Histórica Bolsa de Valor de Paris é transformada em museu de arte

O prédio de arquitetura icônica foi reformado para abrigar o acervo do bilionário François Pinault, um dos maiores colecionadores de arte do mundo

Por Giovanna Simonetti Atualizado em 22 out 2020, 17h46 - Publicado em 22 out 2020, 17h01
Patrick Tourneboeuf/Bourse de Commerce – Pinault Collection/Reprodução

A antiga Bolsa de Valores de Paris, um prédio histórico do século 19, é a localização do mais novo museu de arte contemporânea da Cidade Luz, o Bourse de Commerce — Pinault Collection. Com inauguração marcada para o dia 23 de janeiro de 2021, o espaço foi totalmente transformado para abrigar exclusivamente a coleção de arte do bilionário francês François Pinault, considerada uma das mais importantes no mundo atualmente.

Colecionador por 40 anos, o empresário hoje acumula mais de 5 mil peças de arte e já exibe algumas delas em seus outros dois museus em Veneza, o Palazzo Grassi e o Punta della Dogana. Agora, grande parte do seu acervo dos séculos 20 e 21 será reunido no Bourse de Commerce, entre pinturas, esculturas, instalações, fotografias, vídeos, filmes, obras sonoras e outras mídias.

Marc Domage/Bourse de Commerce – Pinault Collection/Reprodução

Localizado na região central de Paris – próximo a uns dos mais famosos centros parisienses de arte, o Louvre e o Pompidou –, a expectativa é que o Bourse de Commerce renove a cena cultural da cidade. “A inauguração do museu não somente enriquecerá o panorama europeu das instituições dedicadas à arte contemporânea, mas depois do duro ano de 2020 para a França e o mundo, pode contribuir no renascimento da vida cultural de Paris”, afirmou Pinault em um comunicado para a imprensa. 

  • Antes de abrir as portas ao público, foram três anos de uma extensa reforma no prédio histórico onde antes trabalhavam corretores da Bolsa. Idealizado pelo arquiteto japonês Tadao Ando, o projeto de restauração buscou conservar a arquitetura emblemática do edifício (especialmente o seu grande domo e os afrescos no teto), ao mesmo tempo que acrescentou toques modernos à construção. Segundo Ando, “o propósito é criar um edifício que ligue o passado com o presente e o futuro”. 

    Patrick Tourneboeuf/Bourse de Commerce – Pinault Collection/Reprodução

    A maior transformação aconteceu na parte de dentro do prédio de mais de 130 anos de idade. No térreo, o arquiteto construiu uma estrutura de concreto em formato de cilindro, com nove metros de altura e 30 metros de diâmetro. O espaço principal de exposições será em seu interior – que ainda conta com um auditório para 284 pessoas no subsolo –, mas as obras também estarão espalhadas nos dois pisos superiores, em uma área que totaliza 6.800 metros quadrados. 

  • Patrick Tourneboeuf/Bourse de Commerce – Pinault Collection/Reprodução

    Veja mais detalhes do museu no vídeo a seguir:

    O Bourse de Commerce — Pinault Collection abrirá gratuitamente suas portas no dia 23 de janeiro do ano que vem. Saiba mais informações no site do museu

    Continua após a publicidade
    Publicidade