Conheça alguns dos mais incríveis murais de Kobra pelo mundo

Um dos artistas de rua mais conhecidos e populares da atualidade não para de inaugurar novos trabalhos. Veja onde encontrá-los

Por Giovanna Simonetti Atualizado em 13 Maio 2020, 19h30 - Publicado em 15 mar 2019, 17h22

Eduardo Kobra é um dos artistas brasileiros mais renomados da atualidade. Conhecido por seus grandes e coloridos murais de grafite, em 2018 foi eleito personalidade do ano em Nova York pela revista Time Out. E não é à toa. Sua arte colore o espaço urbano de mais de 17 países ao redor do mundo, desde os Estados Unidos ao Malawi.

Com um ritmo de trabalho impressionante, Kobra consegue inaugurar diversos murais anualmente. Confira a seguir alguns de seus trabalhos mais recentes e onde admirá-los.

Ayrton Senna – Superação, São Paulo

View this post on Instagram

Quando olho para Ayrton Senna (1960-1994) penso como sua vida é exemplo para momentos difíceis como o que estamos vivendo. Senna, que teria feito 60 anos em março deste ano, foi sempre superação. Como naquele GP Brasil, em 1991, quando ele venceu tendo apenas a sexta marcha de seu carro. Essa vitória de Senna eu retratei no mural comemorativo aos 80 anos do Autódromo de Interlagos, circuito inaugurado em 12 de maio de 1940. Que esta alegria e esta taça representem também nossa futura vitória, com muita superação, nesta crise de saúde terrível. When I look at Ayrton Senna (1960-1994) I think about how his life is an example of difficult moments like the one we are experiencing. Senna, who would have turned 60 in March this year, was always overcoming situations. As in that GP in Brasil, in 1991, when he won with only the sixth gear of his car. I have portrayed this victory of Senna on the commemorative mural at the 80th anniversary of the Interlagos Circuit, opened on May 12, 1940. May this joy and this cup also represent our future victory, with a lot to overcome, in this terrible health crisis.

A post shared by Eduardo Kobra (@kobrastreetart) on

O mais recente trabalho de Kobra é em homenagem ao grande piloto brasileiro de Fórmula 1, Ayrton Senna. A obra, com mais de 27 metros de altura, está localizada no Autódromo de Interlagos, onde Senna fez história com duas notáveis conquistas na competição.

O ex-piloto, inclusive, é uma das grandes referências do artista. É o “personagem” que mais aparece em suas obras: são 11 murais, entre eles um na esquina da Av. Consolação com a Paulista e o último no autódromo de Ímola, na Itália.

Let me be myself, Amsterdã

Eduardo Kobra/Divulgação

Kobra fez este painel como tributo a uma das mais famosas vítimas do nazismo, Anne Frank. Na obra, está estampada a frase “Let me be myself” (Deixe eu ser eu mesma), presente no livro O Diário de Anne Frank. O mural estampa o prédio do Museu de Arte de Rua, na região norte de Amsterdã.

Bailarina Itzkan Barbosa, Miami

View this post on Instagram

Itzkan Barbosa tem 17 anos e é daquelas pessoas que nos fazem ter orgulho do Brasil. Ela é filha de bailarinos, uma brasileira e de um mexicano, vive aqui na Flórida e brilha no Miami City Ballet. Representa o sonho de muitos: ser bem-sucedido por meio de sua arte, levando o nome do Brasil por onde passa. Estou muito feliz por ter pintado um mural sobre ela na fachada do Arsht Center, um dos maiores centros de artes cênicas dos Estados Unidos. 1300 Biscayne Blvd, Itzkan Barbosa is 17 years old and is one of those people who make us proud of Brazil. She is the daughter of two dancers - a Brazilian and a Mexican -, lives here in Florida and shines at the Miami City Ballet. She represents the dream of many: to be successful through their art, bearing the name of Brazil wherever she goes. I am very happy to have painted a mural about her on the facade of the Arsht Center, one of the largest performing arts centers in the United States.

A post shared by Eduardo Kobra (@kobrastreetart) on

Essa obra, feita em 2018, retrata a brasileira-americana Itzkan Barbosa, bailarina do  Miami City Ballet. Segundo Kobra, ela representa o sonho de muitos: “ser bem-sucedido por meio de sua arte, levando o nome do Brasil por onde passa”.

O grafite foi pintado na fachada do Carnival Tower, prédio pertencente ao Arsht Center, um dos maiores centros de artes cênicas do mundo.

Cacau, Itapevi

Cacau Show/Divulgação

Com impressionantes 200 metros de largura e 30 de altura, este trabalho de Kobra na fábrica da Cacau Show é o maior mural grafitado do mundo. A obra representa o processo de colheita do cacau na Amazônia e está localizada no quilômetro 35 da Rodovia Castello Branco, na cidade de Itapevi, São Paulo.

Imigrantes, Nova York

Os cinco imigrantes retratados realmente existiram, segundo Kobra Eduardo Kobra/Reprodução

Em 2018, um dos principais projetos de Kobra aconteceu em Nova York, onde o artista já acumula dezenove obras. O painel Imigrantes, ou “Ellis”, faz parte da série Cores pela Liberdade, que tem o objetivo de promover a paz e levantar questões complexas através da street art.

