Continua após publicidade

Carnaval 2024: cidades para se jogar na folia

Separe a doleira, capriche no protetor solar, crie sua fantasia e confira a lista de destinos que pegam fogo em fevereiro

Por Rebeca d'Ávila
Atualizado em 12 fev 2024, 20h25 - Publicado em 16 jan 2024, 10h20

O ano só começa depois do Carnaval e ele está chegando. A festa no mês mais alto astral do ano inspira liberdade e brincadeira nas ruas. No Brasil, é sinônimo de fantasia, maquiagem, glitter (biodegradável, se possível), doleira pra dentro do shorts, trio elétrico, bloquinho, batuque e calor, muito calor. Fizemos uma seleção das cidades perfeitas para você misturar esses ingredientes e seguir o alalaô pelo país:

Salvador, Bahia

Olodum no Carnaval de Salvador, Bahia
Olodum é o maior bloco afro-percussivo da capital baiana (Arquivo/Agência Brasil)

A cidade que deu a luz ao trio elétrico em 1950 atrai foliões para seguir o axé em seu Carnaval. A folia tem sete circuitos oficiais nas ruas, onde a festa acontece atrás de trios e blocos. Os mais tradicionais e badalados são o “Dodô”, que vai do Farol da Barra até o monumento As Meninas do Brasil, e o “Osmar”, da Praça Campo Grande até a Avenida Carlos Gomes. Houve rumores ao longo de 2023 de que o percurso seria transferido para a região da Boca do Rio, perto do Centro de Convenções, mas a grita do setor hoteleiro foi mais forte e o circuito Barra-Ondina segue firme, ao menos em 2024. 

Antes da largada oficial, a festa é no circuito “Sérgio Bezerra”, do Farol da Barra até o Morro do Cristo. Também antes do Carnaval, o “Orlando Tapajós” faz um aquecimento no caminho inverso do “Dodô”. 

Blocos de capoeira se concentram em Amaralina, no circuito “Mestre Bimba”. O “Batatinha”, no Pelourinho, é o mais family friendly. A farra acontece sem trio, apenas com bloquinhos e marchinhas e é ótimo para ir com as crianças. Por fim, o “Riachão”, vai do fim da linha do Garcia até o Campo Grande com o histórico bloco sem cordas, Mudança do Garcia.

Veja um guia completo de Salvador e opções de acomodação para alugar no Airbnb.

Recife, Pernambuco

Galo da Madrugada, Carnaval em Recife, Pernambuco
Ícone do Carnaval pernambucano, escultura do “Galo da Madrugada” tem 28 metros de altura (Antonio Cruz/Agência Brasil)

A terra do frevo é também a terra do apoteótico Galo da Madrugada, o bloco que tem como símbolo um galo gigante na Ponte Duarte Coelho e, por acaso, é o maior do mundo. O fervo sempre ocorre no primeiro sábado de Carnaval e arrasta foliões pelas ruas do centro de Recife atrás de trios elétricos.

Continua após a publicidade

A festa ocorre em mais de 40 polos espalhados pela cidade, sendo Marco Zero, Praça do Arsenal, Pátio de São Pedro, Mercado da Boa Vista e Rua da Moeda os principais. A folia mistura elementos nordestinos, como o coco e o caboclinho, com rock e música eletrônica.

O circuito em Recife está integrado com a vizinha Olinda, onde muitos desfiles começam e descem até a capital pernambucana. Confira um guia de Recife.

Olinda, Pernambuco

Carnaval no Alto da Sé, Olinda, Pernambuco
Alto da Sé fica lotado de foliões (Sumaia Villela/Agência Brasil)

Seguindo a ciranda e o maracatu, os foliões percorrem as ruas Amparo, Prudente de Morais, Bernardo Vieira de Melo e Ladeira da Misericórdia, que formam o cruzamento Quatro Cantos. As ruas estreitas são epicentro da aglomeração na festa que tem manifestações tradicionais, como as troças (pequenas agremiações de frevo), além dos blocos.

