Atibaia: Pedra Grande, morangos, museus, resorts e mais

A cerca de uma hora de São Paulo, a cidade reserva atrações para aventureiros, casais em busca de sossego e famílias com crianças

Por Beatriz Neves Atualizado em 9 jun 2022, 14h58 - Publicado em 6 jun 2022, 14h36

Atibaia é um paraíso quase possível na terra”, foi o que disse o poeta Amadeu Amaral sobre a cidade distante cerca de 60 km da capital paulista. A definição, embora pareça exagerada, pode ser explicada pela paisagem montanhosa – coroada pela principal atração do local, a Pedra Grande – e pelo clima, que em 2009 foi considerado pela Unesco o segundo melhor do mundo (só perdeu para Davos, na Suíça). Aliás, são justamente as condições climáticas da cidade, que permanecem em torno dos 19°C durante o ano todo, que favorecem a colheita de outra estrela do município: o morango, que até ganhou uma festa só para ele. Fato é que Atibaia se tornou uma das queridinhas da Serra do Itapetininga, seja pelo apelo às atividades radicais, seja pelo cheiro de cidade interiorana que ainda circula por lá, com direito a ruralidades e tradições.

O QUE FAZER EM ATIBAIA

As trilhas e os voos de asa-delta, paraglider e parapente fazem com que Atibaia seja o reduto perfeito para uma galera mais radical. No entanto, há muitos passeios tranquilos para se fazer na cidade, inclusive com idosos e crianças. A começar por um programa bem caipira que é um dos favoritos de quem visita o município, a Fazenda Paraíso. Envolta pela mata nativa, a propriedade de 1860 preserva uma construção original feita de taipa, um terreiro de café e um alambique, onde é possível conhecer todas as etapas da produção da cachaça e fazer uma degustação no final. Entre a criançada, fazem sucesso o parquinho e os passeios de pedalinho, caiaque e cavalo, além das aparições de esquilos, patos, coelhos, macacos e tucanos. A fazenda serve um café da manhã e um almoço rural de primeira, mas é preciso reservar com antecedência (mais informações aqui).

Fazenda Paraíso
Na Fazenda Paraíso, os visitantes almoçam com a vista do lago e da mata nativa. Secretaria de Turismo de Atibaia/Divulgação

Outro programa para fazer sem pressa é uma caminhada pelo Lago do Major, espaço rodeado pela natureza e cheio de animais – a garça marca presença diariamente, mas, se você tiver sorte, também pode dar de cara com esquilos ou tucanos passeando por ali. Se for sábado, não deixe de conferir a feirinha permanente, que acontece ali das 11h às 19h.

Lago do Major 1
O Lago do Major convida para um passeio tranquilo em meio à natureza. Secretaria de Turismo Atibaia/Divulgação

Do Lago do Major é um pulo até o teleférico, que faz um trajeto bem sossegado e bonito até a parte alta do centro da cidade. O passeio dura de 15 a 20 minutos e alcança uma altura de 15 metros. O horário de funcionamento do teleférico é de quarta a sexta-feira, das 12h às 18h, e aos sábados e domingos, das 10h às 18h. Os ingressos custam R$ 30 (ida e volta) e R$ 15 (só ida). Crianças de até sete anos não pagam.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Teleferico De Atibaia (@teleferico_atibaia)

Para conhecer mais sobre a história de Atibaia, o Museu Municipal João Batista Conti reúne peças e documentos do Brasil Colonial, Império e República, assim como mobiliários, fotografias, moedas, peças do folclore a artigos de arte sacra. Ele fica no centro da cidade, em um prédio de 1836 tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) que funcionou como Casa de Câmera e Cadeia até 1953. Os moradores mais antigos da Atibaia afirmam que a construção é assombrada e que basta prestar atenção para ouvir o lamúrio dos fantasmas dos encarcerados. A entrada é gratuita e o museu abre de terça-feira a domingo, das 11h30 às 17h30. 

O Museu João Batista Conti é um dos patrimônios de Atibaia.
O Museu João Batista Conti é um dos patrimônios de Atibaia. Secretaria de Turismo de Atibaia/Divulgação

Um pouco à frente, na Praça Claudino Alves, está a Paróquia São João Batista, a igreja matriz de Atibaia. Erguido em 1665, o edifício abriga ícones espanhóis, uma aquisição dos padres agostinianos de Castela já no século 20. A principal praça da cidade é também seu maior ponto de encontro: é lá que as pessoas se reúnem para bater papo e aproveitar o fim de tarde.

A Paróquia de São João Batista é o marco zero da cidade.
A Paróquia de São João Batista é o marco zero da cidade. Secretaria de Turismo de Atibaia/Divulgação

Outra construção que chama atenção é o Casarão Júlia Ferraz , um sobrado imponente de 1776. Após um período de reformas, o casarão será reaberto ao público como espaço cultural em agosto de 2022.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Casarão Julia Ferraz (@casaraojuliaferraz)

Do outro lado da praça, o Centro Cultural André Carneiro recebeu esse nome em homenagem ao artista que nasceu em Atibaia em 1922. O local, aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e sábados e domingos, das 11h às 17h30, tem entrada gratuita e abriga exposições de arte temporárias.

