MSC ainda aguarda aprovações para iniciar temporada em janeiro

A Costa Cruzeiros já havia cancelado a temporada por conta da pandemia; na Ásia, a Royal Caribbean retomou a operação em Singapura

A armadora MSC Cruzeiros anunciou que pretende inciar a temporada no Brasil em 16 de janeiro de 2021, mas ainda depende de aprovação das autoridades portuárias e sanitárias brasileiras para os protocolos de saúde e segurança que pretende instituir a bordo. A empresa, no entanto, teme pela demora na aprovação porque necessita de tempo hábil para iniciar as operações, como logística e testagem de toda tripulação.

A MSC pretende trazer os navios Seaview e Preziosa, navegar apenas com hóspedes brasileiros e manter os navios com, no máximo, 70% da ocupação. Inicialmente, a primeira viagem da retomada estava programada para acontecer em 15 de novembro, com saída de Santos e paradas em Búzios e Ilha Grande, o que não ocorreu.

Em setembro, a Costa Cruzeiros anunciou que cancelaria a temporada 2020/2021 no Brasil. As embarcações Costa Fascinosa, Costa Luminosa e Costa Pacífica tinham viagens agendadas pela América do Sul até abril de 2021 – trata-se da primeira vez em 72 anos que a armadora suspendeu uma temporada na região. Em junho, a Pullmantur também anunciou que suspendeu a vinda do navio Soberano, que fez temporada no Brasil por 11 anos consecutivos, e a empresa entrou com um pedido de recuperação judicial na Espanha.

A retomada dos cruzeiros

A MSC Cruzeiros foi primeira grande armadora a retomar a navegação após a pandemia, com um cruzeiro do MSC Grandiosa pelo Mar Mediterrâneo que saiu de Gênova, na Itália, no mês de agosto. O protocolo aprovado pelas autoridades italianas, semelhante ao que está em análise no Brasil, inclui medidas como testagem em todos os hóspedes pelo menos duas vezes por viagem, testagem da tripulação três vezes antes do embarque e semanalmente a bordo e plano de contingência que não sobrecarregue o sistema de saúde local – sem contar medidas já conhecidas, como o distanciamento social e o uso de máscaras. 

A Royal Caribbean, armadora sem partidas do Brasil, também fez a primeira viagem da temporada no último dia 1º, em Singapura. O navio Quantum of the Seas zarpou com menos de 30% da capacidade (cerca de 1.100 passageiros) para um cruzeiro de dois dias apenas com residentes da cidade-estado. Entre as medidas inauguradas pela empresa está o uso de uma pulseira que monitora o distanciamento social. 

Temporada 2021/2022

Os hóspedes da MSC que tiveram as reservas para a temporada 2020/2021 afetadas pela pandemia receberão crédito no valor total para um futuro cruzeiro até 30 de abril de 2022, além de um crédito adicional para ser usado a bordo. Em comunicado, a armadora confirmou ainda a temporada 2021/2022 na América do Sul, com promoção de segundo hóspede grátis e upgrade de cabine. A previsão é que os navios MSC Seaside, MSC Preziosa, MSC Splendida e MSC Sinfonia estejam baseados no Brasil e o MSC Orchestra, em Buenos Aires. 

A Costa, por sua vez, também comercializa sua temporada 2021/2022, com possibilidade de uso de créditos de viagens canceladas pela pandemia. A reserva de uma nova viagem deverá ser feita até 31 de dezembro de 2021, para cruzeiros com embarque até 30 de junho de 2022. A armadora pretende operar com dois navios entre novembro de 2021 e abril de 2022: o Costa Favolosa e o Costa Toscana.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.