Continua após publicidade

O que fazer em Itu em um bate e volta de São Paulo

O rico casario colonial do centro, os parques e fazendas na área rural, e os gigantismos da "Cidade dos Exageros"

Por Caroline Dalla Vecchia
Atualizado em 31 jul 2023, 15h00 - Publicado em 4 abr 2023, 11h28

Graças ao enorme orelhão da Praça Padre Miguel, aos gigantismos da Praça dos Exageros e aos souvenires de tamanho desproporcional, Itu ainda preserva a fama de “Cidade dos Exageros” – apelido que ganhou nos anos 1960 por causa do personagem Simplício, do humorista ituano Francisco Flaviano de Almeida. Mas a cidade a pouco mais de 1h30 de São Paulo também tem importância histórica, identificável no belo conjunto arquitetônico do centro. Na área rural, parques, fazendas e roteiros de trem entretêm os turistas nos finais de semana. A seguir, veja opções de passeios de um dia em Itu:

1. Centro Histórico

No centro da cidade, o casario histórico e a grande quantidade de igrejas remontam ao fim do período colonial, quando Itu era uma das vilas mais ricas de São Paulo. Ali é preferível passear a pé, pois as ruelas mantém o tamanho original de quando havia apenas cavalos e carroças e podem ficar abarrotadas mesmo com o menor volume de carros (principalmente durante a semana).

Um bom começo é a Igreja do Patrocínio, de 1820, na Praça Regente Feijó. O templo guarda o túmulo de madre Maria Theodora Voiron, uma missionária e educadora em processo de beatificação. Seguindo em direção ao centro, é só entrar à direita na Travessa do Carmo e seguir em direção à Praça da Independência para encontrar a barroca Igreja de Nossa Senhora do Carmo, de 1791. O teto e paredes foram pintados a óleo, técnica rara no período colonial, pelo padre Jesuíno de Monte Carmelo.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Valbert Oliveira (@fotografias_da_historia)

Da Praça da Independência, basta caminhar pela Rua Barão do Itaim para chegar no Museu Republicano. O casarão onde está o museu sediou em 18 de abril de 1873 a Convenção de Itu, movimento criador do partido republicano paulista que impulsionou a Proclamação da República, em 1889. No andar superior, uma escrivaninha usada pelo ex-presidente Prudente de Moraes e um piano inglês do século 19 estão entre as raridades. O museu fechou para reformas e prevenção contra incêndios no final de 2020 e reabriu em maio de 2023.

Continua após a publicidade

Alguns passos adiante, a Praça Padre Miguel é a casa do Semáforo Gigante e do Orelhão de Itu, duas instalações que contribuíram para a fama de “Cidade dos Exageros”. Apesar de ser mais novo que as construções no entorno, como a Igreja Matriz Nossa Senhora da Candelária, de 1780, o enorme telefone público certamente já é considerado uma atração histórica pelos visitantes mais novos. Ao redor da praça, lojinhas vendem souvenires de tamanho exagerado e a Lanchonetinha vende coxinhas, lanches, pastéis e pedaços de pizza gigantes.

O Museu da Energia é a última parada no centro, localizado no quarteirão após a praça, na Rua Paula Souza. O sobrado de 1847 abriga o acervo sobre a eletricidade, com candelabros, lustres, vitrolas e rádios ilustrando a história da energia no país. Maquetes de casas equipadas nos padrões dos anos 10, 30 e 50 exibem aparelhos e automóveis da primeira metade do século 20.

A imagem mostra uma praça com um telefone público gigante e um coreto branco
O caricato orelhão de Itu leva muitos turistas à Praça da Matriz (Webysther Nunes/Wikimedia Commons)

2. Bar do Alemão

Rua Paula Souza, 575 – Centro

Bar do Alemão é, sem dúvidas, o restaurante mais tradicional de Itu. Fundado em 1902 pela família de imigrantes alemães Steiner, o lugar era originalmente uma padaria onde, depois do expediente, os donos recebiam seus amigos para beber cerveja e comer um bife a cavalo com molho de tomate e cebola. O prato acabou caindo no gosto dos amigos e um restaurante foi agregado aos negócios. Nas primeiras décadas do século 20, o Bar do Alemão foi o primeiro e único estabelecimento do interior de São Paulo a vender chope, o que fidelizou a clientela. Hoje, o que mais atrai as pessoas para o local é o filé à parmegiana (adicionado ao cardápio em 1960) servido numa porção tamanho família, que serve entre quatro e cinco pessoas. O prato acompanha arroz branco a batata frita deve ser pedida à parte.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por RE/MAX Elite Group (@remaxelitegroupitu)

Continua após a publicidade

3. Praça dos Exageros

Rua José Maria dos Passos, 200 – Vila Padre Bento

Para retratar a fama da cidade, a recém revitalizada Praça dos Exageros é um parque com objetos e animais em tamanho gigante. A atração é voltada para as crianças, que podem brincar entre enormes peças de xadrez, joaninhas e formigas à la Querida, Encolhi as Crianças, além de lápis e ferramentas dispostas como escorregadores e outros brinquedos. No meio de tudo isso, estão também dois bonecos do personagem de Francisco Flaviano de Almeida, o humorista responsável pelo apelido de “Cidade dos Exageros”.

