Piemonte: conheça uma das mais refinadas gastronomias da Itália

A região que faz fronteira com a França produz algumas raridades, como as avelãs do tipo tonda e as trufas brancas, que só nascem por lá

Por Abril Branded Content Atualizado em 26 jan 2017, 16h24 - Publicado em 16 jan 2017, 17h56
Paisagens, vinhos e a boa mesa do Piemonte
Abril Branded Content

Piemonte é uma região a oeste de Milão, encravada entre os Alpes e o Mediterrâneo. O cenário é repleto de paisagens verdejantes, mas são as fileiras de parreiras que desenham linhas acompanhando o relevo das montanhas o que mais atrai os olhos. A fama da qualidade de seus vinhos Barolo e Barbaresco já correu o mundo.

Na Itália, um país que encara a comida como um bem cultural, é difícil afirmar qual lugar concentra as melhores especialidades. É fato, porém, que a região que tem Torino como capital está entre as primeiras. Foi lá que nasceu o movimento slow food, que prega a melhoria da qualidade da comida, valorizando o produto e a relação que ele tem com o meio ambiente e com quem o produz.

O Piemonte foi também a primeira região do país a proibir o plantio de transgênicos e onde nasceu a primeira cerveja artesanal do país. É só naquela terra que brotam as festejadas trufas brancas, assim como os pés de avelãs do tipo tonda gentile, que dão sabor à famosa Nutella. Aqui, selecionamos quatro delícias típicas que você não pode deixar de degustar numa visita a essa encantadora região.

Creme de avelã

Creme de avelã
O creme de avelã, famoso no mundo todo sob a marca Nutella, nasceu aqui

Se o Piemonte tivesse um sabor, com certeza seria o da gianduia, uma mistura feita de cacau e avelã. Ela foi criada em 1852, durante as Guerras Napoleônicas, quando o transporte de cacau ficou comprometido e o produto, escasso. A avelã era moída e, como tem muito óleo, usada para manter e armazenar os estoques de cacau na época.

Continua após a publicidade

Taglioni

Taglioni
Tagliolini: a massa preferida dos piemonteses

Tagliolini ou tajarin, em dialeto piemontês, é a massa que mais representa a região. Sua principal característica é a cor amarela, que indica a presença de muitos ovos em sua composição. A forma lembra o talharim, porém fininho. Há muitas maneiras de se preparar essa massa. Entre as mais populares estão com molho feito à base de fígado de galinha ou com carne de vitelo. A receita mais especial parece também a mais simples. É feita com manteiga e queijo grana padano, outra especialidade piemontesa imperdível. Por cima, algumas lascas da celebridade máxima da região, as trufas brancas.

Trufas Brancas

Trufas Brancas
Raras e caríssimas, as trufas brancas podem ser apreciadas entre setembro e janeiro

A trufa é um tipo de cogumelo que cresce entre as raízes de árvores como a nogueira e o carvalho. Existe a negra e a branca. Esta última é a mais venerada por chefs e apreciadores. É que ela é encontrada apenas no solo do Piemonte e, em menor quantidade, na região da Toscana e na Croácia. Não é de se espantar que o preço varie de 2000 a 5000 euros o quilo. A colheita é feita por um caçador de trufas – trifulau, em dialeto -, e seu cão farejador. A tradição manda que, no final do expediente, os trabalhadores se reúnam em torno de uma fogueira, na qual são fritos ovos que recebem, sobre eles, raspas da cobiçada iguaria.

Pastilhas Leone

Pastilhas Leone
As coloridas pastilhas Leone são sensação no país inteiro

As pequenas e coloridas balas, acondicionadas em caixinhas decoradas e à venda em todos os cafés italianos são um dos patrimônios do país. Fundada em 1857 na cidade de Alba, a fabricante mudou-se logo para a capital da região, Torino, para servir melhor seu cliente mais famoso e exigente: a família real Savoia, que mantinha residências na cidade. Além das dezenas de sabores, a principal marca da fábrica de balas é a oferta constante de novas embalagens. As latinhas são uma mania entre os italianos.

QUER PROVAR?

Algumas dessas delícias fazem parte do clube de assinaturas Clube Eataly. A cada mês, você recebe em casa produtos escolhidos pelos especialistas italianos da Eataly, a rede que também nasceu no Piemonte e conta, hoje, com 29 lojas ao redor do mundo, nas quais são vendidas as melhores iguarias italianas.

Continua após a publicidade

Publicidade