Mala, mapa, raio-x, macetes: 10 dicas que facilitam sua viagem

O dia mais barato para viajar, a boa de incluir um stopover no roteiro, como descolar senhas de wi-fi pago e outras valiosas dicas

Para quem tira férias e retorna mais cansado do que estava antes do momento do embarque, eis algumas dicas para nunca mais sofrer de estresse com malas, gastos, filas, acesso à internet e mais:

1. Rolinhos vários

Antes de viajar, com toda a documentação necessária em mãos e às vésperas do embarque, é tempo de empacotar. Nessa hora, para otimizar a bagagem e facilitar a organização de seus pertences, dobre roupas, toalhas e outros tipos de peças maleáveis no formato de rolinhos. Eles são práticos e ocupam menos espaço dentro das malas.

2. Cuidado, frágil!

Com as malas prontas, aplique adesivos com os dizeres “cuidado, frágil!”. Esta medida pode eventualmente sensibilizar funcionários das IATAs da vida e, com sorte, sua mala não será tratada como um saco de batatas. Além disso, aumentam exponencialmente as chances de sua bagagem ser uma das primeiras a aparecer na esteira.

Veja também

3. Mapa na mão

Antes de embarcar, certifique-se de ter baixado o mapa da cidade a ser visitada em seu smartphone. Com o Google Maps, existe a possibilidade de marcar os endereços a serem visitados e ter acesso à essa personalização no modo offline. Assim, mesmo sem aderir a um plano de internet ou sem um wi-fi, você terá um mapa interativo em pleno funcionamento.

4. Chega de suor

Já sofreu com as variações no clima ao viajar de uma região para outra? Uma certa resistência a altas temperaturas pode ser construída através do simples ato de se submeter ao calor pouco antes do embarque. Algumas horas diárias de sauna ou atividades físicas que elevem a temperatura corporal podem fazer com que o suor apareça em menor quantidade.

5. Passagens aéreas mais baratas

Na busca por passagens aéreas mais baratas, saiba que o melhor dia da semana para cacifá-las é quinta-feira. A informação é derivada de uma pesquisa do Skyscanner, referente ao mercado turístico brasileiro.

De acordo com a Forbes estadunidense, os preços costumam ser mais amigos do bolso com 62 dias de antecedência. Quem adquire os bilhetes apenas três dias antes da data de embarque paga caro. Sempre que possível, viaje nos horários noturnos, já que entre 18h e 00h costuma ser mais barato. Você pode pesquisar as passagens aéreas no Skyscanner.

6.  Paradas? Sure!

Voos diretos para o exterior costumam ter tarifas elevadas em comparação a trajetos com escalas. Algumas companhias, como a portuguesa TAP e a holandesa KLM, possibilitam stopover gratuito, o que dá ao viajante a oportunidade de conhecer dois destinos pelo preço de um. Consulte o site oficial das aéreas para saber mais sobre o benefício. Em tempo: stopover é uma parada que ultrapassa 24 horas de permanência no aeroporto de conexão.

7. Efeito sanduíche

Se você está viajando em dupla ou casal, a dica é reservar os assentos das extremidades nas fileiras de três, ou seja, na janela e no corredor. É improvável que alguém por livre e espontânea vontade escolha viajar no assento do meio. E, com isso, vocês terão a fileira inteira para se esparramar! Na hipótese do voo lotar, aí basta oferecer ao “intruso” a janela ou o corredor e vocês voltam a viajar lado a lado.

8. A verdade sobre a água do avião

Em uma pesquisa encomendada pelo Wall Street Journal, cientistas encontraram desde salmonela a ovos de insetos microscópicos na água utilizada em cozinhas e banheiros de catorze companhias aéreas internacionais. Em suma: evite escovar os dentes com a água da torneira do banheiro e certifique-se de que as garrafas de água servidas estejam lacradas. O gelo parte da mesma premissa e o alerta vale principalmente nos voos partindo de países que sofrem com o tratamento de água potável.

9. Olhos de raio-x

É chegada a hora de adentrar o tão desejado portão de embarque. Observe todas as filas e prefira aquela onde não há famílias com crianças pequenas ou passageiros de primeira viagem, desses que carregam sacolas e mais sacolas, vestem muitos adereços com metal (do colar até o brinco, passando pela fivela do cinto e a bota branca, ô inferno!!). Siga os passos dos que aparentam viajar a trabalho, que não carregam badulaques e costumam ser infinitamente mais práticos e ágeis na hora de passar pelo raio-x.

10. Abre-te, wi-fi

Muitos estabelecimentos costumam oferecer acesso gratuito à rede wi-fi para clientes. Caso este não seja o caso e você não esteja disposto a desembolsar um mísero centavo para se conectar a internet, recorra ao Foursquare, faça check-in e dê uma olhada nos comentários, onde muitos viajantes costumam divulgar as senhas tão almejadas.

Busque aqui sua hospedagem

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s