Veneza agora tem mãos gigantes saindo de um dos seus canais

A intervenção artística faz parte da 57ª Bienal de Arte de Veneza

Por Julia Latorre Atualizado em 18 mar 2020, 12h04 - Publicado em 17 Maio 2017, 17h51

Um par de mãos gigantes é a mais nova atração de um dos canais de Veneza, na Itália. A intervenção é obra do artista italiano Lorenzo Quinn e faz parte da Bienal de Arte de Veneza 2017, inaugurada no último sábado (13/05).

As mãos são um alerta para o nosso poder de transformação para o bem e para o mal Lorenzo Quinn/Reprodução

Para a 57ª edição do evento, Lorenzo Quinn, que já é conhecido por trabalhar com partes do corpo humano como inspiração, apresenta a obra intitulada ‘Support‘. As duas mãos suportam o hotel “Ca’ Sagredo” e fazem um alerta para a  questão do aquecimento global . Segundo o o artista, em aspas publicadas pela publicação de viagem Lonely Planet, ‘as mesmas mãos que estão destruindo o mundo, também têm o poder de salvá-lo’.

Em seu Instagram, o artista ainda afirmou que a cidade é ameaçada pelas mudanças climáticas e a situação é de calamidade global. Afinal,  a cada inverno Veneza enfrenta a inundação dos canais e ainda não se sabe muito bem o que será feito quando essa cheia ultrapassar o limite ‘normal’ do estimado.

@Giacomo Click Moceri/Instagram/Reprodução

De acordo com a programação, a intervenção fica exposta até o dia 26 de novembro, data de encerramento da Bienal. Quem tem planos de ir a Veneza e quer só dar uma espiada nessa obra, pode passar na frente do hotel “Ca’ Sagredo”. Para conferir as outras obras do mundo inteiro que fazem parte da mostra é preciso comprar o ingresso que vale 25 euros (R$86).

  • Continua após a publicidade
    Publicidade