Achados Adriana Setti escolheu uma ilha no Mediterrâneo como porto seguro, simplificou sua vida para ficar mais “portátil” e está sempre pronta para passar vários meses viajando. Aqui, ela relata suas descobertas e roubadas

Verão na Europa: 5 destinos-roubadas na Espanha, França e Itália

Estas cinco cidades europeias ficam lotadas de turistas no verão - e dá-lhe paciência para suportar as multidões

Por Adriana Setti Atualizado em 6 ago 2018, 15h51 - Publicado em 3 jun 2015, 19h51

Poucas coisas nessa vida são melhores do que passar um verão na Europa. Portanto, não cometa o sacrilégio de padecer no paraíso. Para montar um roteiro pelo Velho Mundo, não basta levar em consideração os lugares que você sonha em conhecer (ou rever).

É preciso ter os pés no chão e aceitar o fato de que nem todos os rincões europeus são ideais nos meses de calor. A seguir, eis uma pequena lista dos lugares que você faria muito bem em evitar, na minha modestíssima opinião:

Espanha

1. Andaluzia

A Torre del Oro, em Sevilha, reluz sob o sol intenso. Foto: iStock
A Torre del Oro, em Sevilha, reluz sob o sol intenso. Foto: iStock istock/iStock

Flamenco, touradas, olé, tapas, gente alegre: a parte mais espanhola da Espanha é mesmo uma maravilha. Acontece que, em julho e agosto, os termômetros chegam a marcar mais de 50 graus em lugares como Sevilha. Sim, 50. No auge do verão, até os hotéis baixam os preços, para tentar atrair os beduínos do Saara e os praticantes de ioga Bikram, dos poucos seres humanos capazes de sobreviver a essas temperaturas.

Busque hospedagens em Andaluzia

Busque passagens aéreas para Sevilha

2. Madri

Vista da Gran Vía e do Edifício Metropolis, em Madri (foto: iStock)
Vista da Gran Vía e do Edifício Metropolis, em Madri (foto: iStock) istock/iStock

Já cometi a insânia de ir para Madri no verão algumas vezes. Rastejei pelas ruas, tive dor de cabeça, fiquei com as mucosas em frangalhos. Além de estupidamente quente, o verão madrileno é sequíssimo. Ninguém que tenha a possibilidade de escapar da capital nessa época fica dando bobeira por lá nas férias. Consequentemente, até a animadíssima noite madrilena fica meio caída. Mico.

Busque hospedagens em Madri

Busque passagens aéreas para Madri

França

3. Paris

AndreaAstes/iStock

Você já deve ter ouvido por aí que Paris fica atípica em agosto. É verdade. O calor na capital francesa pode até nem ser tão pesado quanto o de Madri. Mas a cidade em geral não está preparada para altas temperaturas. Alguns lugares não têm ar condicionado, todo mundo se esbarra suado no metrô, aquela elegância parisiense parece escorrer pelos bueiros. Os parisienses fazem de tudo para fugir da cidade nessa época (alguns restaurantes até fecham em agosto!), enquanto os turistas aparecem em massa. A situação definitivamente está longe de ser ideal.

Continua após a publicidade

Busque hospedagens em Paris

Busque passagens aéreas para Paris

Itália

4. Roma

Thinkstock/Thinkstock

O calor em Roma pode ser sufocante. E aí entra o agravante de que muitas atrações da cidade estão ao ar livre: o foro romano, o Coliseu, as praças… Batendo perna, enfrentar altas temperaturas é de lascar. Assim como na Espanha e na França, também é bem comum que restaurantes e até lojas fechem as portas durante todo o mês de agosto, o que pode impedi-lo de conhecer alguns lugares bacanas. Não seria melhor adiar?

Busque hospedagens em Roma

Busque passagens aéreas para Roma

5. Toscana

Campo de girassóis em paisagem da Toscana, Itália
ClaudioVentrella/iStock

Comer, beber, flanar. Como fazer isso com tanto calor? Sério que você consegue sobreviver a uma degustação de vinho tinto com os termômetros a mais de 30 graus? Ainda que os campos de girassol e os vinhedos fiquem bonitos nessa época, as cidadezinha ficam lotadas demais. A menos que você esteja numa belíssima casa no campo com piscina, e esteja mais no modo relaxar do que explorar, é melhor deixar a belíssima Toscana para o outono.

Busque hospedagens na Toscana

Busque passagens aéreas para Florença

Siga @drisetti no Twitter e no Instagram

Continua após a publicidade

Publicidade