Centro Cultural André Carneiro
Centro Cultural André Carneiro tem exposições de arte gratuitas e temporárias. Mike Peel/Wikimedia Commons

Não deixe a praça sem experimentar o sorvete do Ao Valentim, com produção artesanal desde 1935. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Sorveteria Ao Valentim (@aovalentim)

Continua após a publicidade

A próxima parada é o Parque Edmundo Zanoni, que pode ser acessado facilmente a partir do centro. A área de 40 mil metros quadrados conta com pedalinho, playground e mais uma poção de patos que circulam livremente. Lá dentro está o Museu de História Natural, que possui um acervo com 4 mil peças de animais empalhados, além de fósseis, rochas e peças de tradição indígena. O parque e o museu têm entrada gratuita e a visitação pode ser feita diariamente das 9h às 17h45. Todos os anos, durante o mês de setembro, o parque também é palco da famosa Festa das Flores e do Morango de Atibaia.

Parque Edmundo Zanoni
É no Parque Edmundo Zanoni que acontece a Festa das Flores e Morangos de Atibaia. Mike Peel/Wikimedia Commons

Mais afastado das demais atrações, o Santuário de Schoenstatt é uma das sedes do Movimento Apostólico Alemão de Schoenstatt e recebe milhares de peregrinos todos os anos. O santuário está aberto para visitação das 10h às 17h. A Santa Missa é diária, sempre às 15h.

VISITA À PEDRA GRANDE

Pedra Grande 2
Não é preciso ser nenhum atleta para subir a Pedra Grande. Secretaria de Turismo de Atibaia/Divulgação

Formação rochosa de 200 mil m², a Pedra Grande se ergue majestosamente a 1 450 metros de altura e, nos dias de céu aberto, descortina vistas para as cidades vizinhas de Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Jundiaí, Nazaré Paulista e São José dos Campos. Há quem se contente em fazer um piquenique lá em cima, mas existe também a possibilidade de se aventurar em voos de asa-delta, paraglider e parapente. Para isso, entre em contato com a Academia de Vôo Livre de Atibaia.

A Pedra Grande pode ser facilmente acessada de carro ou moto: basta seguir pelas rodovias Fernão Dias (BR-381) e Dom Pedro I (SP-065) e entrar no km 65, onde tem início uma estrada de terra de 10 km de extensão até o topo. Apesar de muitos visitantes fazerem o percurso com veículo próprio sem grandes dificuldades, vale alertar que essa segunda etapa do trajeto dura em torno de 1h30 e a estrada não é das melhores: há vários buracos e subidas acentuadas. Quem se sentir inseguro pode contratar um passeio feito em veículos 4×4 por agências como Atibaia 4×4 e a Atibaia Turismo.

Existe ainda a possibilidade de encarar uma das três trilhas que levam ao cartão-postal da cidade: Minha Deusa (2,4km), Mangueira (2,6 km) e Monges (3 km). As três tem como ponto de partida o Condomínio Arco-Íris – basta informar na portaria que está indo à Pedra Grande e os funcionários indicarão o caminho. Mesmo a trilha mais curta exige certo condicionamento físico devido às subidas íngremes. Além disso, os caminhos não são sinalizados. Por isso, é prudente fazer a trilha com o acompanhamento de um guia, que pode ser contratado em agências como a Atibaia Turismo.

FLORES E MORANGOS

Fazenda de morangos 1
Atibaia é a maior produtora de morangos do estado de São Paulo. Secretaria de Turismo de Atibaia/Divulgação

Maior produtora de morango do estado de São Paulo, Atibaia é uma das cidades que integram o Circuito das Frutas. São aproximadamente 150 produtores espalhados pelo município e mais de 3 milhões de pés da fruta. Para não sair da cidade sem a sua caixinha em mãos, vale dar uma passada no Mercado Municipal e comprá-la por um preço bem camarada. Agora, se o visitante busca por experiência mais imersiva na terra do morango, saiba que o Orquidário Takebayashi permite colher as próprias frutas e flores. As visitas acontecem de terça-feira a domingo, das 9h às 17h, e devem ser agendadas previamente. Se o objetivo for comprar apenas flores, a melhor opção é a Feira Permanente de Flores e Plantas de Atibaia, que acontece aos sábados, das 8h às 14h, na Praça Santa Helena. O Sítio Kadan (11 97261-4902) também vende flores e abre de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados, das 8h às 12h.

ONDE COMER EM ATIBAIA

O Grecco Cozinha Rústica é um restaurante italiano especializado em massas frescas acompanhadas de frutos do mar. O Tango Grill prepara pratos tradicionais de Buenos Aires, como carnes, empanadas e sobremesas com doce de leite. A comida japonesa fica a cargo do Restaurante Sanko Grande Hotel, que tem vista para a Pedra Grande. Já as sobremesas ficam por conta da Padaria Lège e do Café Dalí, com bolos, tortas e doces artesanais.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Grecco Cozinha Rústica (@greccocozinharustica)

ONDE SE HOSPEDAR EM ATIBAIA

Atibaia tem boas alternativas para quem não quer se deslocar da região central, como o Vila Verde Hotel Atibaia, o Faro Hotel o Grande Hotel e o Itapetinga Hotel. O Recanto da Paz Hotel Fazenda é mais afastado, mas ideal para quem deseja mais tranquilidade em meio à natureza. Quem está viajando com crianças pode optar pelos resorts com excelente infraestrutura como o Tauá Hotel & Convention Atibaia e o Bourbon Atibaia Resort, ambos com várias atividades para os pequenos. Pousadas charmosas e com um ótimo custo-benefício são a Pousada Paiol, Pousada Realeza e a Pousada das Estrelas. E se preferir alugar uma chácara em Atibaia, veja aqui as opções.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Bourbon Atibaia Resort (@bourbonatibaia)

Busque outras opções de hospedagem em Atibaia

Leia tudo sobre São Paulo

Continua após a publicidade

Publicidade