Vancouver: Sea to Sky Gondola reabre em fevereiro

Atração popular nos arredores da cidade, o teleférico ficou seis meses fechado depois de sofrer um ato de vandalismo

Por Luca Occhialini Atualizado em 21 jan 2020, 16h46 - Publicado em 21 jan 2020, 11h41

Com vista panorâmica para as paisagens naturais canadenses, a Sea to Sky Gondola reabrirá em 14 de fevereiro, bem a tempo do Valentine’s Day.

A atração, que fica a menos de uma hora de carro de Vancouver, está fechada desde agosto de 2019, quando sofreu um ato de vandalismo. Cabos que sustentavam as cabines do teleférico foram cortados e acabaram rolando morro abaixo. Por sorte, tudo aconteceu quando o complexo estava fechado e, por isso, ninguém se feriu.

Desde então, cabos e 30 novas gôndolas importadas da Europa foram instaladas no local. Agora, elas só precisam passar por uma última inspeção de segurança, que está marcada para o início de fevereiro, antes de serem liberadas aos visitantes.

O ponto turístico fica praticamente no meio da Sea to Sky Highway, uma estrada que liga Vancouver a Whistler, a maior estação de esqui do Canadá. A subida na gôndola, que leva cerca de dez minutos e acontece a até 800 metros acima do nível do mar, permite avistar o Parque Provincial de Shannon Falls e até o Oceano Pacífico.

Sea to Sky Gondola, Squamish, Canadá
A Sky Pilot Suspension Bridge é uma das atrações da Sea to Sky Gondola Tara O'Grady/Divulgação

Uma vez no topo da montanha, os visitantes podem conhecer as demais atrações do complexo, dentre as quais se destaca a vertiginosa Sky Pilot Suspension Bridge. Em um primeiro momento, essa ponte suspensa de cerca de cem metros de comprimento pode lembrar a famosa Capilano Suspension Bridge, de Vancouver. Mas a diferença entre elas está na vista: enquanto a Capilano passa em meio às árvores, a Sky Pilot proporciona uma visão bem mais ampla da paisagem.

Continua após a publicidade

Se a ideia de atravessar uma ponte chacoalhante a milhares de metros de altura é assustadora demais para você, vale tentar curtir a vista a partir do The Chief Overlook Viewing Platform, um deck de observação que se debruça sobre a paisagem.

Sea to Sky Gondola, Squamish, Canadá
The Chief Overlook Viewing Platform é um dos decks de observação do Sea to Sky Gondola Sea to Sky Gondola/Divulgação

Até aqui, todas as atrações mencionadas funcionam tanto no verão quanto no inverno: variam apenas as cores que você verá na natureza, que vão no verde exuberante ao branco total ao longo do ano. Já as demais atividades se adequam ao clima.

No verão, há diversas opções de trilhas de diferentes durações e intensidades. No inverno, algumas dessas mesmas trilhas continuam sendo percorridas, mas agora com a ajuda das raquetes de neve nos pés. Há também quem aproveite a abundância de neve para escorregar sobre boias no Tube Park ou, no caso dos mais experientes, esquiar entre as árvores.

Gôndola do Sea to Sky Gondola, em Squamish, no Canadá
Gôndola do Sea to Sky Gondola durante o inverno Paul Bride/Divulgação

O ingresso para subir na Sea to Sky Gondola e acessar o complexo no topo da montanha custa CAD$ 47,95 e há um pequeno desconto de CAD$ 3 para quem adquirir o bilhete pelo site. Os valores também são reduzidos para idosos, adolescentes e crianças. Mais informações na página oficial da atração.

Busque sua hospedagem em Vancouver

Leia tudo sobre Canadá

Continua após a publicidade

Publicidade