Pequeno manual de Orlando

As novas atrações, as melhores compras e algumas dicas mágicas para curtir os encantos da terra da fantasia

Por Fernando Souza (edição) Atualizado em 16 dez 2016, 00h35 - Publicado em 30 Maio 2012, 17h57

A cada ano, meio milhão de brasileiros desembarcam em Orlando. As meninas se transformam em princesas, os meninos em Peter Pan e todos se divertem a valer entre brinquedos que se renovam sempre. Para 2012, as novidades são as primeiras estreias da expansão do Magic Kingdom, a maior da história do reino maior da poderosa Disney; o simulador 3D do filme Meu Malvado Favorito, na Universal; e o Turtle Trek, que amplia os horizontes do SeaWorld para além da baleia Shamu. Orlando também tem compras irresistíveis, capazes de fazer você esquecer a vizinha Miami. Primeira vez na Disney? Ou já está careca de vestir as orelhas do Mickey? Seja qual for o seu perfil, há bons pacotes e dicas a seguir.

Admirável mundo novo

Real ou virtual, em 3D e até 360 graus, as últimas dos parques de Orlando e arredores

DISNEY WORLD

(Lake Buena Vista, disneyworld.disney.go.com/parks; US$ 90 e US$ 84, crianças de 3 a 9 anos; Cc: A, D, M, V)

No conjunto de quatro parques, quem dá o toque de fada é o Magic Kingdom, com seus castelos de princesas, suas paradas e seus espetáculos de fogos dedicados aos personagens mais amados pelas crianças. Dentro dele fica Fantasyland, uma área temática que promete dobrar de tamanho até 2014. A primeira estreia dessa expansão foi a inauguração de mais um carrossel Dumbo the Flying Elephant, em que os pimpolhos pilotam encantados as orelhas dos elefantes voadores. Em breve, a Fera, de A Bela e a Fera, ganhará um castelo cenográfico com o restaurante Be Our Guest, e a sereia Ariel terá uma casa no “fundo do mar”. O complexo reúne ainda o Animal Kingdom, habitat de dinossauros de brinquedo e bichos de verdade, o futurista Epcot Center e o Hollywood Studios, que agora tem brinquedos como o Toy Story Mania!, onde carrinhos “cospem” imagens em 3D. Na mesma área dos parques, o império de Mickey estende-se a 25 hotéis temáticos. Aberto em maio, o Art of Animation (diárias desde US$ 345) tem quartos inspirados no filme Procurando Nemo.

UNIVERSAL

(universalorlando.com; US$ 85 e US$ 79, crianças de 3 a 9 anos; Cc: A, D, M, V)

Primeiro parque temático da Universal, o Universal Studios surgiu em 1990 como uma extensão do mundo do cinema, explorando cenários e personagens de filmes como E.T. e Shrek. Dez anos depois, a empresa inaugurou o Islands of Adventure, hoje seu parque blockbuster: foi lá que, em 2010, o bruxinho Harry Potter ganhou área exclusiva com direito a Castelo Hogwarts, cerveja amanteigada e sapos de chocolate. Neste ano, o Islands deu um upgrade no Amazing Adventures of Spiderman, brinquedo que mescla filme 3D com efeitos especiais, e criou uma parade estrelada por Bob Esponja. Mas a atração mais esperada de 2012 é o ride 3D da animação Meu Malvado Favorito, previsto para julho.

Ilustração do manual de Orlando

Ilustração: Alexandre Jurbran

SEAWORLD

(seaworldparks.com; US$ 82 e US$ 74, crianças de 3 a 9 anos; Cc: A, D, M, V)

Não conte às crianças: oito orcas se revezam no papel da baleia acrobata Shamu, estrela do SeaWorld que recebe 5 mil cartas por ano e que desde 2011 estrela um novo espetáculo, o One Ocean. Mas o elenco aquático do parque é maior. Para homenagear as tartarugas marinhas, foi recém-inaugurado o Turtle Trek, que reproduz o ambiente natural desses bichos e de 1 500 peixes de água salgada. Na mesma atração, os visitantes acompanham a incrível jornada das tartarugas desde o nascimento, na praia, em um filme 3D e 360 graus projetado no teto em forma de cúpula.

