Chegou ao aeroporto sem RG ou CNH? Embarque com aplicativos

Se você não tiver um documento de identificação oficial em mãos, aplicativos do governo poderão ser a solução

Por Giovanna Simonetti Atualizado em 2 jul 2021, 15h09 - Publicado em 20 jan 2020, 19h57

Quem nunca conferiu mais de uma vez se estava com todos os documentos no caminho do aeroporto, atire o primeiro RG. Normalmente, essa checagem não passa de precaução (e um pouco de paranoia) e você tem tudo o que precisa em mãos. Mas e quando você de fato esqueceu?

Atualmente, em voos nacionais, são aceitos, além do documento de identificação oficial com foto (RG, CNH, passaporte, carteira de trabalho ou cópia autenticada dos referidos documentos), a versão eletrônica de um documento de identificação civil. Vale ressaltar que somente serão aceitos os documentos mostrados diretamente no aplicativo do celular – capturas de tela e fotos não são válidas. Confira quais são:

Título de eleitor eletrônico (e-título)

Na hora do desespero, esse é o documento mais simples de se obter. Há um requisito indispensável: ter cadastrado a biometria em um cartório eleitoral, ocasião em que, além das digitais, foi feita uma foto do eleitor. O e-título está disponível nas versões Android e iOS. Uma vez baixado o aplicativo, basta fazer o cadastro informando nome, data de nascimento, número de inscrição do título e nome dos pais. Na sequência, o documento com foto aparecerá na tela do celular.

Carteira Nacional de Habilitação Digital

Acessar a CNH Digital no aeroporto é mais trabalhoso porque é preciso tê-la em mãos. O ideal é fazer em casa (quem sabe agora?). O documento precisa ter um QR Code no verso, elemento que só está presente na carteiras emitidas a partir de maio 2017. O aplicativo solicitará também o reconhecimento facial. Veja aqui o passo a passo. Importante ressaltar que apenas um dispositivo pode estar conectado à CNH digital, ou seja, você não poderá baixar mais de uma CNH por dispositivo (o mesmo vale para o e-título). Disponível para Android e iOS.

Documento Nacional de Identidade (DNI)

É o documento que reúne as versões eletrônicas do CPF, certidão de nascimento e título de eleitor. O aplicativo ainda não está disponível, mas o Governo prometeu lançá-lo em 1º de maio de 2020. 

Para ter acesso ao DNI, o usuário terá de baixar o aplicativo, fazer o cadastro e depois validá-lo pessoalmente em algum dos postos de atendimento indicados no app. Somente cidadãos com cadastro biométrico poderão obter o DNI.

Continua após a publicidade

Publicidade