Recortar, colar, desenhar

Scrapbooks de viagem: solução para a papelada que a leitora trazia das viagens

Anna Martinelli

Profissão Designer gráfica

De onde é Curitiba, PR

Passaporte 12 países

A coleção

Montei 20 desses caderninhos chamados scrapbooks. Durante as viagens que faço recolho tudo o que vejo pela frente: tíquete de avião, metrô e trem, papel de chocolate, folder, revista, mapa. Depois saio à cata de um caderno bonito e, quando chego em casa, faço a montagem.

Como se organiza um scrapbook?

O negócio é não perder tempo durante a viagem recortando e colando. Em casa, assim que chego, monto o caderno de forma cronológica. As coisas que eu colo acabam contando a história da viagem. Também descrevo casos como se fosse em um diário e faço desenhos.

Que tipo de desenhos?

Em Roma, por exemplo, fiquei impressionada com o mosaico em espiral que havia no chão da Basílica de Santa Maria Maggiore. Repeti o desenho no scrap. No México, fiz o mapa da rua principal de San Cristobal de las Casas, repleta de casinhas coloridas. Em Buenos Aires, desenhei um mapa com lojas e restaurantes bacanas de Palermo Soho – e colei embalagens dos vários alfajores que tracei.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s