Brasileiros vacinados podem entrar na Suíça sem quarentena

Devido à presença das variantes do coronavírus no Brasil, aqueles que ainda não foram imunizados continuam sendo barrados pelo país europeu

Por Bárbara Ligero Atualizado em 29 jun 2021, 11h00 - Publicado em 23 jun 2021, 17h06

O órgão de turismo da Suíça anunciou que a entrada de brasileiros será liberada a partir deste sábado, 26. Poderão ingressar no país europeu, sem realizar testes RT-PCR ou cumprir quarentena, todos os passageiros que já foram vacinados contra a Covid-19 nos últimos 12 meses. Para isso, basta apresentar, juntamente com o passaporte, o comprovante de vacinação do SUS com o nome do passageiro, a data de nascimento, o nome da vacina, a data da vacina e o endereço do local em que ela foi aplicada. As vacinas aceitas atualmente são aquelas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS): Pfizer-BioNTech, Oxford/AstraZeneca, Janssen (Johnson & Johnson), Moderna, Sinopharm, Serum Institute of India e SinoVac.

Inicialmente, foi questionado se os brasileiros que receberam a CoronaVac (desenvolvida pela SinoVac em parceria com o Butantan) terão o acesso liberado, já que no documento consta que a produtora do imunizante é o Butantan, e não a SinoVac. A mesma dúvida surgiu entre os que receberam uma dose da AstraZeneca, fabricada pela Fiocruz. No entanto, o escritório de turismo da Suíça no Brasil garantiu que a questão foi tratada com as autoridades da fronteira e que os passageiros não terão problemas com os certificados onde somente são mencionadas as nomenclaturas brasileiras das vacinas AstraZeneca e SinoVac.

Na quinta-feira, 24, a Suíça disse que reabriria também para os brasileiros que já tiveram Covid-19 ou que apresentassem um RT-PCR negativo e cumprissem quarentena. Logo no dia seguinte, no entanto, o país voltou atrás devido à presença das variantes do coronavírus no Brasil. Ou seja: aqueles que ainda não foram vacinados contra a Covid-19 continuam impedidos de entrar na Suíça. As exceções são os passageiros de até 16 anos que estejam viajando acompanhado de um adulto responsável vacinado e os que têm entre 16 e 18 mediante apresentação de RT-PCR negativo. Vale destacar ainda que, caso o viajante tenha a intenção de seguir a partir da Suíça para outros países, serão válidas as regras da nação de destino. Para retornar ao Brasil, é necessário sempre apresentar o teste RT-PCR negativo.

Atualmente, a Swiss Airlines opera seis voos semanais de São Paulo a Zurique, sendo que em agosto a frequência passará a ser diária. Em 31 de maio, a Suíça permitiu a reabertura de bares e restaurantes sem limite de ocupação e retirou a obrigatoriedade do uso de máscara.

  • Leia tudo sobre a Suíça

    Busque hospedagem na Suíça

    Continua após a publicidade
    Publicidade