17 atrações curiosíssimas na República Tcheca

Orelhas humanas esculpidas em rochas, a rua onde só passa uma pessoa por vez, um bar temático de pandas e outras loucurinhas do país de Kafka

Por Da Redação Atualizado em 2 jul 2021, 17h45 - Publicado em 1 jul 2021, 15h59

Para muitos turistas, brasileiros ou não, a República Tcheca é um destino que começa e termina nos limites de Praga, sua belíssima capital. Eles talvez não saibam que jogar todas as suas fichas na cidade é um desperdício, já que o país é um dos mais interessantes e acessíveis da Europa. Há muito a ser desvendado em seu território, que ainda conta com a vantagem de poder ser facilmente atravessado de carro. Veja, a seguir, uma seleção de 17 lugares no mínimo curiosos dentro e fora da capital que você pode nunca ter ouvido falar:

1. Torre de Ještěd, Liberec

O barato é tentar identificar onde começa a antena e onde termina a montanha
Czechtourism/Divulgação

A torre de 94 metros de altura nada mais é do que um transmissor de televisão que foi instalado em julho de 1973 no topo da montanha de Ještěd. Porém, o seu formato inusitado, que parece quase uma continuação natural da silhueta da colina, rendeu ao arquiteto Karel Hubáček o prêmio Parret da União Internacional de Arquitetura. A construção fica na cidade de Liberec e também abriga um hotel e mirante.

2. Reservatório de Dlouhé Stráne, Dlouhé Stráně

Reservatório de Dlouhé Stráně
Czechtourism/Divulgação

Diferente de outras usinas hidrelétricas, Dlouhé Stráně mantém oculto o maquinário responsável pela geração de energia. Por esse motivo, ela aparenta ser um lago plácido no alto da montanha. O visual inusitado atrai os curiosos para uma das partes mais altas da serra de Jeseníky.

3. Memorial Nacional das Escutas, Havlíčkův Brod

Memorial Nacional das Escutas
Czechtourism/Divulgação

O memorial em Havlíčkův Brod é um conjunto de três esculturas entalhadas nas faces de uma antiga pedreira, hoje tomada pela natureza. Elas foram nomeadas pelo seu autor, Radomir Dvorak, como “Orelha de Bretschnider”, “Boca da Verdade” e “Olhos Dourados” e são uma metáfora sobre a possibilidade de obter informações privadas dos outros. A reflexão remete ao contexto da Guerra Fria, mas continua válida nos dias de hoje.

4. Cidade de Pedra, Adršpach 

Cidade de Pedra
Czechtourism/Divulgação

Perto da fronteira com a Polônia, Adršpach-Teplice reúne grandes torres de pedra arenítica. Quase todas possuem um nome próprio, como “Os amantes” e “Johan Wolfgang”. Há quem aprecie a paisagem inusitada dos mirantes, enquanto outros preferem escalar as formações rochosas.

5. Castelo e Eremitério de Sloup, Sloup

Castelo e eremitério de Sloup
Czechtourism/Divulgação

O Castelo de Sloup, que remonta à Idade Média, tem a maior parte de sua estrutura escavada na rocha, o que o transformou em uma fortaleza quase intransponível pelos inimigos. Apesar disso, o lugar acabou sendo abandonado e permaneceu vazio por anos até se transformar no lar de eremitas no século 18. Atualmente, é uma opção de passeio romântico a uma hora de carro de Praga.

6. Estábulos de Kladruby, Kladruby nad Labem

Carruagem é puxada por cavalos do tipo
National Stud Kladruby/Divulgação

Os Estábulos de Kladruby são um dos haras mais antigos do mundo. Ali são criados há centenas de anos os cavalos de puro sangue conhecidos como “Old Kladruby”, que no século 19 eram os queridinhos da corte austríaca. O local foi uma das últimas atrações da República Tcheca a entrarem para a lista de Patrimônios da Humanidade da Unesco.

7. Relógio Astronômico Comunista, Olomuc

Turistas observam o funcionamento do Relógio Astronômico Comunista em Olomuc, na República Tcheca
Michal Manas/Wikimedia Commons

O Relógio Astronômico de Olomouc foi construído no século 15, mas acabou sendo destruído no final da Segunda Guerra Mundial. Por esse motivo, o que vemos atualmente na fachada da prefeitura da cidade é uma reconstrução de 1955, que seguiu em partes a estética socialista da época. Os seus vários ponteiros indicam não só os minutos, horas, dias, meses, anos e fases da luas como também representam o mapa estelar atual, com representações dos doze signos do zodíaco. Todos os dias, ao meio dia, o relógio toca por cinco minutos.

8. Igreja de São João Nepomuceno, Žďár nad Sázavou

Igreja de São João Nepomuceno

O arquiteto Jan Santini Aichel incorporou o número cinco em vários elementos da igreja: são cinco altares, cinco portas, cinco capelas… O número remete à São João Nepomuceno, que foi educado na cidade antes de torturado e morto em 1393. Reza a lenda que, quando o seu corpo foi atirado no rio Moldava, surgiu ali um círculo com cinco estrelas, imagem que se tornou símbolo do santo. A construção da igreja em sua homenagem começou em 1719, mas só foi concluída em 1727. Em 1994, ela foi declarada Patrimônio Mundial da Unesco. 