PARQUES AQUÁTICOS

É provável que, em sua viagem, você vá a um parque aquático, como o Wet’n’Wild (wetnwildorlando.com; US$ 49 e US$ 43, crianças), similar à filial brasileira. Na Disney (US$ 90 e US$ 84, crianças), o Blizzard Beach faz de conta que é uma estação de esqui toda derretida, e o Typhoon Lagoon conta a história de um tufão que destruiu um vilarejo. No Aquática (aquaticabyseaworld.com; US$ 50 e US$ 45, crianças), o toboágua transparente atravessa uma piscina cheia de golfinhos-de-commerson. Sem rio de correnteza ou escorregadores, o Discovery Cove (discoverycove.com; desde US$ 159, com alimentação, bebidas e protetor solar, e US$ 289, com um mergulho) lembra mais uma praia isolada onde você pode se banhar em piscinas naturais habitadas por peixes coloridos, além de mergulhar entre tubarões ou golfinhos. Inaugurado em maio, o Fresh Water Oasis é uma área dedicada aos animais de água doce.

LEGOLAND

(Winter Heaven, florida.legoland.com; US$ 75 e US$ 65, crianças de 3 a 12 anos; Cc: A, D, M, V)

O quinto maior parque feito de Lego no mundo fica a 40 minutos de carro de Orlando. São 50 milhões de pecinhas que reproduzem cidades americanas, carros, dragões, montanhas-russas. As crianças podem montar brinquedos com a ajuda de instrutores, visitar uma fábrica de Legos e passear pelos jardins de tijolinhos coloridos. Como todo complexo que se preze, este também tem lojas, restaurantes e espetáculos – e, desde 26 de maio, um parque aquático com piscina de ondas, um splash de 60 metros de altura e rio com correnteza.

BUSCH GARDENS

(Tampa Bay, buschgardens.com; US$ 80 e US$ 72, crianças de 3 a 9 anos; Cc: A, D, M, V)

Do mesmo grupo do SeaWorld, o parque Busch Gardens tem as montanhas-russas mais radicais da Flórida – a Cheeta Hunt, novidade de 2011, atinge quase 100 quilômetros por hora. Os brinquedos espalham-se por uma área habitada por mais de 2 700 animais de 300 espécies, a maioria típica da África. Para vê-los sob os cuidados dos veterinários, visite o recém-inaugurado Animal Care Center. Como fica na cidade de Tampa, a 40 minutos de Orlando, oferece traslado grátis para quem compra os ingressos antecipadamente.

GARIMPOS DE OURO

Shoppings, outlets e muitos vestidos de princesa

Prepare o cartão para as lojas da Downtown Disney (disneyworld.disney.go.com), centro comercial que é a perdição das crianças em busca de pelúcias e orelhas do Mickey. Na International Drive, em Orlando, o gigantesco Premium Outlet (premiumoutlets.com), antigo Prime, tem 180 lojas, incluindo Calvin Klein, Lacoste e uma gigantesca Victoria’s Secret. Outro outlet da mesma rede em Orlando – e mais perto da Disney – é o Premium Vineland Avenue, com marcas como Diesel e Hugo Boss até 70% mais baratas. Mas muitos preferem o Shopping Florida Mall (8001 South Orange Blossom Trail, simon.com), com as lojas de departamentos Macy’s e Saks, as maquiagens da M.A.C, os iTudos da Apple e a Babies’R’Us, o paraíso das mães em busca de enxoval. Mais chique, o Mall at Milenia (4200 Conroy Road, mallatmilenia.com) estrela Dior, Chanel, Cartier e Louis Vuitton. Veio atrás de eletrônicos? Dispense definitivamente a sua viagem para Miami na Best Buy (8350 S Orange Blossom Trail, bestbuy.com), a maior rede do gênero nos Estados Unidos. A loja fica na mesma rota de compras, entre o Florida Mall e o hipermercado Walmart.

Veja na próxima página o Bê-a-bá do Mickey – o básico, os atalhos e outras dúvidas frequentes

 

LEIA MAIS:

Destino – Orlando

Alegria, alegria

Reino da magia – Universal

Continua após a publicidade

Reino da magia – Disney

Reino da magia – SeaWorld

Reino da magia – Busch Gardens

Reino da magia – Os outlets

Reino da Magia – o essencial

 

Bê-a-bá do Mickey

O básico, os atalhos e outras dúvidas frequentes

Nunca fui a Orlando. Como me planejo para os parques?

