Stopover em Dubai e Abu Dhabi: 10 programas para incluir na agenda

Mesmo quem tiver apenas algumas horas nas duas cidades, o impacto e o deslumbramento estão garantidos

Passeio de camelo: você não precisa pagar esse mico para aproveitar o deserto (mas se essa for a ideia, corra pro abraço) Passeio de camelo: você não precisa pagar esse mico para aproveitar o deserto (mas se essa for a ideia, corra pro abraço)

1. Conhecer a espetacular mesquita Sheikh Zayed bin Sultan Al Nahyan, em Abu Dhabi (leia o post anterior e, sobretudo, veja as fotos).

2. Conhecer o estapafúrdio hotel Burj Al Arab (o “sete estrelas” em formato de vela que é um dos símbolos da cidade) por dentro, de preferencia tomando um drinque no bar da cobertura, o Sky View.

3. Circular, almoçar ou tomar um brunch em Dubai Marina, o bairro mais badalado da cidade, que concentra grande parte da comunidade de expatriados que moram em Dubai.

4. Subir no edifício mais alto do mundo, o Burj Khalifa, ou pelo menos vê-lo de perto, a partir do lago artificial onde, às 18h, acontece um impressionante show de fontes dançantes e luzes.

Mercado do ouro no centro antigo de DubaiMercado do ouro no centro antigo de Dubai

Especiarias no souk do centro antigo de DubaiEspeciarias no souk do centro antigo de Dubai

Skyline da cidade vista do arco que cerca a ilha em forma de palmeiraSkyline da cidade visto do arco que cerca a ilha em forma de palmeira

Só carro econômico no Viceroy, o hotel da Fórmula 1 em Abu DhabiSó carro econômico na frente do Viceroy, o hotel da Fórmula 1 em Abu Dhabi

Caixa eletrônico que solta barras de ouro (!!!) no saguão do Emirates Palace, em Abu DhabiCaixa eletrônico que solta barras de ouro (!!!) no saguão do Emirates Palace, em Abu Dhabi

A cúpula suntuossa do Emirates PalaceA cúpula suntuossa do Emirates Palace

Emirates Palace por dentro, em Abu DhabiEmirates Palace por dentro, em Abu Dhabi

5. Livre de taxas, a cidade é um paraíso das compras. Portanto, faz todo sentido circular pelo maior shopping do mundo, o Dubai Mall, aos pés do Burj Khalifa, que reúne as grandes grifes, além de muitas lojas mais acessíveis. Uma ala inteira é dedicada aos sapatos! Se a ideia não for sucumbir às compras, vale a pena mesmo assim, nem que seja para lamber vitrines, xeretar a discreta paquera dos mocinhos e mocinhas árabes no Armani Café e conhecer o magnífico aquário.

6. Passear por Dubai “antigo” (entre aspas porque nada é muito antigo num país que acaba de completar 43 anos, afinal de contas), à beira do porto de Dubai Creek, onde barcos de madeira descarregam mercadoria à moda antiga  — ou seja, no braço dos estivadores. O bairro é uma pequena vitrine da vida real no país, com seu souk (quase) tipicamente árabe, lojinhas de bugigangas (como narguilés, luminárias, almofadas, tapetes), restaurantes baratos e um mercado só de joias e ouro.

As mil e uma compras no Dubai Mall, o maior shopping do mundoAs mil e uma compras no Dubai Mall, o maior shopping do mundo

Dubai Creek, na parte quase antiga da cidadeDubai Creek, na parte quase antiga da cidade

7. Cair na balada da “Las Vegas das Arábias”. Um dos lugares mais legais é o bar e discoteca 360o no Jumeirah Beach Hotel. Clique aqui para ler o post sobre uma noite perfeita.

8. Conhecer por dentro o segundo hotel mais absurdo de Dubai, o Atlantis, que fica na ilha artificial de Palm Jumeirah, em forma de palmeira. Da avenida que forma um arco ao redor da palmeira se tem uma das melhores vistas para o skyline de Dubai.

9. Fazer um passeio pelo deserto. A alternativa mais clássica é embarcar num 4X4 com direito a “acampamento” e uma voltinha de camelo. Mas você também pode passar um dia em algum hotel no deserto nos arredores de Abu Dhabi ou Dubai (fui ao Bab Al Shams, perto de Dubai, para curtir o pôr do sol e achei es-pe-ta-cu-lar).

10. Conhecer por dentro o hotel mais suntuoso de Abu Dhabi, o Emirates Palace — repare no caixa eletrônico que libera barras de ouro. Os fãs da Fórmula 1 e dos restaurantes moderninhos também vão amar o hotel Viceroy, espetacularmente desenhado sobre o circuito de Abu Dhabi, que recebe vários eventos relacionados ao mundo do motor (além do Grande Prêmio, é claro).

Siga @drisetti no Twitter e no Instagram

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s