9. Ossuário de Sedlec, Kutná Hora

Ossos pendurados no teto decoram o interior da capela católica de Sedlec, na República Tcheca
Michal Kaminek/Wikimedia Commons

O Ossuário de Sedlec é uma pequena capela católica que foi decorada por um frade com os restos mortais de pelo menos 40 mil pessoas, cujos ossos formam lustres, brasões e pirâmides de ossos. O local está entre as atrações turísticas mais populares da República Tcheca, atraindo em torno de 200 mil visitantes por ano.

10. Igreja de São Jorge, Luková

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Nico Lahr🧙🏻‍♂️👻 (@nico_lahr)

A Igreja de São Jorge, no pequeno povoado de Luková, é decorada com fantasmas do artista plástico Jakub Haldrava. Cada uma das 32 esculturas ocas, feitas apenas com tecidos e gesso, foram feitas em poses diferentes e estão posicionadas como se fossem pessoas assistindo a uma missa. O realismo das obras, em conjunto com o ambiente da igreja, tornam o lugar ao mesmo tempo assustador e fascinante.

11. Salão dos Vinhos Tchecos, Valtice

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por my.little.snippets (@my.little.snippets)

Continua após a publicidade

O Salão dos Vinhos Tchecos é uma exposição permanente instalada nos porões do bonito Palácio de Valtice. Todos os anos, os cem melhores rótulos do país são disponibilizados ali para degustação. Tintos, brancos, rosés e espumantes são categorizados e comercializados no local.

12. Super Panda Circus, Brno

Pinturas e luzes neon decoram o bar do Super Panda Circus, em Brno, República Tcheca
SuperPandaCircus/Divulgação

Para conhecer o Super Panda Circus, talvez seja necessário falar com algum morador de Brno. Sem placa que a sinalize, a porta fechada que dá acesso a um dos bares mais descolados do país é praticamente invisível na rua. No interior, por outro lado, a decoração excêntrica não passa despercebida. A equipe do Super Panda Circus afirma não ter um menu, mas sim uma seleção de histórias que se manifestam na forma de coquetéis, que podem levar absinto tcheco e são servidos em uma seleção excêntrica de copos.

13. Fotoatelier Seidl, Cesky Krumlov

Interior do ateliê de fotos de Seidel
Museum Fotoateliér Seidel/Divulgação

Em um passado distante, sem smartphones com câmeras de 20 megapixels, quem queria registrar um momento tinha que buscar um fotógrafo. Na cidade de Cesky Krumlov, essa pessoa era Joseph Seidl, que deixou um amplo acervo de fotografias que contam a história do início do século 20. Elas estão expostas no Fotoatelier Seidl, antiga residência de Joseph que foi transformado em um museu e preserva equipamentos originais, como os cenários em preto e branco e as câmeras fotográficas.

14. Portmoneum, Litomysl

Portmoneum, Litomysl

Considerado um monumento cultural, o Portmoneum era a casa do colecionador de arte Josef Portman, que foi decorada pelo artista plástico Josef Vachál em 1920. As paredes dos cômodos foram preenchidas com pinturas quase psicodélicas que representam danças de diabos, figuras místicas e santos.

15. Rua mais estreita de Praga

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ╰☆☆ ᴏᴋᴜʀʏᴀᴢᴀʀɢᴇᴢᴇʀ ☆☆╮ (@_okuryazargezer_)

A rua mais estreita de Praga fica no bairro de Malá Strana, a uma curta caminhada da Ponte Carlos, e comporta uma única pessoa por vez. A rua nem deveria ter tanto movimento, já que leva para um largo sem saída, mas o fluxo de turistas curiosos levou à instalação de uma espécie de “semáforo de pedestres”, que garante que nenhum transeunte fique preso ali.

16. Igreja de Nossa Senhora de Týn, Praga

Igreja ‘sem porta” de Nossa Senhora de Týn
Czechtourism/Divulgação

A chamada “igreja sem porta” é uma silhueta dominante na Praça da Cidade Velha, em Praga. Muita gente roda em volta dela, procurando como entrar, porque a sua porta está oculta pelos edifícios na frente. Ou seja, é necessário atravessar as arcadas para conhecer o interior de pedra em estilo gótico, que recebe uma iluminação reduzida e soturna. 

17. Mundo Medusa, Praga 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Valentýna Kocůrková (@valentynakocurkova)

O Mundo Medusa é um curioso aquário dedicado exclusivamente às medusas. São mais de dez mil espécies do animal, de diferentes formas, cores e tamanhos, distribuídas em 38 tanques. A atração de aproximadamente 700 metros quadrados fica no último andar de um shopping center em Praga.

  • Leia tudo sobre Republica Tcheca 

    Busque hospedagem em Praga

    Continua após a publicidade
    Publicidade