Conecte SUS libera certificados com doses de vacinas diferentes

Até então, o aplicativo não gerava o comprovante de pessoas que receberam mix das vacinas da AstraZeneca e Pfizer

Por Bárbara Ligero Atualizado em 25 out 2021, 18h07 - Publicado em 25 out 2021, 17h56

O Ministério da Saúde afirmou que, desde sexta-feira (22), as pessoas que tomaram doses de laboratórios diferentes podem emitir o certificado digital de vacinação contra a Covid-19 por meio do Conecte SUS. Até então, o aplicativo não gerava o comprovante em casos como este, o que estava impedindo brasileiros de atestarem seu estado de imunização para entrar em certos estabelecimentos ou países.

O mix de vacinas foi autorizado nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo devido à falta da AstraZeneca, que passou a ser substituída pela Pfizer na aplicação da segunda dose. Além disso, em todo o país já estão sendo administradas doses de reforço em idosos e profissionais da saúde. A medida é segura e eficaz na prevenção da doença.

O Ministério da Saúde afirma que o comprovante da vacinação contra a Covid-19 deve estar disponível no aplicativo em até 10 dias após a data da aplicação. Caso isso não aconteça, a orientação é procurar o local de vacinação ou a Secretaria Municipal de Saúde para solicitar o envio das informações para a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS).

Também é importante destacar que alguns usuários detectaram problemas nas informações que constam no certificado, como erro nas datas de aplicação das doses ou na tradução para outros idiomas. Por isso, é importante conferir as informações e, caso encontrar alguma divergência, contatar o suporte clicando em “Fale com o Conecte SUS”.

Veja o passo a passo para obter o seu certificado digital de vacinação contra Covid-19 em português, inglês ou espanhol.

Continua após a publicidade

Publicidade