Artista cria ilusão de ótica e põe a Torre Eiffel sobre penhasco

Obra do famoso artista JR está na praça Trocadero, principal ponto de fotos da torre; conheça outras instalações do autor pelo mundo

Um penhasco se abriu aos pés da Torre Eiffel no mês de maio com a inauguração da mais nova obra do artista francês JR. Conhecido por instalações imensas em que lança mão de ilusões de ótica – e por nunca ter sido visto sem óculos escuros –, JR agora transformou as pernas de metal da torre em um desfiladeiro rochoso. No leito do abismo surge uma avenida movimentada de Paris.

A obra, uma colagem fotográfica, foi instalada em um tapume de madeira no parapeito da praça Trocadero, local privilegiado de onde se tem as melhores vistas da Torre Eiffel e ficará exposta até 16 de junho. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por JR (@jr)

Aos 38 anos, JR é um dos artistas de rua mais conhecidos no mundo. Sua técnica “mágica” de ampliar imagens de pessoas em paredes foi registrada no delicado documentário Visages, Villages, em que divide a direção com a cineasta Agnès Varda. Confira abaixo outros trabalhos de JR pelo mundo:

 “Chronicles of New York City”, Nova York 

Neste mural que ficou no Domino Park em Nova York, de fevereiro a maio de 2020, JR fotografou mais de 1.000 nova-iorquinos e os compilou em uma grande fotografia que retrata pessoas de todos os bairros da cidade. A instalação usou contêineres empilhados como pano de fundo. 

“La Ferita”, Florença

Em março deste ano, o artista “abriu” uma ferida na lateral do Palácio Stozzi, um dos mais notáveis edifícios da fase inicial da renascença italiana. A obra de arte causa a sensação de que um buraco gigante foi rasgado na lateral do prédio, revelando um ambiente semi-imaginário em preto e branco no interior. A instalação possui 28 metros de altura e 33 metros de largura e fica em cartaz até 22 de agosto.

“Child at the border”, Tecate

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por JR (@jr)

Em Tecate, na fronteira entre Estados Unidos e México, um garotinho de olhos curiosos espia por cima da barreira que divide os dois países. Ainda que carregue um forte simbolismo, JR disse que a ideia para a obra surgiu de um sonho e que não é uma crítica às políticas americanas de controle de imigração. A imagem possui 20 metros e ficou exposta entre setembro e dezembro de 2017. 

Leia tudo sobe Paris 

Busque hospedagem em Paris

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.