Os parques de diversões estão em Orlando e nos arredores. Reserve um dia para cada um dos principais – os quatro da Disney, os dois da Universal, o SeaWorld e o Busch Gardens, além de um aquático. Ao comprar um pacote, verifique se os ingressos estão incluídos ou se você terá de adquiri-los à parte. Antes de sair do hotel, confira os horários dos shows, que mudam constantemente, e reserve as famosas refeições com os personagens da Disney, o jeito mais fácil de fotografá-los com seus filhos.

Como economizar nos ingressos?

As entradas são tabeladas, com um descontinho de 6% para crianças. Você consegue pagar menos comprando passes e combos. O Park Hopper, por exemplo, dá 20% de desconto para dois parques no mesmo dia – no caso da Disney, use na dobradinha Epcot + Animal Kingdom, os dois menores. Na Universal, o passe de dois dias abate em 30% o valor dos ingressos, mesmo porcentual do combo de quatro dias da Disney. Pela internet, SeaWorld e Busch Gardens dão US$ 10 de desconto. Um bom passe é o Orlando Flex Ticket Plus (orlandoflexticket.com.br), que combina ingressos dos parques da Universal, do SeaWorld e do Wet’n’Wild com 20% off. Fique de olho nas promoções-relâmpago seguindo os parques no Facebook e no Twitter e consultando o site do Centro de Visitantes de Orlando (orlandoticketsales.com).

Ilustração do manual de Orlando - fast pass

Crianças pequenas aproveitam?

Com até 3 anos de idade, elas não pagam, mas curtem menos – há chances de fazê-las felizes no Magic e no Animal Kingdom. Para evitar deslocamentos, gaste mais e se hospede na Disney. Nos parques, leve um carrinho de bebê (no Walmart você encontra modelos desde US$ 15, o mesmo valor da diária de um aluguel). Aproveite a conveniência dos Baby Care Centers, onde os pais encontram de micro-ondas a lenços umedecidos e papinhas. Os parques da Disney dispõem ainda de enfermaria, mas sem médicos para diagnóstico. Seguro-viagem, aliás, é essencial, já que os serviços médicos são caros nos Estados Unidos.

Quais são as vantagens de ficar hospedado nos hotéis dos parques?

Entrar uma hora antes nos parques e sair depois (o tempo varia); não pagar estacionamento nem transporte no complexo; e poder debitar as despesas com lojas na conta do hotel. Hóspedes da Universal também têm prioridade nos assentos dos shows e ganham o Express Plus Pass, que evita filas. Para economizar (os hotéis dos complexos são cerca de 30% mais caros), escolha se hospedar em Lake Buena Vista, vizinha aos parques, em Kissimmee, a 15 minutos de carro, ou na International Drive, recheada de lojas e a apenas 20 minutos dos complexos.

Devo alugar um carro?

Se o seu pacote não inclui hotel dentro dos complexos nem transporte, alugar um carro é muito conveniente: as atrações ficam distantes e você vai querer sair para jantar ou fazer compras. A diária de um modelo econômico com seguro custa cerca de US$ 50, mas não se esqueça dos estacionamentos dos parques (de US$ 12 a US$ 15), do GPS (US$ 10 por dia) e, obrigatório, da cadeirinha para crianças (US$ 12 a diária).

Como sobreviver às filas dos brinquedos durante o mês de julho?

Na Disney, o Fast Pass é grátis. E uma maravilha: basta colocar o cartão de ingresso do parque em uma máquina e agendar o horário. Perto da hora marcada, siga direto para a entrada indicada com a sigla FP. O Quick Queue (de US$ 19 a US$ 30), do SeaWorld, e o Express Pass (US$ 46; grátis para quem se hospeda no complexo), da Universal, liberam você de esperar o dia todo.

Veja na página anterior as últimas novidades dos parques de Orlando e arredores

 

LEIA MAIS:

Destino – Orlando

Alegria, alegria

Reino da magia – Universal

Continua após a publicidade

Reino da magia – Disney

Reino da magia – SeaWorld

Reino da magia – Busch Gardens

Reino da magia – Os outlets

Reino da Magia – o essencial

Continua após a publicidade
Publicidade