Fotógrafo Martin Parr retrata a face patética do turista

O fotógrafo Martin Parr é um expoente da fotografia de viagem. Mas no lugar de cenas idílicas, a paisagem que ele retrata é a humana – demasiado humana

Um grupo de japoneses se imortaliza em frente ao Partenon. Uma mulher na Piazza San Marco dispara sua câmera digital alheia aos pombos pousados sobre ela. Uma turma tenta “endireitar” a torre de Piza. Um mar de celulares registra o sorriso mais enigmático da história da arte exposto no Louvre. Uma senhorinha em trajes pink e de costas para uma pirâmide maia no México fotografa alguma coisa que não sabemos o que é.

Todos nós, em alguma medida, já vivemos ou presenciamos algumas das cenas descritas acima, mas nas imagens de Martin Parr, um dos grandes nomes da fotografia do cotidiano, é como se uma lente de aumento pairasse sobre nossas fotos de viagem e dissessem: como somos patéticos! A exposição Parrtificial, que ficou em cartaz no MIS em São Paulo em 2016, foi inesquecível!

+ Os dias com entrada grátis em 30 museus pelo mundo

PERU. Machu Picchu. An Inca site situated 2,400 meters (7,875 ft) above sea level. Often referred to as "The Lost City of the Incas", Machu Picchu probably is the most familiar symbol of the Inca Empire. It is also one of the New Seven Wonders of the World. 2008.Machu Picchu, por Martin Parr

Não se trata de torcer o nariz para as atitudes mundanas que envolvem o turismo ou assumir aquela altivez blasé de quem não se considera um turista. Longe disso. O que Martin Parr faz é uma refinada crítica social através de suas lentes e de seu afiado humor britânico. Olhamos aquelas imagens, nos identificamos, rimos. Dos outros e da gente mesmo. As fotos transmitem uma certa artificialidade, um tanto de absurdo, mas que são o mais puro registro fotográfico do “instante decisivo”.

+ National Gallery, British Museum e outras atrações grátis em Londres

MEXICO. Chichen Itza. 2002.MEXICO. Chichen Itza. 2002.

Três das coleções eram especialmente interessantes para o mundo das viagens. A primeira delas é o Labirinto de Parr, com cenas do cotidiano em pontos turísticos consagrados como Machu Picchu, Veneza e o Grand Canyon. Diz o curador: “o turismo é praticado como um ato compulsivo, desprovido de qualquer envolvimento entre nativo e estrangeiro, a não ser pelo ato de fazer compras, filas e fotos”. Veja algumas das imagens:

SWITZERLAND. Kleine Scheidegg. From 'Small World'. 1994.SWITZERLAND. Kleine Scheidegg. From ‘Small World’. 1994.

TURKEY. Kalkan. From 'Small World'. 1994.TURKEY. Kalkan. From ‘Small World’. 1994.

USA. Arizona. The Grand Canyon. 1994.USA. Arizona. The Grand Canyon. 1994.

ITALY. Rome. 2005.ITALY. Rome. 2005.

A coleção intitulada Bored Couples (Casais Entediados) é auto-explicativa. Quem nunca olhou para a mesa ao lado e pensou: será que estão entediados ou será que a intimidade é tanta que nem precisam mais conversar? Em uma balsa que faz a travessia entre Helsinque e Estocolmo, Martin Parr registrou casais com aquele olhar vazio ou dançando numa espécie de embate. Impossível saber se eles estão entediados ou não, mas é justamente a ambiguidade que faz a graça das imagens.

+ Galeria: os melhores museus de arte da Europa

+ 10 museus imperdíveis na Holanda

FINLAND. Bored Couple. 1991FINLAND. Bored Couple. 1991

FINLAND. On board a ferry from Helsinki to Stockholm. From 'Bored Couples'. 1991.FINLAND. On board a ferry from Helsinki to Stockholm. From ‘Bored Couples’. 1991.

Finland. Ferry between Helsinki and Stokholm. Bored Couples. 1991.Finland. Ferry between Helsinki and Stokholm. Bored Couples. 1991.

Na sala Life’s a Beach, com chão coberto de areia, o fotógrafo fez um inventário da maneira como ingleses, mexicanos, espanhóis, indianos, japoneses e, claro, brasileiros, vivem seu ócio muito particular.

Spain. Majorca. Magaluf. 2003.Spain. Majorca. Magaluf. 2003.

Japan. Miyazaki. The Artificial beach inside the Ocean Dome. From 'Small World'. 1996.Japan. Miyazaki. The Artificial beach inside the Ocean Dome. From ‘Small World’. 1996.

SPAIN. Majorca. St Avarel. 2003.SPAIN. Majorca. St Avarel. 2003.

GB. England. New Brighton. From 'The Last Resort'. 1983-85.GB. England. New Brighton. From ‘The Last Resort’. 1983-85.

GB. England. New Brighton. From 'The Last Resort'. 1983-85.GB. England. New Brighton. From ‘The Last Resort’. 1983-85.

GB. England. Eastbourne. From 'Think of England.' 1995-1999.GB. England. Eastbourne. From ‘Think of England.’ 1995-1999.

Argentina. Mar del Plata. 2007.Argentina. Mar del Plata. 2007.

BELGIUM. Knokke. 2001.BELGIUM. Knokke. 2001.

Veja também o site do artista.

Comentários
Deixe uma resposta para Adriano DominguesCancelar resposta

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Adriano Domingues

    Deixa o mundo ser feliz…O melhor de cada viagem é isso.Se todos fossem se policiar, fazer tudo bunitinho…as viagens seria uma porcaria.Deixa os turistas serem eles mesmos. Ver tudo como patético seria muito chato. Patético mesmo é esse fotografo.

    Curtir