La Boulangerie, em Lisboa, tem um brunch com gostinho de França

Croissant, pain au chocolat, geleias, queijos... A padaria francesa tem um mundo de delícias pro dia nascer feliz numa das zonas mais simpáticas de Lisboa

Conheci La Boulangerie no dia em que me despedia de Lisboa em meados de setembro de 2016. Tinha a companhia de duas amigas queridas e o coração partido de deixar uma paixão arrebatadora em solos lusitanos e voltar pra casa em São Paulo sem saber o que seria de mim.

O toldo na fachada: toque francês O toldo na fachada: toque francês

O toldo na fachada: toque francês (Bruno Barata/Reprodução)

Talvez tenha sido isso (a necessidade de um confortinho), talvez tenha sido mérito das camadas crocantes e amanteigadas dos croissants que se desfaziam ao simples toque. O fato foi que voltei, casei e nunca mais deixei de amar começar os dias por aqui. 

O balcão, sempre recheado de delícias quentinhas O balcão, sempre recheado de delícias quentinhas

O balcão, sempre recheado de delícias quentinhas (Bruno Barata/Reprodução)

Nunca mudo o meu pedido – afinal, ser sagitariana é ser supersticiosa.  Mentira, sou é gulosa mesmo. E aproveito sempre para ir quando acordo tarde, cheia de fome.

A opção mais completa, chamada Brunch!!! (assim mesmo, com três pontos de exclamação) vem com pães rústicos, croissant, pan au chocolat, Nutella, compotas, geleias, ovos, tábua de queijos, salmão defumado, uma bebida quente e, ufa, suco natural (o de laranja com framboesa é sensacional).

Amigos reunidos em um domingo de muitas calorias Amigos reunidos em um domingo de muitas calorias

Amigos reunidos em um domingo de muitas calorias (Bruno Barata/Reprodução)

Há também combos mais comedidos, outros mais light e opções a la carte avulsas que incluem pães sem glúten e leite de soja. Mas atenção: é o sotaque francês o grande trunfo do lugar.

A esplanada vista de cima, a partir da entrada da pâtisserie A esplanada vista de cima, a partir da entrada da pâtisserie

A esplanada vista de cima, a partir da entrada da pâtisserie (Bruno Barata/Reprodução)

O bom humor também. Naquele dia de setembro me apaixonei pelo clima dali ao ler uma plaquinha escrita em um quadro negro ao lado da playlist ao alcance dos clientes: “É evidentemente proibido por: Justin Bieber, Grupo Revelação, Il Divo, Anastacia, Rihanna, Metallica. Thanks!” Ao que a atendente, rindo, acrescentou: “obviamente a lista é muito maior.” 

As mesinhas ao ar livre, debruçadas sobre uma praça fofa As mesinhas ao ar livre, debruçadas sobre uma praça fofa

As mesinhas ao ar livre, debruçadas sobre uma praça fofa (Bruno Barata/Reprodução)

Pertinho do Museu Nacional de Arte Antiga, na região das Janelas Verdes, a pâtisserie tem gostosas mesinhas ao ar livre debruçadas sobre uma praça com fonte. Passar as manhãs ali é sinônimo de esquecer do relógio – e acumular as mais saborosas calorias possivelmente disponíveis ao começo do dia em Lisboa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s