Pergunte à Cris – VT 180

Lua-de-mel econômica, curso de gastronomia no exterior, hotéis em Nova Orleans e mais

Gastei os tubos com apartamento e festa de casamento. Para a lua de mel, em janeiro, quero praia e hotel econômico. Tem sugestões, Cris? – Eder Massanori, Guarulhos, SP

Vamos às opções, Eder. Na Bahia, um destino sossegado e lindo é a Ilha de Boipeba. Por R$ 640, o táxi-aéreo da Addey (71/3204-1393, www.addey.com.br), que parte de Salvador, deixa vocês lá. A pousada Vila Sereia (75/3653-6045, www.vilasereia.com.br; diárias desde R$ 250) tem chalés pé na areia. Se preferir um deslocamento mais simples, Arraial d’Ajuda está a uma travessia de balsa de Porto Seguro, e o vilarejo tem a ultrarromântica pousada Beijo do Vento (travessa da Estrada do Mucugê, 730, 73/3575-1349, www.beijodovento.com.br; diárias desde R$ 300). Reserve o apartamento com vista para o mar e hidro no deque. E que tal fazer uma lista de casamento diferente? Algumas operadoras têm a opção de vale-presente, como fazem as livrarias. A Flot (11/4504-4544, www.flot.com.br) é uma delas. E vocês podem até planejar uma viagem para um destino um pouco mais caro, como é o caso de Fernando de Noronha. Um pacote da Flot com aéreo e quatro noites na pousada domiciliar Estrela do Mar (81/3619-1984, www.pousadaestreladomarfn.com.br; diárias desde R$ 419) sai por R$ 6 324.

Tenho 37 anos, sou divorciada e queria aliar uma viagem ao exterior com algum curso. Pensei em gastronomia. Alguma ideia? – Lucia Parasmo, São Paulo, SP

Florença é o seu destino, Lucia. Na escola de gastronomia Good Tastes of Tuscany (www.tuscany-cooking-class.com), você pode fazer aulas ministradas em inglês que duram um dia ou uma semana. Sugiro apenas que você não fique enfurnada numa cozinha o tempo todo e aproveite a estada para explorar Florença e fazer passeios até Siena, Assis, Arezzo, Pisa e Lucca. Mas, se preferir uma experiência, digamos, mais profunda, você pode comprar um pacote que inclua aulas de italiano e de gastronomia, ministradas no idioma de Dante. A SIP Travel (11/3168-6658, www.siptravel.com.br) tem cursos com duração de duas semanas, sendo 15 horas de italiano e seis de culinária por semana, mais acomodação, por € 990 (sem aéreo).

Em nossa primeira viagem sem filhos, compramos um pacote fly & drive de sete noites em Gramado. Estamos achando que é muito tempo para ficar apenas em um lugar. Que roteiros bate e volta você nos sugere? – Marcelo Braga, Recife, PE

Tem programa à beça, Marcelo. A cidade de Canela, quase uma extensão de Gramado, tem atrações clássicas, como a Cascata do Caracol e o Parque da Ferradura. Nova Petrópolis, a 36 quilômetros, é ótima para se esbaldar no restaurante Colina Verde (BR-116, km 185,5, 54/3281-1388), estrelado pelo GUIA BRASIL 2011. Bento Gonçalves, a 118 quilômetros de Gramado, é uma esticada que vale para conhecer algumas das melhores vinícolas do Brasil. Na Casa Valduga (www.casavalduga.com.br), no Vale dos Vinhedos, todos os dias às 9h30 acontece um curso rápido de degustação de vinhos. Na sequência, sugiro um pulo na Miolo (www.miolo.com.br) e na Salton (www.salton.com.br), que são vinícolas grandes e com instalações modernas. Em frente à Miolo, vocês podem fazer uma massagem relaxante no Hotel & Spa do Vinho Caudalie (Rodovia RS-444, km 21, 54/2102-7200, www.spadovinho.com.br), onde funciona um spa que utiliza derivados de uva nos tratamentos. O nirvana desse roteiro completa-se com uma visita ao templo budista Chagdud Gonpa (www.chagdud.org), no município de Três Coroas, a 31 quilômetros de Gramado.

Meu namorado e eu viajaremos para New Orleans. Depois do furacão em 2005, não sabemos o que ainda vale a pena ver por lá. Gostaríamos de indicações de hospedagem e passeios. – Eunete Costamagna, São Bernardo do Campo, SP

Toda a parte turística já foi recuperada após a passagem do Katrina, Eunete. Sorte que o bairro histórico de French Quarter e sua rua principal, a Bourbon Street, foram pouco afetados. O hotel Holliday Inn Chateau Le Moyne (301 Dauphine Street, 1-800/747-3279, www.hiclneworleanshotelsite.com; diárias desde US$ 113) fica perto do burburinho e possibilita fazer tudo a pé, o que inclui perambular pela beira do Mississippi, ouvir jazz a cada esquina e comer um po-boy, o sanduíche local recheado de camarão crocante. É possível fazer um tour por regiões que foram arrasadas pelo Katrina com a agência Haunted History Tours (1-504/861-2727, www.hauntedhistorytours.com; desde US$ 20). Eu preferiria ficar pela Frenchman Street, que tem ótimos bares de jazz, como o Snug Harbor (no 626) e o Spotted Cat (no 623).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s