No caso deste mural, a questão abordada é a imigração. O artista retrata cinco imigrantes reais que chegaram a Nova York há cerca de cem anos e passaram pela ilha Ellis, principal porta de entrada de estrangeiros aos EUA entre os séculos 19 e 20.

Com 800 metros quadrados, este grafite é o maior da série. Ele foi feito na fachada da City-As-School, escola pública no West Village.

  • Médico e paciente, São Paulo

    View this post on Instagram

    Este mural, feito em São Paulo, mostra a importância da relação entre médico e paciente - e como a dedicação e os cuidados, amparados pelos conhecimentos científicos, podem salvar vidas. Um detalhe está no crachá. Dr. Edson de Godoy Bueno (1943-2017) teve uma infância difícil, perdeu o pai quando tinha 5 anos e precisou trabalhar como engraxate. Na adolescência, sofreu uma queda, acabou desmaiando e foi socorrido pelo então único médico de sua cidade, Guarantã (SP). Aí decidiu que abraçaria a medicina. Tornou-se um bem-sucedido médico e empresário. This mural, made in São Paulo, depicts the importance of the relationship between doctor and patient - and how commitment and care, supported by scientific knowledge, can save lives. A detail on the badge: Dr. Edson de Godoy Bueno (1943-2017) had a hard childhood. He lost his father when he was 5 years old and needed to work as a shoeshine boy. As a teenager, he experienced a major fall, ended up fainting and was treated by the only doctor in his town, Guarantã. He then decided to embrace the medicine. He became a successful doctor and an entrepreneur.

    A post shared by Eduardo Kobra (@kobrastreetart) on

    O mural, na fachada do hospital Nove de Julho, foi feito em homenagem ao Dr. Edson de Godoy Bueno, médico que faleceu em 2017.

    Kobra diz ter feito esse grafite para reforçar a importância da relação entre médico e paciente – e como a dedicação dos profissionais pode salvar vidas. A obra, localizada na rua Peixoto Gomide, 625, pode ser admirada do mirante do MASP, na Av. Paulista, em uma das vistas mais bonitas da cidade.

    Mario Quintana, Porto Alegre

    O mural é a mais recente obra de Kobra no Brasil Colégio Farroupilha/Divulgação

    O painel, finalizado neste ano, é uma homenagem a Mario Quintana, poeta gaúcho e um dos principais escritores brasileiros.

    Continua após a publicidade

    Esta foi a primeira intervenção de Kobra na cidade. Com 196 metros quadrados, o mural está localizado no tradicional prédio do Colégio Farroupilha.

    Genial é andar de bike, Nova York

    O grafite de Einstein andando de bicicleta é um dos mais conhecidos de Kobra. Originalmente feito na rua Oscar Freire, em São Paulo, ele foi apagado em janeiro de 2018 sem conhecimento do artista.

    O finado mural enfim foi refeito, mas dessa vez em Nova York. Os saudosos agora podem visitá-lo na Terceira Avenida, número 780.

  • Monte Rushmore, Nova York

    Kobra fez sua própria versão do Monte Rushmore. Os quatro rostos esculpidos de presidentes dos Estados Unidos foram substituídos por artistas que ele admira: Andy Warhol, Frida Kahlo, Keith Haring e Basquiat.

    O grafite mistura diferentes estilos, na tentativa de representar as técnicas de cada artista ilustrado. Está localizado no Chelsea, na 10ª Avenida com a 22ª.

    David, Carrara, Itália

    O grafite foi feito diretamente no mármore, a cerca de mil metros de altura Eduardo Kobra/Reprodução

    Esse é um dos locais mais inusitados que Kobra já grafitou: no topo de uma pedreira na Itália, a mais de mil metros de altitude. Mas a escolha não foi à toa. Segundo ele, ali era o lugar favorito de Michelangelo para conseguir o mármore de suas esculturas.

    O mural, representando uma das principais obras do artista italiano, tem 12 metros de altura por 20 metros de largura e foi pintado direto no mármore.

    Gandhi e Madre Teresa, Nova York

    Também integrante do projeto Cores pela Liberdade, este mural imortalizou duas grandes personalidades filantrópicas: o ativista indiano Mahatma Gandhi e a missionária Madre Teresa de Calcutá.

    O grafite, de três andares, transmite uma mensagem de paz e tolerância. Pode ser visto no Chelsea, em um prédio entre a 10ª e 18ª avenida.

  • Michael Jackson, Nova York

    Kobra imortalizou o rei de pop nas ruas de Nova York Eduardo Kobra/Reprodução

    Como tributo ao aniversário de 60 anos do rei do pop, Kobra fez este mural no East Village. O grafite divide o artista em dois: um Michael jovem, da época do Jackson 5, e outra do cantor mais velho, depois das mudanças estéticas.

    A obra foi feita na fachada de um prédio de cinco andares, na esquina da Primeira Avenida com a 11ª.

    Aquecimento global, Mônaco

    Kobra inaugurou este mural em Mônaco em 2019. Com foco no aquecimento global, a obra terá doze metros de largura por sete de altura. Esta é sua primeira produção no país, com o objetivo de reforçar o posicionamento sustentável do local.

    O mural estará exposto no rochedo de Mônaco, um dos principais pontos do país.

    Continua após a publicidade
    Publicidade