A foto mostra uma escultura gigante de um homem vestindo uma camisseta vermelha e preta do time ituano
Na Praça dos Exageros, o personagem Simplício é um gigante entre as demais atrações de tamanho desproporcional (Turismo Itu/Divulgação)

4. Parque do Varvito

Rua Parque do Varvito, 400 – Parque Nossa Senhora Candelária

O Parque Geológico do Varvito foi inaugurado em 1995, numa área que antes pertencia a uma pedreira. Ali está em exposição a Pedra do Varvito, nome utilizado por geólogos para denominar uma rocha sedimentar única, formada pela sucessão de camadas que marcam os anos. A rocha de Itu é importante em temos geológicos, pois faz parte do conjunto de evidências de uma extensa idade glacial, ocorrida há 280 milhões de anos, quando o gelo cobriu a região sudeste da América do Sul. Por motivos de segurança, o parque não abre em dias de chuva.

Continua após a publicidade
A imagem mostra um caminho rodeado de natureza e com uma pedra em camadas, ou com riscos
A pedra do Varvito possui camadas que comprovam a era glacial na América (Turismo Itu/Divulgação)

5. Parque Maeda

Rodovia Deputado Archimedes Lammoglia (acesso pelo km 18)

O Parque Maeda já foi somente um pesqueiro. Nos últimos anos, porém, a boa estrutura para pesca (com aluguel de equipamentos) tem sido apenas uma das atrações do complexo, que tem atrativos como piscinas com toboágua, passeio a cavalo, de trenzinho e teleférico.

Dentro do parque, também é possível fazer passeios por estufas de morango, um pomar de jabuticabeiras, centenas de pés de lichia, um jardim japonês, rodas d’água e um passeio em plataformas suspensas por três árvores centenárias. Esses passeios devem ser agendados com antecedência pelo telefone (11) 2118-6200. O complexo ainda tem pousada e restaurante.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Parque Maeda (@parquemaeda)

6. Fazenda do Chocolate

Diariamente, das 8h45 às 17h30

Continua após a publicidade

Na Fazenda do Chocolate, famílias caminham entre pés de cacau, mata nativa, lagoas, playground e os cercados de animais da fazenda, como galinhas, pavões, bodes e as queridas lhamas. Na lojinha, vende-se licores, café e chocolate produzidos na fazenda. Alguns passeios a mais podem ser feitos aos finais de semana, como a visita ao orquidário, a viagem de trenzinho até um mirante, a compra de artesanato indígena numa mini aldeia e o almoço no restaurante caipira.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Fazenda do Chocolate (@fazendadochocolate)

7. Trem Republicano

Inaugurado em dezembro de 2020, depois de quinze anos de obras, o Trem Republicano é operado pela Serra Verde Express, a mesma empresa responsável pela famosa rota ferroviária que liga Curitiba e Morretes, no Paraná. O passeio é feito em homenagem à Convenção de Itu que aconteceu na cidade em 1873, um dia depois da inauguração da Estrada de Ferro Ituana. A viagem, que tem duração de 40 minutos e percorre um trecho de pouco mais de sete quilômetros, mistura paisagens rurais e urbanas entre Itu e Salto.

Os valores variam de acordo com o vagão e são cobrados por trecho. As passagens estão à venda no site da Serra Verde Express. No site, também são ofertados passeios que incluem, além da viagem de trem, paradas para tours históricos, parques e refeições. Saiba mais sobre os vagões e o passeio aqui. Depois, veja o que fazer em Salto durante a parada.

Continua após a publicidade
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Trem Republicano (@tremrepublicano)

Passaporte Experimente Itu

O “passaporte” é um livreto com cinco pontos turísticos da cidade: a Praça Padre Miguel (Matriz), a Praça dos Exageros, o Mercado Municipal, o Parque Geológico do Varvito e o Trem Republicano. Em cada um desses pontos o visitante pode retirar o Passaporte e receber um carimbo de comprovação de visitação ao local.

 

Leia tudo sobre São Paulo

Busque hospedagem em Itu pelo Booking

Busque hospedagem em Itu pelo Airbnb

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade