Arredores de Lisboa: um sábado perfeito em Colares

Praias, mirantes, feirinha de antiguidades e belos restaurantes. Quer melhor maneira de começar o fim de semana?

A praia de Azenhas do Mar vista de cima: um dos belos segredos de Colares

A praia de Azenhas do Mar vista de cima: um dos belos segredos de Colares (Arquivo Pessoal/Arquivo pessoal)

Sintra e Cascais costumam ser os passeios mais concorridos nos arredores de Lisboa – não sem razão. Mas a Serra de Sintra esconde belos segredos que merecem ser explorados com vagar em um dia muito especial. Anote este nome: Colares. Boa parte dos melhores programas da região está concentrada nos arredores desta cidadezinha encantadora a apenas 8 quilômetros de distância de Sintra, recheada de vinhedos e dona de lindas vistas do mar, que ora se escancara, ora se revela numa nesga. Chegar e circular por lá não é tão fácil; não há trem a partir de Lisboa e as distâncias são grandes. O melhor é ir de carro. A seguir, um roteiro de um sábado perfeito por esta “freguesia”:

A feirinha de antiguidades no centro de Colares: sempre aos sábados

A feirinha de antiguidades no centro de Colares: sempre aos sábados (Arquivo Pessoal/Arquivo pessoal)

10h
O largo que dá as boas-vindas à cidade, à beira-rio, recebe uma simpática feirinha de antiguidades. Vinis e livros dividem espaço com quinquilharias e objetos que, com olhar clínico, podem ser bem interessantes: rádios antigos ainda em funcionamento, louças, taças de cristal…

A linda Praia Grande: ao pé de imponentes falésias

A linda Praia Grande: ao pé de imponentes falésias (Arquivo Pessoal/Arquivo pessoal)

Surf na Praia das Maçãs: água gelada e belo visual

Surf na Praia das Maçãs: água gelada e belo visual (Arquivo Pessoal/Arquivo pessoal)

11h
Hora de ir à praia! Ainda que esteja frio ou nublado, aqui estão alguns dos mais lindos trechos do litoral da Serra de Sintra, caso da Praia da Ursa, da Adraga e da Praia das Maçãs, onde costumam haver ondas para a prática de surf. Leve um bom livro que o passeio vai valer a pena!

Azenhas do Mar: a Grécia é aqui!

Azenhas do Mar: a Grécia é aqui! (Bruno Barata/Reprodução)

13h
Quando bater a fome, dois destinos são concorrentes pesados: Azenhas do Mar e seu excelente restaurante Piscinas, debruçado sobre as águas, onde são famosas as cataplanas de peixes e mariscos (a de polvo é a minha preferida!); e a Praia Grande, onde fica o ótimo Bar do Fundo, na areia, aos pés das falésias. Ali, prove a sangria e os pratos tipicamente portugueses, caso do polvo à lagareiro. Em ambos a vista é espetacular. Independentemente da escolha, deixe o dia passar sem pressa…

O Bar do Fundo, na Praia Grande: belo visual

O Bar do Fundo, na Praia Grande: belo visual (Arquivo Pessoal/Arquivo pessoal)

16h
Que tal visitar uma linda vinícola, com direito a degustações? A Casal de Sta Maria está instalada em uma bela quinta e tem programas de enoturismo, mas é preciso fazer reserva com antecedência. Outra opção imperdível no fim de tarde é passear pelo Cabo da Roca, o ponto mais ocidental de Portugal Continental, que descortina lindas vistas do Atlântico.

Souldough Pizza: forno a lenha, massa crocante e recheios deliciosos

Souldough Pizza: forno a lenha, massa crocante e recheios deliciosos (Arquivo Pessoal/Arquivo pessoal)

19h
Encerre o dia na incrível Aldeia da Praia, um complexo de ares hipsters que reúne restaurantes, glamping, sorveteria artesanal, food trucks… A pedida é se abancar numa das mesas comunitária da Souldough Pizza e se preparar para provar uma das melhores redondas de Portugal, feitas no forno à lenha à moda napolitana, com a massa fininha no centro e bordas altas e crocantes. É preciso fazer o pedido e buscá-lo no balcão. Entre os sabores, cogumelos com mozarela defumada; pesto com tomatinhos; rúcula, berinjela, manjericão e lascas de queijo Grana Padano. À mesa, fatia-se curiosamente com uma tesoura. Busque o vinho na garrafeira logo em frente, a Invino, que tem rótulos portugueses a ótimos preços (caso do Lacrau, um tinto do Douro, desde € 12).

Prefere se hospedar na região? Reserve a sua hospedagem na Serra de Sintra aqui.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s