Retomada de Foz do Iguaçu deverá servir de referência

Para o turismo brasileiro é mais do que uma reabertura. O que acontecerá em Foz deverá nortear outros destinos no Brasil

O Parque Nacional do Iguaçu, talvez a mais famosa atração turística do Brasil junto com o Cristo Redentor, reabriu quarta-feira (10) de forma gradual. A data coincidiu com o aniversário da cidade de Foz do Iguaçu, que comemorou 106 anos.

O acesso às cataratas foi fechado em 18 de março pelo Ministério do Meio Ambiente, responsável pelas unidades de conservação federais, como medida de segurança para evitar o contágio da Covid-19. A cidade registrou até o momento 200 ocorrências do vírus e 3 óbitos.

O Parque das Aves também reabriu dia 10 e a hidrelétrica de Itaipu, dia 11. As atrações voltam a operar com 30% da capacidade. O Marco das Três Fronteiras também retomou suas atividades de terça-feira a domingo, das 15h às 21h, com capacidade de público reduzida e ingressos com hora marcada apenas pela internet. As fronteiras com o Paraguai e a Argentina seguem fechadas e não têm previsão de reabertura.

Nesse primeiro momento, o Parque Nacional do Iguaçu funcionará de terça-feira a domingo, das 9h às 16h, uma hora a menos que o habitual. Segundo a administração da unidade, a atração passará por um minucioso trabalho diário de sanitização.

Veja também

Veja o que mudará na visita:

O parque nacional fará averiguação de todas as pessoas que chegarem por meio de uma barreira sanitária instalada no Centro de Visitantes. Nesse ponto, o visitante será recepcionado por uma equipe que irá checar a temperatura, orientará sobre o uso de álcool gel e também para que os visitantes esfreguem a sola do sapato em um tapete sanitizante. Também serão feitas orientações sobre o uso de máscaras individuais, obrigatórias durante todo o passeio.

Os ingressos para visitar o Parque Nacional do Iguaçu serão vendidos exclusivamente pelo site www.cataratasdoiguacu.com.br e o visitante precisará agendar o dia e o horário.

O parque disponibilizará 350 ingressos por hora nesta primeira fase da reabertura. A venda on-line e a limitação de público por horário foram planejadas para manter o controle e o distanciamento entre as pessoas.

Moradores de Foz do Iguaçu e das outras 13 cidades vizinhas têm 90% de desconto no ingresso. Para ter direito ao benefício será preciso levar comprovante de residência e o ingresso não é vendido pela internet.

A forma como Foz do Iguaçu irá retomar o turismo deverá servir de referência para que outras atrações turísticas pelo Brasil também possam fazer o mesmo daqui um tempo, principalmente as muito disputadas e que reúnem grande público como o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar e alguns museus como o do Amanhã e o Inhotim, próximo a Belo Horizonte.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s