Agora é lei: Blumenau (SC) torna-se a Capital Nacional da Cerveja

Além de sediar a segunda maior Oktoberfest do mundo, a cidade de Blumenau, em Santa Catarina, tem mais de 100 produtores de cerveja artesanal

Por Julia Latorre Atualizado em 17 mar 2017, 16h10 - Publicado em 17 mar 2017, 14h26

Em 2014, um Projeto de Lei proposto pelo deputado federal Décio Lima (PT-SC) pedia o reconhecimento de Blumenau (SC) como Capital Nacional da Cerveja. Na semana passada, a lei foi aprovada por Michel Temer. A partir de agora, a cidade que é sede da segunda maior Oktoberfest do mundo (só perde para a festa original, em Munique, na Alemanha), é oficialmente reconhecida como a capital brasileira da cerveja.

A tradição da Oktoberfest em Blumenau é consequência da colonização majoritária imigrante-alemã da cidade que faz questão de manter a tradição que é atrelada à cultura cervejeira. Com isso, o destino aproveita para se reafirmar “cervejeiramente” e ainda pretende usar esse reconhecimento para fomentar não só o turismo, mas também o mercado cervejeiro, é o que afirma Napoleão Bernardes, o prefeito da cidade.

  • Oktoberfest de Blumenau (SC)
    Cenas da Oktoberfest de Blumenau Eraldo Schnaider/Divulgação

    Se mesmo assim você ainda não tem certeza se vale a pena passar por Blumenau mesmo que não seja na temporada da Oktoberfest (em 2017 acontece de 5 a 23 de outubro), talvez o fato de a cidade ter cerca de 120 produtores de cerveja artesanal, de acordo com o Ministério do Turismo, te ajude.

    Além da Oktoberfest, ao decorrer do ano também acontecem outros eventos relacionados ao tema, como o Festival Brasileiro da Cerveja e o Concurso Brasileiro da Cerveja .

  • Continua após a publicidade
    Publicidade