Lapônia ganha hotel de luxo com quartos flutuantes

Construído no meio de um rio que congela durante o inverno, o luxuoso Arctic Bath, na Suécia, cobra diárias que podem doer mais que temperaturas glaciais

O design escandinavo e a localização, no meio de um rio e logo abaixo do Círculo Polar Ártico, são certamente os grandes diferenciais do Arctic Bath, mais novo hotel de luxo da Suécia.

Inaugurada em janeiro de 2020, a propriedade fica na Lapônia, região que habita o imaginário de meio ocidente por ser a terra do Papai Noel. Além de ser um dos melhores lugares do mundo para observação da aurora boreal, ali também acontece o fenômeno do sol da meia noite.

O spa da propriedade, envolto por troncos de madeira, e alguns dos 12 quartos do hotel foram construídos sobre o rio Lule, que congela nos meses mais frios do ano. A ideia é que essa paisagem tão remota, onde não raro as temperaturas chegam a -15°C, proporcione tranquilidade e relaxamento aos hóspedes. 

O hotel investe alto em bem-estar e oferece sessões de yoga, meditação e uma série de atividades contemplativas. Há saídas para observar ursos, andar em trenós puxados por huskies, pescar no gelo e também passeios noturnos, em que o objetivo é flagrar o raro fenômeno da aurora boreal.

Arctic Bath, Lapônia, Suécia

 (Arctic Bath/Divulgação)

Arctic Bath, Lapônia, Suécia

 (Arctic Bath/Divulgação)

No centro do spa há um buraco no gelo onde os hóspedes podem entrar nas águas petrificantes – experiência tradicional na região que, combinada com sessões de sauna, supostamente ajuda a aliviar dores musculares. Se a ideia parecer descabida para quem habita o lado debaixo do Equador, há outras opções de tratamentos em salas fechadas (e quentinhas) que utilizam produtos naturais e orgânicos.

No quesito gastronomia, a proposta é servir refeições saudáveis a partir de ingredientes locais. Por isso, no restaurante é possível provar carnes de cordeiro ou de rena temperadas com ervas da Lapônia.

Os quartos flutuantes são os menores, com 24m² e capacidade para duas pessoas. Já os maiores, de 62m³, acomodam até cinco viajantes e possuem enormes paredes de vidro. O valor das diárias, no entanto, podem doer mais que temperaturas congelantes: começam em SEK$ 9600, o equivalente a cerca de R$4276, e incluem meia pensão. Já os passeios pelas redondezas não saem por menos de SEK$750 (R$334).

Arctic Bath, Lapônia, Suécia

 (Arctic Bath/Divulgação)

Arctic Bath, Lapônia, Suécia

 (Arctic Bath/Divulgação)

A única atividade menos salgada é um tour pela propriedade, a partir de SEK$ 175 (R$78) por pessoa. 

Para chegar lá, é preciso pegar um voo de Estocolmo para o Aeroporto de Lulela que, a pouco mais de 90 quilômetros de distância, é o mais próximo do Arctic Bath. De lá, o hotel oferece traslados de carro ou helicóptero (não incluídos na diária).

Reserve hospedagem no Arctic Bath

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.