Estas festas populares mostram a riqueza cultural do México

Planeje sua viagem para o México para coincidir com a data de algum evento cultural, como a folclórica Festa da Guelaguetza ou o colorido Día de Los Muertos

Por Hugo Delgado Atualizado em 26 fev 2019, 14h42 - Publicado em 21 fev 2017, 14h36

1. Año Nuevo em Acapulco

A cena mostra a cidade de Acapulco em frente ao mar, com fogos de artifício em abundância estourando por cima da praia

“Acapulco é, por excelência, um destino de balada para os mexicanos e, no Réveillon, as festas fervem. As famosas discos de Acapulco, os hotéis e as grandes mansões nas montanhas promovem baladas com a espetacular baía como cenário e que não param até o sol de 1º de janeiro já estar alto no céu.”

+ Guia de viagem: México

2. Festa da Guelaguetza, em Oaxaca

Mulheres dançam ao som de um grupo musical ao vivo, com longas tranças e saias compridas. Em uma mão, seguram uma cesta de flores apoiada na cabeça, enquanto com a outra levantam uma ponta da saia para dançar

“Na belíssima capital de Oaxaca, grupos folclóricos das oito regiões do estado se reúnem no final de julho para oferecer o melhor da sua dança, sua música e sua tradição. Guelaguetza é uma palavra de raízes zapotecas que denota o ato de cooperação mútua. Conceito lindo, festa deslumbrante.”

3. Grito da Independência, no Zócalo

Em uma varanda de um edifício decorado com bandeiras e símbolos com as cores do México, um homem de autoridade no centro, segurando uma bandeira

Continua após a publicidade

“No mundo todo, mexicanos se reúnem na noite de 15 de setembro para a cerimônia do Grito da Independência, quando uma autoridade (presidente, prefeito, embaixador, avó, mãe…) puxa um ‘Viva, !’ No Zócalo, a praça central da Cidade do México, é emocionante, com o presidente da República e o povo gritando ‘Viva!’ juntos.”

4. Día de Nossa Senhora de Guadalupe

Quatro músicos, três segurando violinos e o quarto um trompete, tocam e cantam para uma plateia, vestidos com fardas típicas pretas com detalhes em branco

“Em 12 de dezembro, multidões vão até a Basílica de Guadalupe, na Cidade do México, para homenagear a padroeira do país. Um momento muito emotivo é quando centenas de mariachis cantam para ela Las Mañanitas, música mexicana de parabéns aos aniversariantes.”

5. Día de los Muertos, em Pátzcuaro

Caveira artesanal coberta em tintura, lantejoulas e brilhos, formando a tradicional pintura do Día de los Muertos

“A pequena cidade de Pátzcuaro é mágica pra acompanhar as celebrações do Día de los Muertos, no final de outubro e início de novembro. Acreditamos que nessa época nossos queridos que partiram têm permissão para nos visitar, e fazemos uma grande festa. No Día de Los Muertos, celebramos a vida e a morte, tudo junto.”

Hugo Delgado, autor do texto As festas são dicas de Hugo Delgado, restaurateur do Obá e da taquería La Sabrosa, ambos em São Paulo

Texto publicado na edição 255 da revista Viagem e Turismo (janeiro/2017)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade