Oro

O lugar:

O salão tem paredes de tijolinho à vista, iluminação indireta e folhagens na decoração. Uma película rosa-choque reveste o vidro que separa o ambiente da cozinha – semelhante a um laboratório, com apetrechos como texturizadores e termocirculadores.

A proposta:

Tirar o paladar do cliente da zona de conforto com um menu-degustação que mistura sabores, texturas e temperaturas. Entre pratos e belisquetes, as receitas podem surgir como esferas, espumas ou congeladas com nitrogênio.

As receitas:

Sorbet de ostra com casquinha de alga e formiga saúva (entrada); e açaí salgado com tapioca, banana confit e pó de foie gras nitrocongelado (prato), itens que podem fazer parte da degustação.

O chef:

Formado pelo The Culinary Institute of America, Felipe Bronze despontou no começo dos anos 2000 em empreitadas de vida curta, como Z Contemporâneo e Mix by Bronze. De 2006 a 2010, foi chef-executivo do Grupo Hotéis Marina. Hoje, ele é dono também do bar Pipo.

Saiba mais:

Felipe se tornou celebridade nacional a partir de 2012, ao personificar O Mago da Cozinha, quadro gastronômico estrelado por ele no programa Fantástico, da Rede Globo. Além de patrão, ele é marido da sommelière do restaurante, a argentina Cecilia Aldaz.

O restaurante Oro está na lista dos 50 melhores restaurantes do Brasil em 2015, elaborada pelo GUIA QUATRO RODAS; veja os outros

Especial 50 anos do GUIA QUATRO RODAS

Publicidade