Achados Adriana Setti escolheu uma ilha no Mediterrâneo como porto seguro, simplificou sua vida para ficar mais “portátil” e está sempre pronta para passar vários meses viajando. Aqui, ela relata suas descobertas e roubadas

Duas rotas de bike ao redor de Berna, na Suíça

Roteiros fáceis e bem sinalizados pelos bosques verdíssimos, passando por campos de girassóis e fazendinhas ao redor da capital suíça

Por Adriana Setti Atualizado em 20 set 2021, 18h28 - Publicado em 20 set 2021, 15h42
Um cenário de Mágico de Oz, só que à moda suíça
Um cenário de Mágico de Oz, só que à moda suíça. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal
O rio Aare, com sua cor surreal, fazendo as vezes de espelho.
O rio Aare, com sua cor surreal, fazendo as vezes de espelho. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal
Pela estrada afora, eu vou bem sozinha...
Pela estrada afora, eu vou bem sozinha… Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal

Bastam cinco minutos de pedaladas, partindo da estação de trem de Berna, pra que a paisagem se transforme em algo parecido com uma versão suíça do cenário de Mágico de Oz. A estradinha atravessa bosques verdíssimos, campos de girassóis e jardins floridos. Em alguns momentos, ela ainda passa rente ao rio Aare, que reflete suas pontes como um grande espelho. Entre uma coisa e outra, surgem fazendinhas com construções típicas de madeira, onde vaquinhas pastam placidamente, de sininho no pescoço e tudo. Me belisca?

Esse cenário de embalagem de chocolate do Free Shop é parte da rota 888, um itinerário perfeito para bikes elétricas (ou pra quem está com o fôlego em dia), que sobe e desce por colinas suaves ao longo do Grünes Band, o cinturão verde que abraça a capital da Suíça. São 59 km que conectam cidadezinhas minúsculas, com pouquíssimos trechos em que é preciso dividir a pista com carros.

Desfile de típicas casas de campo e fazendinhas ao longo da rota 888
Desfile de casas de campo e fazendinhas típicas ao longo da rota 888. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal
Mais uma fazendinha, pronta pra virar embalagem de chocolate de Free Shop.
Mais uma fazendinha, pronta pra virar embalagem de chocolate de Free Shop. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal
O
O “trânsito” na rota 888. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal

Como tudo na Suíça, o rolê é organizado. O trajeto é bem sinalizado, há estações para recarregar as bikes ao longo do caminho e o transporte público, caso você se canse, está preparado para receber as magrelas. A ideia é fazer tudo com calma, com pausas para um piquenique ou um café. Também vale programar intervalos para degustar queijos e outras delícias locais, nas lojinhas que vendem os produtos das fazendas e cooperativas dos arredores.

Clique aqui para ver o mapa do roteiro.

Eu, toda feliz com minha e-bike.
Eu, toda feliz, com minha e-bike. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal
Café gostoso à beira do rio para um pit stop
Café gostoso à beira do rio para um pit stop. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal
Degustação de queijos na loja de uma cooperativa local, porque afinal de contas estamos na Suíça.
Degustação de queijos e frios na loja de uma cooperativa local, porque afinal de contas estamos na Suíça. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal
Tudo bem sinalizado e organizado, à moda suíça.
Tudo bem sinalizado e organizado, à moda suíça. Crédito: Adriana Setti/Arquivo pessoal

Outra boa pedida é encarar a rota 890, mais montanhosa, ao redor do monte Frienisberg, com vistas panorâmicas de Berna e dos Alpes – nos dias mais claros, dá até pra ver o Mont Blanc! O percurso tem 43km e toca a rota 888 em dois pontos, fazendo com que seja possível combinar os dois itinerários, ou parte deles.

Clique aqui para ver o mapa do roteiro.

Vaquinhas pastando placidamente pelo caminho.
Vaquinhas pastando placidamente pelo caminho. Crédito: Turismo de Barna/Divulgação

A Rent a Bike tem uma unidade na estação de trem. Um dia inteiro com uma e-bike custa a partir de 58 CHF (€ 53).

Busque hospedagem em Berna

Leia tudo sobre Suíça

  • Continua após a publicidade
    Publicidade