A folia começa oficialmente com o bloco Homem da Meia Noite, que introduziu o primeiro boneco gigante na folia olindense: um calunga de quatro metros, com fraque, gravata borboleta e cartola.

O desfile dos emblemáticos personagens acontece nas ruas do Centro Histórico com acompanhamento de orquestras de frevo e passistas. Os bonecões de celebridades e políticos são o cartão-postal do Carnaval em Olinda e têm até mesmo um museu próprio, a Casa dos Bonecos Gigantes de Olinda

Continua após a publicidade

Confira outras dicas de Olinda e um guia completo do destino

Fortaleza, Ceará

Carnaval de Fortaleza, Ceará
Aterrinho da Praia de Iracema é tradicional polo da folia com cortejo de blocos e shows (Prefeitura de Fortaleza/Divulgação)

Se no Réveillon Fortaleza arrepiou, pode esperar um Carnaval de arrebentar. Desde janeiro, a capital cearense colocou na rua sua programação carnavalesca. Nos fins de semana antes da abertura da festa, blocos e bandas sacodem as ruas nos principais pontos da cidade, como o Marco Zero e a Praça João Gentil.

Com o início oficial do Carnaval, o agito segue com blocos e shows principalmente na Praça do Ferreira, no Mercado dos Pinhões, no Aterrinho da Praia de Iracema e no Passeio Público.

Durante a folia, o maracatu é uma grande expressão cultural, não à toa é considerado patrimônio imaterial da capital cearense. As primeiras manifestações deram origem ao bloco mais antigo da cidade, o Maracatu Az de Ouro, criado em 1936 e ainda em atividade.

Na Avenida Domingos Olímpio, há desfiles de maracatus junto com grupos de afoxé e escolas de samba.

Continua após a publicidade

Acesse um guia completo de Fortaleza e aproveite para se hospedar pertinho da praia quando for para lá.

Rio de Janeiro (capital)

Bloco Cordão da Bola Preta, Carnaval no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Bloco Cordão da Bola Preta desfila pelas ruas cariocas desde 1918 (Tomaz Silva/Agência Brasil)

No Rio, o roteiro da folia é dividido entre os blocos nas ruas e os desfiles das escolas de samba na Avenida Marquês de Sapucaí e na Estrada Intendente Magalhães. 

No Centro, desfila o bloco Cordão da Bola Preta, o mais tradicional da capital fluminense. Por ali, a Cinelândia, a Rua do Ouvidor e a Avenida Rio Branco lotam de foliões. E não ficam de fora os principais bairros cariocas, como Copacabana, Leme, Barra da Tijuca, Flamengo, Ipanema e Leblon – difícil mesmo é encontrar um lugar onde o Carnaval não esteja acontecendo.

A tradição de bloquinhos é muito forte no Rio. Desde o século 19, as ruas eram ocupadas pelo batuque de foliões que criavam os seus próprios. De lá para cá, eles se multiplicaram e hoje há blocos mais secretos que não divulgam horário nem local de saída, mas que às vésperas o local é divulgado. Vale ficar de olho em Carmelitas, Céu na Terra, Empolga às 9, Sargento Pimenta (com música dos Beatles) e Desliga da Justiça. A Veja Rio publicou a agenda completa do Carnaval do Rio 2024.

E dá para emendar uma festa na outra, já que durante as noites, agremiações tradicionais como Mangueira, Portela, Salgueiro e Beija-Flor se apresentam no Sambódromo, onde é preciso ingresso para entrar.

Continua após a publicidade

Leia tudo sobre a Cidade Maravilhosa e veja dicas de apartamentos para alugar em Copacabana ou em outras regiões do Rio

São Paulo (capital)

Bloco Quilombo Lab no Carnaval de São Paulo, São Paulo
Bloco “Quilombo Lab”, na Zona Norte, agita foliões com rap e funk (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Dos bloquinhos aos megablocos, os carros dão lugar à algazarra de foliões nas ruas paulistas. Dá para curtir algo mais tranquilo, como os bloquinhos na região residencial de Santo Amaro, ou se lançar na multidão que segue trios elétricos de grandes artistas no entorno do Parque Ibirapuera.

