Embaixada dos EUA promete mais vagas para tirar o visto em 2021

Recomendação é acessar regularmente o sistema de agendamento; veja também as regras para entrada a partir de novembro

Por Bárbara Ligero Atualizado em 26 out 2021, 16h59 - Publicado em 26 out 2021, 16h57

Os Estados Unidos retomaram as atividades da sua embaixada em Brasília e dos seus consulados em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Recife nesta terça-feira (26) prometendo abrir novas vagas para emissão e renovação do visto ainda em 2021. As primeiras entrevistas serão realizadas a partir de 8 de novembro, data da reabertura das fronteiras norte-americanas, e a expectativa é que as possibilidades de agendamento aumentem à medida que os trabalhos forem sendo retomados.

Durante uma entrevista coletiva realizada em Brasília, a Embaixada dos Estados Unidos garantiu que já tinham sido liberadas mais vagas para análise dos pedidos em todas as unidades. No entanto, muitas pessoas relataram que os novos horários se esgotaram rapidamente e que o portal chegou a ficar fora do ar. “Temos disponibilidade inclusive ainda para este ano, mas recomendamos que as pessoas que não encontrarem vagas acessem regularmente o sistema de agendamento, pois, dependendo das condições locais, abriremos mais vagas assim que possível”, explicou o chefe da seção consular Antonio Agnone. É possível acompanhar o tempo de espera aqui.

Não foram informadas quantas entrevistas a mais a embaixada e os consulados pretendem fazer este ano ou qual a estimativa de tempo para que os pedidos sejam respondidos. “Estamos fazendo todo o possível para aumentar a quantidade de pessoas atendidas diariamente, mas temos que pensar na saúde das nossas equipes e do público, atendendo de uma forma que respeite as normas sanitárias”, justificou Agone.

O serviço de emissão e renovação do visto estava interrompido por causa da pandemia desde maio de 2020. Por enquanto, estão sendo priorizadas as solicitações de visto de estudante ou de pessoas que se enquadrem como National Interest Exception (NIE), ou seja, que precisam viajar para os Estados Unidos por motivos humanitários, de saúde pública ou de segurança nacional.

Regras para entrada nos Estados Unidos

A partir de 8 de novembro, os brasileiros podem entrar nos Estados Unidos a turismo mediante visto e o cumprimento das seguintes regras:

1-) Apresentar de comprovante de vacinação completa há pelo menos 14 dias com qualquer uma das vacinas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). São elas: Pfizer, AstraZeneca, Janssen, Moderna, Sinovac/Coronavac e Sinopharm. Também serão aceitos os certificados de pessoas que tomaram imunizantes de fabricantes diferentes na primeira e na segunda dose.

2-) Apresentar de resultado negativo para um teste de Covid-19 feito no máximo três dias antes do embarque para os Estados Unidos. Serão aceitos igualmente os exames de RT-PCR e de antígeno.

Continua após a publicidade

3-) Fornecer à companhia aérea dados de contato, incluindo telefone e e-mail, para possível rastreamento no caso de contaminação pelo coronavírus ou contato com pessoas infectadas.

EXCEÇÕES – Estão dispensados de apresentar o comprovante de vacinação os menores de 18 anos e as pessoas com enfermidades que as impedem de receber a vacina contra a Covid-19. No entanto, esses indivíduos deverão apresentar alternativamente um teste de Covid-19 feito no máximo um dia antes do embarque para os Estados Unidos. Estão dispensadas de apresentar o teste apenas as crianças menores de 2 anos.

As informações atualizadas já estão disponíveis no site da Casa Branca e no site do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Leia tudo sobre Estados Unidos

Busque hospedagem nos Estados Unidos

Continua após a publicidade

Publicidade