Além-mar Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

Deu Carnaval em Lisboa!

As marchinhas e o samba tomaram conta do sobe-e-desce da capital portuguesa, das ladeiras de Alfama à beira do Tejo. Veja o ensaio da fotógrafa Hai Adur

Por Rachel Verano Atualizado em 1 mar 2022, 19h55 - Publicado em 1 mar 2022, 17h37
Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
O carnaval coloriu Lisboa! Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução

Foi-se o tempo em que Portugal brincava o carnaval molhando com pistolas, aqui e ali, as pessoas na rua. 

Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução
Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Cladestina Hai Adur/Reprodução

Embora o feriado mesmo seja só na terça, o que por si só já quebra um pouco o clima, cada vez mais o sangue brasileiro traz o ziriguidum para o lado de cá do Atlântico.

Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução
Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução

Teve bateria, teve percussão, teve bloquinho, teve meia arrastão, teve purpurina, teve muita fantasia. 

Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução
Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução

Teve até maracatu!

Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução
Continua após a publicidade

Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução

Alguns blocos já viraram tradição. É o caso do Colombina Clandestina, que lotou as ladeiras de Alfama no sábado e da Penha de França na terça sob o lema “alegria é força de subversão”.

Desfile de carnaval pelas ruas de Lisboa
Colombina Clandestina Hai Adur/Reprodução

No domingo foi a vez do Bué Tolo percorrer a beira-Tejo até a concentração no brasileiríssimo Boteco da Dri.

Maracatu em Lisboa
Maracatu Hai Adur/Reprodução
Maracatu em Lisboa
Maracatu Hai Adur/Reprodução

Também no domingo teve o lindo maracatu do Baque Mulher Lisboa, um grupo formado só por mulheres (uma extensão originalíssima do recifense Movimento Baque Mulher F.B.V.), e do Baque do Tejo.

Maracatu em Lisboa
Maracatu Hai Adur/Reprodução

As tímidas fantasias de outrora cederam espaço à extravagância colorida e brilhante dos “brazucas” – e não teve um canto da cidade onde não se ouvisse uns acordes carnavalescos! As festas pipocaram por todo canto, de Marvila a Campo de Ourique!

Maracatu em Lisboa
Maracatu Hai Adur/Reprodução

As fotos incríveis que ilustram esta matéria são de autoria da talentosíssima Hai Adur, paranaense de sangue e “tuga” de coração. Segue ela!

Continua após a publicidade

Publicidade