Diversidade é a palavra-chave do agito, que inclui até mesmo blocos de jazz e música emo. A maior parte das atrações ocorre nas regiões Central (que tal se hospedar em um prédio histórico por lá?) e Oeste de São Paulo. A Sé tem o fluxo mais intenso de foliões, mas a folia alcança Pinheiros, Lapa, Vila Mariana, Santa Cecília e Consolação. Fique de olho nos blocos Jegue Elétrico, Ritaleena, Pagu e Ilu Obá de Min! Acompanha no site oficial os blocos de rua de São Paulo e siga no Insta.

A outra parte da folia acontece no Sambódromo Anhembi, na Zona Norte, onde Vai-Vai, Rosas de Ouro, Nenê de Vila Matilde e outras escolas de samba desfilam pela noite.

Veja dicas do que fazer em São Paulo e opções de acomodação no Airbnb: tem flats, estúdios em Pinheiros e uma porção de apartamentos na Vila Madalena, Avenida Paulista, Rua da Consolação, Morumbi e Perdizes.

Continua após a publicidade

Ouro Preto, Minas Gerais 

Carnaval na Praça Tiradentes, Ouro Preto, Minas Gerais
Praça Tiradentes, coração de Ouro Preto, é palco das principais celebrações (Ane Souz/Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ouro Preto/Divulgação)

As incontáveis ladeiras e casas históricas de Ouro Preto são cenários da maior folia universitária do país, mas não só. Além das festas privadas organizadas por moradores de repúblicas estudantis como parte da Liga dos Blocos, o Carnaval de rua também é realidade.

A Praça Tiradentes é o foco de concentração de foliões que seguem os blocos, alguns com tradições centenárias. Desde 1867, o Zé Pereira dos Lacaios, bloco mais antigo do país, faz um cortejo com bonecos gigantes saindo de sua sede no bairro de Antônio Dias até a praça ao som de bumbos, caixas e clarins.

Em 2024, porém, ainda não há certeza de que os tradicionais eventos poderão ser realizados na Praça Tiradentes. A Prefeitura de Ouro Preto aguarda autorização do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN), que, junto com a Justiça Federal, proibiu grandes eventos no local após um curto-circuito no Museu da Inconfidência, na praça, durante o Festival de Inverno na Cidade.

Foliões se aglomeram na Rua Direita e em torno de palcos de shows nos Largos da Alegria e do Cinema e na Praça Tiradentes, que também faz as vezes de Sambódromo para o desfile das escolas de samba à noite.

Veja um guia da cidade e uma lista de casas e sobrados históricos que podem ser alugados pelo Airbnb. Quando a folia acabar, aproveite para conhecer outro lado de Ouro Preto com um roteiro pelas cidades históricas de Minas Gerais.

Belo Horizonte, Minas Gerais

Carnaval em Belo Horizonte, Minas Gerais
Folia acontece de forma descentralizada, de bairros periféricos ao hipercentro mineiro (Prefeitura de Belo Horizonte/Divulgação)

Com eventos pré e pós-Carnaval, a festa dura mais tempo na capital mineira. O epicentro da folia que mistura marchinhas e axé com funk e brega é a região Centro-Sul, na Praça da Estação e no bairro Savassi. Por ali, cruza a Avenida Afonso Pena, uma das principais da cidade e onde as escolas de samba se apresentam. 

Mas a efervescência ocorre em outras regiões de Belo Horizonte. Distante do centro, o bairro Lagoinha é berço do primeiro bloco de Carnaval da capital, o Leão da Lagoinha. As outras agremiações que desfilam neste berço do samba belo-horizontino misturam ritmos afro e funk.

Na Zona Leste, os destaques são Santa Tereza, Floresta e a Avenida dos Andradas, por onde passam grandes blocos tradicionais. A Pampulha também pega fogo em torno do Mineirão e no bairro São José. Confira no site oficial a programação de todos os blocos de BH.

Confira um guia de Belo Horizonte e casas para alugar pelo Airbnb nos arredores de beagá.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade