Além-mar Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

Escapadas de Lisboa rumo à Toscana: 5 day trips a partir de Florença

A capital toscana é a base perfeita para viagens de bate-e-volta

Por Rachel Verano Atualizado em 14 nov 2018, 18h26 - Publicado em 14 nov 2018, 15h00
Depois da tempestade, a bonança: arco-íris no fim de tarde em Siena
Depois da tempestade, a bonança: arco-íris no fim de tarde em Siena Bruno Barata/Reprodução

Além de capital e porta de entrada oficial da Toscana, Florença tem uma localização perfeita para explorar o melhor da região em viagens de bate-e-volta. Em um raio de menos de 100 quilômetros da cidade estão pelo menos cinco atrações peso-pesado da região:

A Piazza dei Miracoli, em Pisa: a torre pendente é apenas uma das atrações do complexo
A Piazza dei Miracoli, em Pisa: a torre pendente é apenas uma das atrações do complexo Bruno Barata/Reprodução

Pisa

Distante 85 quilômetros (cerca de 1h15) pela estrada SGC Firenze-Pisa-Livorno, a cidade é grandinha para os padrões locais e não tããão charmosa. Mas a sua principal atração justifica toda e qualquer visita. Cercada de muralhas, a monumental Piazza dei Miracoli abriga todo o conjunto da igreja erguido no século 11 – inclusive a famosa Torre de Pisa, projetada para ser a torre do sino, hoje inclinada exatos 3,9 graus.

Futebol na Piazza Anfiteatro, em Lucca
Futebol na Piazza Anfiteatro, em Lucca Bruno Barata/Reprodução

Lucca

Ruelas estreitas, casario de pedra, torres que descortinam vistas impressionantes dos arredores e uma praça de formato nada convencional – a Piazza Anfiteatro, completamente oval, onde simpáticos restaurantes espalham mesinhas ao ar livre lado a lado. Lucca é um charme dentro dos limites da sua imponente muralha, que pode ser inteiramente percorrida (inclusive de bicicleta!). Fica a 75 quilômetros de Florença (1h de viagem) pela A-11 (pedágios a € 3,60 por trecho).

Continua após a publicidade

A linda Piazza del Campo, em Siena
A linda Piazza del Campo, em Siena Bruno Barata/Reprodução

Siena

Separada de Florença pelos cênicos vinhedos da região de Chianti, Siena fica a pouco mais de 70 quilômetros de Florença – pela Autostradale 3, o acesso mais rápido, a viagem demora pouco mais de 1h. Seu emaranhado de ruelas desemboca em uma das mais lindas praças da Europa: a inclinada Piazza del Campo, do século 12, onde todos os anos acontece o Palio, uma incrível corrida de cavalos realizada da mesma maneira desde a Idade Média. O Duomo da cidade, de fachada de mármore em preto e branco, é considerado uma das catedrais mais imponentes do país.

A silhueta das torres de San Gimignano: cidade-cenário
A silhueta das torres de San Gimignano: cidade-cenário Bruno Barata/Reprodução

San Gimignano

Se a Toscana fosse a Disneyworld, provavelmente San Gimignano seria o Castelo da Cinderela. Impecável, pequenina, recheada de lojinhas gourmet… A sua fama se deve a uma curiosa competição comum na Idade Média: as famílias mais ricas disputavam o poder através da construção de torres – quanto mais alta, mais poderosa. Hoje restam 14 delas de pé.

Os afrescos de Piero della Francesca em Arezzo: grande atração local
Os afrescos de Piero della Francesca em Arezzo: grande atração local Bruno Barata/Reprodução

Arezzo

Cenário do filme A Vida é Bela, de Roberto Benigni, o coração da cidade bate mais forte na Piazza Grande, cercada de arcos imponentes que abrigam gostosos cafés. É lá que acontece, uma vez por mês (sempre no primeiro domingo) uma das mais espetaculares feiras de antiguidade da Itália. Vale ainda a pena visitar pelo menos duas igrejas: o Duomo e a Basilica di San Francesco, que guarda uma joia rara – o ciclo de afrescos da Lenda da Verdadeira Cruz, de Piero della Francesca.

Atenção! A circulação de carros é bastante restrita no centro histórico de Florença. Só é permitida a moradores com autorização específica. Há câmeras espalhadas por toda a ZTL, como é chamada a Zona de Tráfego Limitado, e o controle é rigoroso. Não tente estacionar nas ruas e, assim que entrar na cidade, vá direto a um estacionamento – eles comunicam a placa do carro à polícia evitando, assim, as multas. As diárias custam a partir de € 25.

Reserve a sua hospedagem em Florença

Continua após a publicidade

Publicidade