os adultos – lá também é ponto de partida para a descida de boia-cross. Um pouco mais à frente, a Praia da Pregação é rasinha e perfeita para crianças.

Cachoeiras também estão no menu de atrações do santuário. Com acesso plano, a Cachoeira da Aliança (6 km) é a única que não precisa de um guia. Daí para frente, segue uma trilha de 2 km com mais três quedas pelo caminho, a maior delas com 40 metros

Onde fica: acesso pelo km 12 da GO-239 para São Jorge

Distância de Alto Paraíso de Goiás: 20 km (8 km de terra)

Com ou sem guia: sem, a não ser que vá fazer a trilha para as cachoeiras

9 – Trekking pelo Sertão Zen

Sertão Zen é a caminhada mais desafiadora de Alto Paraíso de Goiás
Sertão Zen é a caminhada mais desafiadora de Alto Paraíso de Goiás Bruno Posnik Roloff/Wikimedia Commons/Wikimedia Commons

Adeptos das grandes caminhadas encontram aqui a aventura mais bacana da região de Alto Paraíso: são 18 km de trekking (ida e volta). Um guia, protetor solar e muita, mas muita água mineral são indispensáveis para a jornada – há pouca sombra pelo caminho.

A caminhada, que se inicia a 4 km do centrinho, tem três estágios. Logo de cara, uma fortíssima subida de 1 km pela Serra da Baliza, de onde se tem uma bela vista da cidade e das montanhas da região. No alto da serra, você estará nos campos de altitude do cerrado, com vegetação rasteira, flores, frutos, umas serpentes, talvez, e um leve aclive. A chegada ao Córrego Ferreirinha marca o trecho final e aqui o guia mostra-se fundamental. A trilha ladeando o córrego desaparece por vezes e é preciso caminhar por cima das pedras.

O final, na nascente do Rio do Macaco, é apoteótico: uma cachoeira de 150 metros e um mirante.

Onde fica: acesso pela estrada para Morrão

Distância de Alto Paraíso de Goiás: 4 km (terra)

Com ou sem guia: Apesar da não obrigatoriedade, é muito recomendável contratá-los (Alternativas Ecoturismo e Travessia)

Busque hospedagem em Alto Paraíso de Goiás

Leia tudo sobre Goiás

  • Continua após a publicidade
    Publicidade