10 clássicos do verão na Espanha

Topless, café com gelo, paella com pé na areia, greves, vinho com coca-cola e outras dores e delícias da estação mais caliente do ano

Ah, el veranito español! De Sabrina Sato a Gabriela Pugliesi, passando por Anitta e Luana Piovani (upa!), foram várias as celebridades que saracotearam por aqui neste verão – principalmente em Ibiza e Barcelona. E se, assim como elas, você também pretende passar os meses mais calientes do ano na Espanha, prepare-se para topar com essas 10 entidades inabaláveis:

 1. Chiringuito

Minha palavra favorita do dicionário espanhol não tem tradução exata no português. Pode ser uma barraquinha de praia, um quiosque ou qualquer estabelecimento que seja relax demais para ser um bar ou um restaurante. Na prática, um lugar onde você pode comer descalço e – quase sempre – sem camisa. É onde você gostaria de estar agora, traçando uma paella de frente para o Mediterrâneo.

2. Cerveza, beer

Seja nos becos do Bairro Gótico de Barcelona ou nas quebradas de Malasaña, em Madri, sempre aparecerá aquele vendedor clandestino para oferecer uma “cerveza, beer!” no fim (ou no meio) da sua noitada. Ela estará quente e dentro de uma lata encardida que já passou pelos piores buracos (alguém disse lata do lixo ou bueiro?) da cidade ao ser muquiada da polícia – que também pode multar você por beber na rua. Mas, zepois de uma zerta hora, guem ze importa com isso?

 3. Greve

Tão espanhol quanto o flamenco e a paella é o hábito de fazer greve no auge do verão, exercitando o legítimo direito numa época estratégica para potencializar qualquer reivindicação às custas do perrengue alheio. Só nas próximas semanas estão previstas huelgas (aprenda a palavra) de: staff da Ibéria nos aeroportos de Madri e Barcelona, pilotos da Ryanair, sistema nacional de trens e controladores de segurança em vários aeroportos. Vai uma calimocho aí?

 4. Calimocho e outros demônios

E se você não sabe o que é um calimocho, toma: vinho tinto com coca-cola. A insistência do espanhol em tomar vino tinto no calor também pode materializar-se na forma de um tinto de verano, mistura da ilustre bebida com gaseosa, espécie de água com gás com um pouco de sabor. Melhor ainda se for a versão industrializada da marca Don Simón! Os demônios etílicos espanhóis também incluem a sangria, que você pensa que é vinho com frutinha só que não: também leva gim da pior estirpe, licor de laranja (cointreau), refrigerante de limão e colheradas voluptuosas de açúcar. Para garantir a enxaqueca, prove em versão industrializada, à venda no supermercado mais próximo.

 5. Topless

Que coisa boa é poder optar por ir livre, leve e solta para a praia. Tabu inexplicável no Brasil, o topless vai da avó à neta na Espanha onde, segundo uma pesquisa recente do IFOP (instituto europeu especializado em sondagens e pesquisas de mercado), 49% das mulheres nem sabem o que é uma parte de cima de biquíni e muitas outras a dispensam eventualmente.

Sangria, vinho com frutinha só que não

Sangria, vinho com frutinha só que não (Pixabay/Reprodução)

 6. Tupperware on the beach

Outro tabuzinho brasileiro solenemente ignorado por aqui. Todo espanhol que se preze leva o seu “táper” para a praia, seja com paella, macarrão, frango assado ou almôndegas. Há quem leve mesas montáveis, cadeiras, pratos e isopores de dimensões monumentais. Faruefa profissionalíssima!

  7. Cerrado para vacaciones

Não é lenda urbana. Em pleno 2019, muitos comerciantes mandam uma banana para milhares de turistas e fecham para as férias. Entre eles muitos restaurantes (principalmente os estrelados) e bares. Se você alugar um apê em um bairro mais afastado do centro, corre o risco de ver bolas de feno rolando por ruas desertas onde todo dia é domingo. A cena é obviamente menos desoladora no centro das cidades e nas áreas mais turísticas.

 8. Leque

Ai, o abanico. Outra adorável palavra veraniega do dicionário. E outro clichê espanhol que, de fato, faz parte da vida das pessoas. Bateu um calor na praia, no show, no elevador, na sala de espera do médico, no boteco? Zaz! Abre o leque e faz ventinho!

9. Café con hielo

Você descobre que está aclimatado quando começa a gostar de café frio. Um expresso virado num copo com duas pedras de gelo. Blasfêmia para puristas. Sabedoria para quem vive acima dos 32 graus.

Menorquinas, disputando o reinado do verão espanhol com as Havaianas

Menorquinas, disputando o reinado do verão espanhol com as Havaianas (Ria Menorca/Divulgação)

 10. Menorquinas

Essas sandalinhas eram as rainhas absolutas do verão até uma espécie invasora – as Havaianas – tomar conta das praias espanholas. Mas a resistência é forte e há quem não há troque as menorquinas, ou avarcas, por nada.  

PS: Leitores, depois de um longo e tenebroso inverno sem postagens por problemas de saúde (já resolvidos – uhu!), voltei!

Leia tudo sobre Barcelona

Procure acomodação na Espanha

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s